Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Transformando Adversidades em Oportunidades

No description
by

Yasmin Toffoli

on 14 July 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Transformando Adversidades em Oportunidades

Paul G. Stoltz, Ph.D.
Transformando Adversidades em Oportunidades
F. Nicastro
Paul G. Stoltz, Ph.D.
Como Diretor do Instituto Global de Resiliência, Dr. Stoltz supervisiona uma agenda de pesquisa em 29 países dedicados a explorar, expandir e promover as aplicações de Q.A. para fortalecer as pessoas e suas organizações. Seus parceiros de pesquisa incluem principais pensadores da Universidade de Yale, Universidade de Stanford, e mais de uma dúzia de universidades estrangeiras.


Transformando Adversidades em Oportunidades
F. Nicastro
Conforto
ou
Adversidade?
Na atualidade uma pessoa ativa enfrenta em média
23
adversidades por dia -
8395
adversidades por ano.

Qual das escolhas abaixo lhe parece melhor?
















1 - A acomodação em sua zona de conforto, que não lhe permite ir além da mediocridade e por vezes faz a vida parecer tediosa e sem objetivo?

2 - A aventura de realizar sonhos e projetos, indo além dos seus limites, enfrentando desafios e descobrindo sua grandeza?

Se você escolheu a
alternativa 2
, você está preparado para ir adiante!
A ADVERSIDADE TEM O PODER DE:
1 - Inspirar clareza excepcional
2 - Banir quaisquer vestígios de letargia
3 - Colocar novamente em foco suas prioridades
4 - Aprimorar seu caráter e liberar suas maiores forças
Quanto mais você evita a adversidade, menos se transforma.
MAIS CONFORTO
=
MENOS ADVERSIDADE
=
MENOS GRANDEZA
Os desafios do homem contemporâneo
C.R.
C
apacidades
R
equisitadas
São as capacidades exigidas de nós para atender e lidar com as exigências diárias.
Tudo o que uma pessoa é capaz de fazer. É a soma de todos os conhecimentos, talentos, habilidades e experiências adquiridas. Acesso máximo do nosso potencial.
C.A.
C
apacidades
A
cessadas
São as capacidades que conseguimos acessar nas situações do dia a dia.
Problema
Com o crescimento das adversidades na sociedade moderna, as Capacidades Requisitadas (CR) cada vez aumentam mais.

Esse aumento causa muito stress diminuindo as Capacidades Acessadas (CA).
Solução
Fazer um "up grade" no "sistema operacional interno" através do Coaching, aumentando o
Q.A. (Quociente de Adversidade)
.
Os três tipos de capacidade humana
C.E.
C
apacidades
E
xistentes
Eu sou responsável de como eu me sinto, e hoje eu estou escolhendo a felicidade!
O grande sucesso não provém do sucesso. Ele provém da adversidade, do fracasso, da frustração e algumas vezes da catástrofe, e do modo como lidamos com tudo isso e damos a volta por cima.

Sumner Redstone, CEO da Viacom, Inc.

Sucesso
O que é o Q.A.

(Quociente de Adversidades)?

Q.A. é uma medida obtida por meio de testes que avaliam nossos padrões de reação psicológica às adversidades.

É o verdadeiro ingrediente por traz do êxito ou fracasso das pessoas.

Portanto, aqueles que são capazes de reagir de forma mais positiva e eficiente aos problemas e adversidades, são os que realmente alcançam o triunfo no trabalho e na vida como um todo.
Não é preciso nascer com Q.A. alto para triunfar na vida.

É possível aumentá-lo de maneira permanente e substancial.

A prova do reconhecimento desta teoria é que a Universidade de Harvard (Harvard Business School) a adotou e aplica os métodos em seus programas de MBA.
Estudos empresariais a respeito do Q.A. revelaram que:
Pessoas com Q.A. mais alto tem
rendas maiores
.
Q.A. de executivos de maior performance chega a ser até
17

