Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Epistemólogos do conhecimento científico

No description
by

Edimarcio Rocha

on 27 February 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Epistemólogos do conhecimento científico

Berkeley,
Descartes,
Hume,
Leibniz,
Locke,
Spinoza,
Montaigne,
Pietismo,
Rousseau,
Voltaire.

Epistemólogos do conhecimento científico
Antiguidade (~4000 a.C. - 500 d.C.)
:

- Invenção da escrita
- Filósofos diversos discutiam a origem das
coisas:
Demócrito (~420 a.C.) sistematizou o pensamento e a teoria atomista, surge um nome para o constituinte da matéria, ÁTOMO.
Aristóteles (~355 a.C.) propôs a teoria dos 4 elementos para explicar a constituição da matéria
- Ascenção do Império Romano (~1 a.C.)
- Início do Cristianismo


ANTIGUIDADE
Idade Média (~500 d.C. - 1500 d.C.)

- Transição para Idade Média
- Queda do Império Romano (aproximadamente 500 d.C.)
- Idade Média (até aproximadamente 1500 d.C.
quando se inicia a transição para a idade moderna).
*Alquimia
*Inquisição
*Cruzadas (séc. XI - XIII)
*Peste Negra (séc. XIV) dizima um terço da população européia
*Estado sob forte influência religiosa
*Ideia de que a terra é o centro do universo
*Conhecimento científico é negado em detrimento
dos interesses religiosos
*Início da cisão entre religião, estado e ciência
*As grandes navegações e as descobertas de "novos mundos", América (1492) e Brasil (1500)
1500
1500
d.C.

IDADE MÉDIA
1600
d.C.

1700
d.C.

1800
d.C.

1900
d.C.

Francis Bacon (1561-1626)
:

Filósofo da Era Industrial.
Nasceu em Londres em 22 de janeiro de 1561, filho de Sir Nicholas Bacon, lorde tabelião da rainha Elisabeth.
Em 1621, Bacon foi acusado de corrupção e condenado e, embora a culpa lhe fosse logo perdoada pelo rei, sua carreira política estava acabada para sempre.
Em 1584 foi eleito para a Câmara dos Comuns, onde permaneceu cerca de vinte anos.
Sua carreira política tornou-se rápida e brilhante a partir de 1603 com a ascensão ao trono de Jaime I, culminando na sua nomeação como lorde chanceler em 1618.
Morreu no dia de Páscoa em 09 de abril de 1626.
Principal Obra
:

Em 1620, publicou sua obra mais famosa, O Novum Organum, que na intenção do autor, deveria substituir o Organon aristotélico. A obra era apresentada como a segunda parte de um projeto enciclopédico, a Instauration Magna, da qual no mesmo ano foram publicadas a introdução e plano geral.
O mundo natural é regido por leis próprias que podem ser conhecidas, sendo essa a tarefa da
ciência
.
O conhecimento da realidade é possível, mas para se evitar o erro é necessário um método racional.
Elabora o método indutivo, aliando a observação ao raciocínio.
Preocupação com a experimentação – Empirismo.
Ficou conhecido como o
pai da ciência moderna
.

INGLATERRA – SÉC. XVI e XVII
REVOLUÇÃO INGLESA
ABSOLUTISMO – PARLAMENTARISMO
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
CAPITALISMO
ABSOLUTISMO
FEUDALISMO / NOBREZA / CLERO
QUESTÃO MILITAR
REFORMA REGILIOSA (ANGLICANISMO)

PARLAMENTARISMO
TRANSFORMAÇÕES ECONÔMICAS / SOCIAIS
INDUSTRIALIZAÇÃO (IND. TÊXTIL / CARVÃO)
COMÉRCIO (PODERIO NAVAL)

TRANSIÇÃO PARA
A IDADE MODERNA

Galileu Galilei (1564-1642)
:

Galileu Galilei nasceu em Pisa, em 15 de fevereiro de 1564, filho de Vincenzo, músico e comerciante, e de Giulia Ammannati de Pescia;
Chamado para ensinar em Pádua, ali pronuncia a lição inaugural dia 7 de dezembro de 1592;
Em Pádua Galileu permanece dezoito anos, até 1610.
Em Veneza, relaciona-se com Marina Gamba, da qual teria três filhos: Virginia, Livia e Vincenzo.
AS PRINCIPAIS OBRAS:
O diálogo entre os dois máximos sistemas do mundo (1632).
Discursos e demonstrações matemáticas sobre duas novas ciências (1638).

