Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Principais doenças nos profissionais de saúde

No description
by

jose gouveia

on 8 January 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Principais doenças nos profissionais de saúde

Principais doenças profissionais do técnico auxiliar de saúde

Factores de risco Profissionais
Os 9 Princípios Gerais de Prevenção
Evitar os riscos;
Avaliar os riscos que não possam ser evitados;
Combater os riscos na origem;
Adaptar o trabalho ao homem, especialmente no que se refere à concepção dos postos de trabalho, bem como à escolha dos equipamentos de trabalho e dos métodos de trabalho e de produção, tendo em vista, nomeadamente, atenuar o trabalho monótono e o trabalho cadenciado e reduzir os efeitos destes sobre a saúde;
Ter em conta o estádio de evolução da técnica;
Substituir o que é perigoso pelo que é isento de perigo ou menos perigoso;
Planificar a prevenção com um sistema coerente que integre a técnica, a organização do trabalho, as condições de trabalho, as relações sociais e a influência dos factores ambientais no trabalho;
Dar prioridade às medidas de prevenção colectiva em relação às medidas de protecção individual;
Dar instruções adequadas aos trabalhadores.
Mialgia
A mialgia é uma dor muscular, localizada ou não. A dor surge devido a tensões nos músculos. A razão pode ser devido a um excessvo esforço, o que pode ocorrer com uma sobrecarga. As outras causas podem ser por exemplo uma má posição durante o trabalho ou devido ao stress mental
Cervicalgias
A cervicalgia Costuma ser uma doença sem causa aparente. Normalmente está relacionada com os movimentos bruscos do pescoço, ou longa permanência em posição forçada. Uma pessoa que tenha cervicalgia por norma tem uma melhora quando está em repouso e aumenta a dor com o movimento
Doenças/causas profissionais dos auxiliares de saúde
Lombalgia
A lombalgia é quando uma pessoa tem uma dor na região lombar, ou seja, na região mais baixa da coluna perto da bacia. Não é uma doença é um tipo de dor. Na maioria das vezes não é um problema sério, por vezes esta dor também pode passar para as pernas.
Sono e stress
As pessoas sofrem de stress quando sentem que há um desequilíbrio entre as solicitações que lhe são feitas e os recursos de que dispõem para responder a essas solicitações. Embora seja psicológico, o stress afeta igualmente a saúde física do individuo.
É causado pelo trabalho nocturno, pois o ser humano está adaptado a dormir de noite, logo se for o contrário fica descontrolado.

Factores de risco biológico
Inclui vírus e bactérias susceptíveis de causar doença.
Factores de risco físico
Inclui os factores de natureza física como por exemplo: ruído, vibrações.
Factores de risco químico
Inclui os factores de natureza química como por exemplo: formaldeído, produtos de higiene e limpeza, gases anestésicos.
Factores de risco relacionado com o trabalho ou actividade
Inclui os factores relacionados com a postura e actividade física no local de trabalho.
Factores de risco psicossocial
Inclui todas as situações relacionados com o stress.
Os factores de risco psicossociais podem influenciar as características sociais, culturais, psicológicas e outras associadas ao trabalho.
Identificação dos trabalhadores expostos
Os profissionais de saúde, clínicos e não clínicos, desenvolvem algumas capacidades profissionais com risco potencial que deve ser analisado. Neste sentido, deverá ser identificado o trabalhador exposto, para cada risco detetado, tendo em atenção os trabalhadores com necessidades especiais, como os seguintes:
Trabalhadoras grávidas;
Trabalhadores jovens e idosos;
Trabalhadores portadores de deficiência;
Trabalhadores sem formação ou inexperientes (estagiários, trabalhadores temporários);
Trabalhadores isolados nas suas actividades profissionais;
Trabalhadores com doenças crónicas e a tomarem medicamentos capazes de aumentarem a sua susceptibilidade.
Prevenção primária
Controlo de incidência de doença e acidentes profissionais
Como evitar os riscos profissionais.
Ex: eliminação, substituição, redução da fonte
Prevenção secundária
Controlo da prevalência (duração da doença ou gravidade do acidente).
Como tratar a doença ou reparar a incapacidade.
Ex: vigilância da saúde do trabalhador
Prevenção terceária
Controlo de sequelas ou implicações na capacidade para o trabalho.
Como tratar os efeitos.
Ex: reabilitação clinica e recolocação profissional
Estatísticas dos acidentes de trabalho
Segundo estatísticas feitas em 2014 acerca dos acidentes de trabalho concluímos que o maior número de acidentes ocorreu nas instalações (281), em Fevereiro (47), a quinta-feira foi o dia da semana que em média ocorreu mais acidentes de trabalho (60). O distrito em que mais predominaram os acidentes foi em Lisboa (54), o sexo masculino foi o mais predominante neste ano (259), a faixa etária mais afetada foi 45-54 anos (79).
Impactos socioeconómicos
Para o trabalhador e sua família, este fenómeno está intimamente relacionado com a redução da qualidade de vida, não só pela diminuição do estado de saúde dado pela dor e sofrimento moral ou físico, como também pela diminuição da capacidade financeira na medida em que como consequência o trabalhador não vai receber rendimento, logo vai ver reduzidas as capacidades para conseguir sustentar a família e pagar as despesas.
O que são doenças profissionais?


Doença profissional é aquela que resulta directamente das condições de trabalho, que consta da Lista de Doenças Profissionais e causa incapacidade para o exercício da profissão ou até mesmo a morte.
Paula Rodrigues nº 21
Sónia Duarte nº 22
Zé Gouveia nº 24
Full transcript