Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A Árvore do Conhecimento de

No description
by

Izabella Lacerda

on 15 March 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A Árvore do Conhecimento de

A Árvore do Conhecimento de

Biografia
Ele escreveu uma única obra, um poema em verso épico. Nesse poema, Parménedis expõe a sua doutrina, dividida em três partes.
Na introdução do seu poema, o filósofo mostra como chegou às suas revelações.
A segunda parte foi a mais estudada de todas as três.
Índice
Introdução
Biografia
Pensamentos/Citações
Conclusão
Bibliografia
Parménides de Eleia
Nasceu em 540/539 a.C., na cidade de Eleia, situada na Magna Grécia.

Diógenes Laércio, um historiador e biógrafo dos antigos filósofos, acreditava que Parménedis teria sido discípulo de Xenófanes.
Já Teofrasto, filósofo grego que sucedeu a Aristóteles na escola peripatética, dizia que Parménedis foi, de facto, discípulo de Anaximandro.
Xenófanes

-
filósofo grego defensor do antropomorfismo
Anaximandro -
filósofo, matemático, geógrafo, astrónomo e político que definiu o princípio de tudo.
Partes da sua doutrina, como o Monismo e o Formalismo, são explicadas pela sua provável relação com pitagóricos como Amínias, considerado o seu mestre, e Dioquetes.
Monismo:

Palavra que significa "um'' ou "único''. É o nome dado às teorias que defendem a realidade como um todo - Metafísica; e a relação entre a mente e o corpo.
Formalismo
É uma forma geral de um determinado conteúdo ou significado em várias áreas; ou seja, é o descrever de algo de maneira a que qualquer pessoa dessa mesma área possa compreender, indepentemente de fatores como a língua, entre outros.
Parménides foi um dos representantes da escola Eleática, juntamente com Xenófones, Zenão e Melisso. Nessa escola, as questões filosóficas concentravam-se na comparação dos valores do conhecimento sensível e do conhecimento racional.
O seu pensamento filosófico, apesar de ter em consideração algumas especulações antigas, representou um ponto de partida para uma nova maneira de filosofar.
Essa nova maneira foi, por muitos, considerada exemplar, pois desempenhou uma das poucas posições metafísicas radicais da história do pensamento filosófico do Ocidente.
A sua doutrina era o contrário da doutrina de Heraclito.

Tudo o que é, tudo está em repouso.
Parménides
Tudo flui, tudo esta em movimento
Heraclito
Primeira Parte
Descreve a viagem do filósofo até chegar à Deusa da Verdade.
Terceira Parte
Contém o chamado caminho das opções e das aparências.
Segunda Parte
A Deusa da Verdade mostra-lhe o caminho da verdade.
Durante a sua viagem, a Deusa dá-lhe a conhecer o caminho da opnião, que leva à aparência e ao engano; e o caminho da verdade, que conduz à sabedoria do ser.
Caminho da Verdade
Foi o primeiro caminho a ser descrito.
Parménides argumenta que o que é, é (princípio da identidade). Através deste princípio lógico, Parménides descobre todos os outros (Princípio da não contradição e princípio do terceiro excluído), sendo por isso considerado um fundador da Lógica.
Recorrendo à sua razão e através da Metafísica dedutiva, ele faz premissas que acredita serem verdadeiras e conclui que estas realmente são.
Caminho da Opnião
Neste caminho, Parménides descreve a sua maneira de ver o mundo, e considera-a falsa, pois não passa de um conjunto de palavras vãs e ilusões - que é o melhor que um homem pode fazer.
O filósofo fala, também, sobre o dualismo entre o limitado e o ilimitado, relacionando esses conceitos com a luz e as trevas. Ele conclui que a escuridão é a negação da luz e, comparando outros opostos, finaliza que o mundo está dividido em duas realidades separadas.
Positivas:
Vida
Negativas:
Escuridão
Luz
Fogo
Masculino
Quente
Ativo
Morte
Água
Feminino
Frio
Passivo
Esta é considerada o núcleo do pensamento de Parménides, que consiste numa proposição irrebatível: " O Ser é, e é impossível que não seja'', junto à qual se afirma: " O não Ser não é, e nem sequer se pode falar sobre isso''. Uma terceira proposição une-se a estas: " É o mesmo o Ser e o Pensar''.
Para Parménides, todas as mudanças físicas que ocorrem no mundo são uma mistura do Ser e do não Ser, que resultariam num vir a ser. O filósofo chegou à conclusão de que a mudança é uma ilusão, pois a mistura tem como causa o desejo e este, quando satisfeito, retorna ao Ser ou ao não Ser (crítica à filosofia de Heraclito).
A filosofia de Parménides é, na verdade, um contraste entre ambos os caminhos.
Os nossos sentidos levam-nos à aparência, onde reconhecemos o Ser e o não Ser; e a nossa razão leva-nos à verdade, pois só podemos expressar algo existente e pensar sobre algo que já é.
Através dos seus pensamentos, Parménides cria os principais fundamentos da Ontologia, a Ciência do Ser.
o Ou algo existe ou algo não existe.

o Se é possível pensar em algo, esse algo tem que existir.

o O Nada não EXISTE..

o Se podemos pensar em algo, esse algo tem que ser alguma coisa.

o Se podemos pensar em algo, esse algo tem que existir.

o O Ser é e não pode não ser.

o O pensamento e o Ser são a mesma coisa.

o O Ser é imóvel porque se se movesse poderia vir a Ser e então seria e não seria ao mesmo tempo.

o O ser é uma esfera bem redonda, equidistante em todos os lados, pelo que não é mais aqui nem menos além, mantendo-se sempre compacto, eterno e imóvel
Citações
Conclusão
Com a realização deste trabalho, concluí que os filósofos gregos foram muito importantes não só para a Filosofia em si, mas também para o desenvolvimento da Ciência e da humanidade.
Aprendi que Parménides foi um grande pensador e impulsionador da filosofia, vindo a ter uma grande influência em Platão e Aristóteles, grandes marcos para a sociedade que temos hoje. As conclusões tiradas por este filósofo são bastante claras e úteis, levam-nos a pensar sobre determinadas questões para as quais pensávamos saber a resposta - mas na verdade, estávamos enganados. Ambos os caminhos que Parménides percorreu no seu poema são graus para nós atingirmos a Verdade e o Ser. Diríamos hoje que Parménides não só nos diz para obtermos mais cultura, como também nos leva a usar a razão para compreendermos tudo o que existe (ONTOLOGIA E METAFísICA).
Trabalho realizado por:
Izabella Lacerda, nº8
Ano/Turma: 10ºA
Disciplina: Filosofia
Prof. Isabel Sousa
Full transcript