Sidereus Nuncius (1610). (Mensageiro Celeste)
Contexto Social e Político


Viveu entre os séculos XVI e XVII, na Itália;
Galileu nasceu na segunda metade do século XVI, época de grandes conflitos religiosos na Europa, grandes expedições dos naturalistas e época das grandes navegações;
Galileu, assim como Francis Bacon, está situado historicamente em um período de transição científica da Idade Média para a Idade Moderna;

Newton (1642-1727)
Influências e Influenciados

Galileu (1564- 1642)
“A religião ensina como se vai ao Céu.
A astronomia ensina como vai o céu”


Copérnico (1473-1543)
Kepler (1571-1630
)
Transição para Idade Moderna
:

- Conquista de Constantinopla pelos Turcos (séc. XV)
- Ruptura na igreja Católica (Reforma Protestante - séc. XVI)
- Mercantilismo
- Renascimento
- Os Feudos dão origem as Cidades e no desenvolvimento do comércio, se inicia o sistema Capitalista



René Descartes (1596-1650)
:

Nasceu em La Haye na França em 1596;
Frequentou o colégio jesuíta de La Fleche, recém inaugurado (escolástica);
Graduado em direito;
Foi filósofo, físico e matemático;
Procurou construir um sistema cientifico de bases/princípios firmes e indubitáveis, que contrariasse o ceticismo reinante na sua época;
Sugeriu a união entre os estudos da álgebra e geometria;
Desenvolveu os sistemas de coordenadas;
Desenvolveu o método cartesiano: Verificar, analisar, sintetizar e enumerar;
Faleceu em Estocolmo na Suécia em 1650.
Principais Obras
:

1. Regras para a direção do espírito (1628) - a obra da juventude inacabada na qual o método aparece em forma de numerosas regras;
2. O Mundo ou Tratado da Luz (1632-1633) - a obra contém algumas das conquistas definitivas da física clássica: a lei da inércia, a da refração da luz e, principalmente, as bases epistemológicas contrárias ao que seria denominado de princípio da ciência escolástica, radicada no aristotelismo;
3. Discurso sobre o método(1637);
4. Geometria (1637);
5. Meditações Metafísicas (1641);
6. As paixões da Alma (1649).
Thomas Hobbes de Malmesbury (1588 – 1679)
CONTEXTO DE VIDA
Nasceu em Westport, em 1588.
Defendia a ideia segundo a qual os homens só podem viver em paz se concordarem em submeter-se a um poder absoluto e centralizado.
Morreu em Harrdwick Hall (Inglaterra) 04 de dezembro de 1679.
AS PRINCIPAIS OBRAS
Contexto Social e Político
:

René Descartes viveu no período chamado de Idade Moderna:
Absolutismo e o Mercantilismo;
O rei volta a centralizar seu poder;
Primeiros indícios do capitalismo;
Caracterização do período de transição;
Filosofia Moderna;
Guerras Religiosas, reforma e a contra reforma;
Naturalismo Aristotélico;
Humanismo renascentista.
Foi influenciado por:
Platão, Pitágoras, Aristóteles, Agostinho, Mersenne, Montaigne, dentre outros;

Influenciou:
Leibniz, Spinoza, Locke, Kant
INFLUENCIADO E INFLUÊNCIAS
Galileu Galilei;
Descartes;
Francis Bacon;
Tácito;
Aristóteles;
Maquiavel;

John Locke;
Spinoza;
Montesquieu;
Jean Jacques Rousseau;
Durkheim;
Nietzsche;
Christopher Hitchens;