pontos
mais alto que a média.
Treinamento em Coaching pode
aumentar
o Q.A. de uma pessoa em cerca de
20%
.
Pessoas com alto Q.A.
tendem à:
Ser mais flexíveis diante da adversidade
Ter e sustentar um excelente desempenho
Responsabilizar-se pelas soluções
Crer no prazo limitado das adversidades
Perceber as oportunidades nas dificuldades
Perseverar nas situações desagradáveis
Controlar suas reações emocionais
Ser autenticamente mais otimistas
Inovar para descobrir soluções e motivar outras pessoas em prol da solução
Pessoas com baixo Q.A. tendem à:
Culpar os outros ou a sí mesmos
Reclamar
Ter queda de desempenho em meio às adversidades
Evitar a responsabilidade
Sofrer um alto nível de stress
Ficar deprimidas
Ter aversão aos riscos e resistência às mudanças
Ter descontroles emocionais
Ser inflexíveis
Ter apego a modelos ou soluções antigas
Ser pessimistas e desmotivar os outros
O
Q.A.
é aprendido e programado no cérebro durante a
juventude impressionável
, quando a pessoa observa os outros lidarem com as dificuldades da vida.

Ao absover e adaptar essas reações no inconsciente, o individuo forma seu
próprio padrão singular de reações
.
"Quando se descobre que certa característica sofre influência dos genes, as pessoas presumem que é imutável. Não podemos alterar os genes, mas podemos alterar o modo como os genes se expressam."

Dr. Stanley Greenspan
O psicólogo John T. Cacioppo descobriu que o cérebro tem tendência a reagir de maneira muito mais forte aos acontecimentos negativos do que aos positivos.
Efeito Placebo
Efeito Nocebo
Chega a ter as mesmas consequências negativas em empresas, quando indivíduos de baixo Q.A. se rendem ao pessimismo e a impotência diante das adversidades.
O alto Q.A. imuniza contra o Efeito Nocebo.
Algumas provas de que o cérebro é um orgão reprogramável:
Foco na culpa é igual a baixo Q.A. Culpados erram cada vez mais.
Empresas que buscam culpados para punir, geram cultura organizacional favorecedora de baixo Q.A., gerando mais erros.
Culpa compromete a agilidade e a confiança, além de ser desmoralizante, envergonhar e desmotivar.
Indivíduos de baixo Q.A. tendem a crer que tudo é sua culpa, ou culpa do outro.
O efeito destrutivo da culpabilização
Questionário: Perfil de reação à adversidade
OWNERSHIP
Capacidade de assumir responsabilidade pelas soluções ou melhoria da situação.
REACH
Capacidade de limitar o alcance, impedindo que a adversidade afete outras áreas da vida.
ENDURANCE
Capacidade de perceber a adversidade como passageira e abreviar ao máximo sua duração.
UTILIZATION
Capacidade de transformar a adversidade em oportunidade de progresso.
CONTROL
Capacidade de exercer seu poder pessoal, controlando ou influenciando as situações adversas e as pessoas nelas envolvidas.
SELF CONTROL
Capacidade de controlar suas reações às situações adversas.
Competências avaliadas em cada soma parcial
Soma parcial por competências avaliadas:
188 - 210
: Pontuação alta

171 - 187
: Pontuação moderadamente alta

145 - 170
: Pontuação moderada

128 - 144
: Pontuação moderadamente baixa

127 e abaixo
: Pontuação baixa
Perfil de Reação à Adversidade
Total Geral
1.134 - 1.260
Pontuação alta
Esta é a pontuação de pessoas que encaram e superam adversidades de todas as magnitudes.
1.108 - 1.133
Pontuação moderadamente alta
Esta é a pontuação de pessoas que são mais eficientes do que a maioria, no trato com as dificuldades e obstáculos.
819 - 1.107
Pontuação moderada
Esta é a pontuação de pessoas que se saem bem com muitas dificuldades, mas quando as adversidades se acumulam, experimentam uma sensação de desgaste, sobrecarga, irritabilidade ou esgotamento.
693 - 818
Pontuação moderadamente baixa
Esta é a pontuação de pessoas que talvez lidem relativamente bem com alguns obstáculos, mas quando enfrentam vários desafios e seu mundo se torna mais complexo, podem sofrer desnecessariamente pagando um preço alto com a ansiedade, raiva, stress e medo.
817 e abaixo
Pontuação baixa
Esta é a pontuação de pessoas que algumas vezes, quando surgem adversidades,podem sentir que suas vidas são exaustivas e difíceis. Nestes momentos são dominadas por pensamentos negativos e desejos de desistir.
Exercícios para o desenvolvimento do Q.A.
Obrigado!!!
Full transcript