Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

O Perfil do Formador da RCC

FPF - Subsídio
by

Ezeglair de Souza

on 10 May 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O Perfil do Formador da RCC

O PERFIL DO FORMADOR
Quem sabe, FAZ...

Quem não sabe, ENSINA...
(ditado popular)

Vamos discutir sobre a frase acima...

“... Transmite-o a pessoas de confiança, que sejam capazes de ensinar a outros...” (2Tm 2, 2b-2c)

Afinal, quem é o Formador?

O ministro da formação precisa, na sua tarefa de ensinar, ter consciência do valor do seu chamado, e ter uma postura pedagógica para que haja o crescimento do formando;

A arte de educar, é precisamente a arte de amar;

O educando e o formando que se sentem amados, sentem-se aceitos.

Ensinar é amar

“Um mestre será verdadeiramente eficaz na medida em que seja aceito, admirado e imitado por seus discípulos”. (pág. 19)

O sujeito do processo de formação nunca é o formador, mas o próprio FORMANDO, ou seja, o formando precisa descobrir o seu caminho para o seu crescimento pessoal.
Cabe então ao formador a tarefa de INFORMAR, ESCLARECER, MOTIVAR, ESTIMULAR e ORIENTAR os esforços do formando.


FORMAR É AMAR; FORMAR IMITANDO A JESUS É AMAR. É LEVAR O OUTRO PARA O REINO DE DEUS.
Ser chamado por Deus, e não ser voluntário - ter consciência do chamado de Deus e dar valor a esse chamado, quando Deus chama, a graça está na resposta imediata ao chamado.


Vejamos: Lc 9, 56 – 62

1º. “Seguir-te-ei para onde quer que fores”.
2º. “Permita ir primeiro sepultar o meu pai”.
3º. “Deixa-me primeiro despedir-me dos de casa”.
CONDIÇÕES PARA
SER FORMADOR

B) Ter visão do plano de Deus – à medida que se Evangeliza, que se ensina, amplia-se a experiência e os horizontes. O formador coopera com o plano de Deus. É importante que o formador esteja atualizado quanto aos direcionamentos e “planos de ação” quanto ao movimento que participa.
C) Ter claro o objetivo da formação e do Ministério que exerce – o formador é um “fazedor de consciência”, ele consegue, na medida que faz a vontade de Deus, mudar a maneira de pensar e de viver do formando, porque o conduz de acordo com os planos de Deus.
O objetivo da Formação é levar o formando a viver a vida segundo o Espírito de Deus, seguindo a Jesus Cristo. Por isso o formador precisa perseguir esse alvo, não só correr, mas ter uma meta a alcançar. (História dos cachorros e da Lebre)

D) Ter consciência do Ministério de Formação – a primeira vocação do Apóstolo é estar com Jesus. Por isso nós não podemos estar a frente da batalha, mas sim, estar onde se obtém a vitória – AO LADO DE JESUS, em oração.

E) Ser discípulo e apostolo íntimo de JESUS – quanto mais o formador for semelhante a Jesus, mais se fará aceitar, imitar e admirar.

F) Ser um “outro Cristo” – o formador deve trabalhar mais consigo mesmo do que com os formandos. Deve sempre se perguntar se está sendo sal, fermento e luz para eles.

G) Ter maturidade – deve ter experiência de vida, não deve ser um recém convertido ou alguém muito jovem que não tenha maturidade.

H) Equilíbrio e maturidade – o formador atua no sentido da formação muito mais pelo que é do que pelo que faz ou diz.

I) Saber administrar os problemas como numa corrida de obstáculos – “os sofrimentos do tempo presente são incomparáveis com a glória que se manifestará depois”. (cf. Rm 8, 18).

Diante dos nossos problemas, podemos gritar: CÉU À VISTA
J) Ter motivação – valor que dá energia e direção a uma ação. A motivação desperta, sustenta e orienta o interesse. A motivação do formador deve se fazer a vontade de Deus, e mais, amar fazer a vontade de Deus. (cf. 2Tm 2, 8 – 13)

K) Ser perseverante na caminhada - o formador é chamado a “prosseguir decididamente” (Fl 3, 16). Mesmo diante dos fracassos, dificuldades, perseguições ele deve correr sempre diante. O olhar deve estar sempre no presente e no futuro, não se fixando no passado.

É bom saber: Pedagogia é a ciência
da educação e do ensino.

O ministério da Formação passa pela abertura ao aprendizado, pela aceitação de ouvir a Deus naquilo que Ele nos quer falar. Ser formador é fazer a vontade de Deus, ou melhor, ATENDER a vontade de Deus.

Atitude pedagógica
do Formador

Jesus é o Mestre dos mestres. O único capaz de nos ensinar com o Seu exemplo. Todo formador é formado por Jesus. Quando o formador perde essa primeira relação de dependência, ele perde a autoridade espiritual do Ministério da Formação.

O FORMADOR precisa:

AMAR e criar um clima de fraternidade;

MOTIVAR;

ESTIMULAR e INCENTIVAR;

COORDENAR;

INSTRUIR e CATEQUIZAR

CONTROLAR – avaliar o ritmo de crescimento dos formandos.

Então, qual deve ser
a postura do formador?

Full transcript