Benedictus Spinoza

Nasceu em 1632, na cidade de Amsterdã, na Holanda;
A sua família fugiu da Inquisição de Portugal;
Professor de física, mecânica, química, astronomia e fisiologia.
Fundou o racionalismo teológico no século XVII;
Em 1656 foi expedido em seu nome um mandado de excomunhão, sendo também deserdado pela família;
Se fixa em Haia, trabalhando aí como polidor de lentes,
Spinoza vivia moderadamente, ameaçado constantemente por uma saúde delicada.
Morreu em 1677 aos 44 anos;
Spinoza defendeu que Deus e Natureza eram dois nomes para a mesma realidade, a saber, a única substância em que consiste o universe e do qual todas as entidades menores constituem modalidades ou modificações;

Gottfried Wilhelm Leibniz
Gottfried Leibniz (1646-1716) foi um filósofo e matemático alemão.
Em Londres, participou da Royal Society e foi eleito membro depois de exibir a sua invenção, a máquina de calcular. Desenvolveu o teorema fundamental do cálculo, publicado em 1677 e devidamente aplicada na Europa, embora Newton já tivesse estudos não publicados sobre o assunto.
Morreu solitário, vítima de uma crise de gota, longe da aristocracia, onde viveu boa parte da vida.

Principais Obras

1661 – 1674: Correspondência – cartas a Oldenburg e Simon de Vries, Meijer e outros;
1663: Pensamentos Metafísicos – afastamento das obras de Descartes;
1660-1663: Tratado da Correção do Intelecto – conhecer pela causa;
1670: Tratado Teológico-Político – publicado anonimamente – democracia.;
Em 1677 sob o título de Obras Póstumas, é publicada a Ética;

AS PRINCIPAIS OBRAS
Novos Ensaios sobre o Entendimento Humano (redigidos em 1714 e publicados em 1765).
Monadologia e Princípios da Natureza Humana” (1714).
Influenciado por:
Descartes, Maquiavel, Hobbes, entre outros.

Influenciou:
Kant, Hegel, Marx, Einstein,
Foi influenciado pelo célebre físico e matemático Huygens, de quem recebeu uma verdadeira formação em Matemáticas superiores;
Por volta dos 15 anos, conheceu as obras de Bacon, Pascal, Arquimedes, Apolônio e Galileu;
É o terceiro dos três grandes racionalistas, depois de Descartes e Spinoza.
Karl Popper

Nasceu em Viena, em 1902.
Filho de pais judeus que se converteram ao luteranismo;
Estudou matemática, física, filosofia, sociologia.
Em 1928, tornou-se Doutor em filosofia pela Universidade de Viena;
Principal referência da epistemologia contemporânea;
Por ser de origem judia, em 1937, foge para a Nova Zelândia, da perseguição nazista. Onde permanece até o fim da segunda guerra;No período em que reside na Nova Zelândia, continua lecionando;
Em 1946, retorna para Londres onde assume a cadeira de “Lógica e Método Ciêntífico” na London School of Economics;
Em 1965, torna-se membro da Royal Society, tornando-se “Sir”;
Em 1969, após aposentadoria, torna-se Prof. emérito da Universidade de Londres;
Ministrou várias palestras , mas nunca deixou de viver de forma modesta em Buckinhamshire nas proximidades de Londres;
Comunista ativo, com o tempo tornou-se um grande defensor da democracia liberal e, oponente implacável do totalitarismo.
Faleceu em 1994.
Principais Obras:

A lógica da pesquisa científica (1934)
Conjecturas e Refutações (1963)
Os dois grandes problemas da teoria do conhecimento (1979)
Popper foi um
racionalista crítico,
e tem como principal tese, a falseabilidade das teorias científicas.

Influenciou outros filósofos, entre os quais estão, Feyerabend, Lakatos e Kuhn
Immanuel Kant
Thomas Samuel Kuhn

Nasceu em Cincinnati, Ohio, Estados Unidos, no dia 18 de julho de 1922;
Obteve o título de bacharel em Física na Universidade de Harvard em 1943, o de mestrado em 1946 o Ph.D. em 1949;
Em Harvard, ministrou curso de História da Ciência de 1948 até 1956;
Trabalhou na Universidade da Califórnia, Berkeley(1961) e na Universidade de Princeton (1964).
Em 1979, foi para o MIT, onde lecionou Filosofia e História da Ciência, permanecendo até 1991.
Faleceu em junho de 1996.

Principais Obras
:

A revolução Copernicana – 1957
A estrutura das revoluções científicas - 1962
Teoria do corpo negro e descontinuidade quântica – 1979
A tensão superficial -1989
O caminho desde a estrutura – 2000 (06)
CONTEXTO DE VIDA

Nasceu em 22 de abril de 1724 na cidade de Königsberg (Kaliningrado) – Prússia Oriental onde viveu toda as sua vida.
O mundo do conhecimento encontrava-se diante de duas correntes de considerável destaque: o racionalismo dogmático e o empirismo cético.
Morreu em 12 de fevereiro de 1804.

Contexto em que desenvolve seus estudos e teorias
:

2° Guerra mundial
Alto desenvolvimento científico no durante e no pós-guerra
Muitas reflexões, debates e embates sobre as implicações do desenvolvimento das ciências
Argumentos de que o desenvolvimento dessa ciência levaria contribuiria para levar o mundo a destruição
Guerra fria, mundo

Contemporâneo de Popper, Feyerabend e Lakatos, tem influência destes e também os influencia, principalmente Lakatos e Feyerabend.
PRINCIPAIS OBRAS
Imre Lipschitz (Lakatos)

Nasceu em Debrecen, Hungria em 1922. De origem judia, mudou de nome (Imre Mólnar) para fugir do nazismo e durante a guerra, gradua-se em matemática, física e filosofia. Após a guerra, adota o sobrenome Lakatos.

Durante a crise Húngara, foge para a Inglaterra onde passa a trabalhar com Popper. Nesse período, conhece Feyerabend e estabelece uma série de discussões sobre o método científico.

Faleceu em 1974.
INFLUENCIADO E INFLUÊNCIAS
Hegel,
Fichte,
Schelling,
Marx,
Schopenhauer,
Nietzsche,
Peirce.

Principais Obras

A crítica e o desenvolvimento do conhecimento (1970)
Provas e Refutações (1976)
A metodologia dos programas de pesquisa científica (1977)
Matemática, Ciência e Epistemologia (1978)
Crítico do positivismo, desenvolve uma abordagem emergente em relação ao racionalismo da ciência, tendo como característica o confronto do trabalho filosófico com a história da ciência.
Sua teoria,
metodologia dos programas de investigação científica
, é uma explicação lógica para o fazer científico.
Teve influência de Hegel, Marx, Popper, Feyerabend e Kuhn, influenciando também os trabalhos dos dois últimos.

KARL MARX
Karl Marx nasceu em 5 de maio de 1818;
Filósofo, economista, homem de ação, foi o criador do socialismo científico e o inspirador da ideologia comunista, chave na história do século XX.
O marxismo se fundamenta em três
pilares fundamentais: Materialismo Dialético; Economia Política E Materialismo Histórico.
Morreu em 14 de março de 1883, vítima de um abscesso no pulmão.
Paul Karl Feyerabend

Austríaco, nasceu em Viena em 1924 e na juventude, combateu pelo lado Alemão na segunda guerra mundial.

Historiador, Sociólogo e Físico, dedicou-se à Filosofia das Ciências, tendo inicialmente, influências de Popper, com o qual trabalha durante um período. Mais tarde, rompe com as teorias de Popper ao conhecer as teorias de Kuhn. Nessa época, conhece Lakatos, "discípulo" de Popper e se inicia uma discussão a contraposição dos métodos científicos o que acaba levando Feyerabend a ficar conhecido como Anarquista, por defender uma Pluralidade Metodológica.

Faleceu em 1994.
INFLUENCIADO E INFLUÊNCIAS
Descartes, Kant, Spinosa;
Georg Wilhelm Friedrich Hegel (1770-1831);
Ludwig  Feuerbach (1804 - 1872);
Rousseau, Montesquieu e Maquiavel;

Walter Benedix Schönflies Benjamin;
Herbert Marcuse;
Max Horkheimer
Theodor Ludwig
Wiesengrund-Adorno
Jürgen Habermas

AS PRINCIPAIS OBRAS
Principais Obras

Contra o método (1975):
Tece várias críticas ao método científico, propondo que o desenvolvimento da ciência é alcançado por métodos diversos.
Diálogo sobre o método (1990)
Adeus a razão (1991)
Para Feyerabend, a ciência é sempre revolucionária, pois sua prática é caracterizada por uma pluralidade de hipóteses concorrentes e que portanto, não há um método único.

DAVID HUME
Nasceu na Escócia, em Edimburgo, em 1711 e faleceu em 1776. Foi um filósofo, historiador e ensaísta escocês que se tornou célebre por seu empirismo radical e seu ceticismo filosófico.
Ao lado de Locke e Berkeley, compõe a famosa tríade do empirismo britânico, sendo considerado um dos mais importantes pensadores do iluminismo escocês e da própria filosofia ocidental.


CONTEXTO DE VIDA
PRINCIPAIS OBRAS
INFLUENCIADO E INFLUÊNCIAS
Fortemente influenciado por Locke e Berkeley mas também por vários filósofos franceses, como Pierre Bayle e Nicolas Malebranche, e diversas figuras dos círculos intelectuais ingleses, como Samuel Clarke, Francis Hutcheson  (seu professor) e  Joseph Butler.
Teve profunda influência sobre Kant, sobre a filosofia analítica do início do século XX e sobre a fenomenologia.

Augusto Comte
Berkeley,
Descartes,
Hume,
Leibniz,
Locke,
Spinoza,
Montaigne,
Pietismo,
Rousseau,
Voltaire.

Jean Piaget (1896-1980)

Suíço, nasceu em 1896. Biólogo de formação, desenvolveu seu método utilizando seus filhos em seu experimento.
Impulsionou a teoria cognitiva ao propor a existência dos 4 estágios de desenvolvimento.

A Epistemologia Genética compreende que o desenvolvimento do ser humano está subordinado a dois fatores: os fatores da hereditariedade e adaptação biológicas, dos quais depende a evolução do sistema nervoso e dos mecanismos psíquicos elementares, e os fatores de transmissão ou de interação sociais, que intervêm desde o berço na constituição dos comportamentos e da vida mental. Assim, aquisição do conhecimento depende tanto dos esquemas mentais cognitivos do sujeito, como de sua relação com o objeto. Conceitos: Esquemas mentais, Assimilação, Acomodação, Equilibração e Estágio de Desenvolvimento Cognitivo.

Principal Obra
: A Epistemologia Genética (1976). Piaget foi influenciado por Kant que é famoso pela elaboração do denominado idealismo transcendental e por Edouard Claparède, com seus conceitos estavam ligados às ideias da abordagem pragmatista, como ilustrado pela sua Law Of Becoming Conscious.
Algumas contribuições de Galileu para o desenvolvimento das Ciências
:

- Desenvolveu estudos sobre movimento uniforme acelerado, Princípio da Inércia
- Seus estudos influenciaram a mecânica Newtoniana
- Aprimorou lentes para telescópios/lunetas, permitindo posteriormente confirmar o sistema heliocêntrico de Copérnico. Este fato implicou em atritos com a igreja católica que quase o levaram a inquisição


Gaston Bachelard (1884-1962)

Filósofo Francês, dedicou-se a estudos relacionados as ciências e a filosofia.
Vivencia a revolução científica do início do séc. XX proporcionada pela teoria da relatividade e dedica-se ao conhecimento filosófico relativista, defendendo o rompimento epistemológico com conhecimentos anteriores, afirmando que este novo conhecimento não é absoluto.

De acordo com Bacheard, o conhecimento ao longo da história não pode ser avaliado em termos de acúmulos, mas de rupturas, de retificações, num processo dialético em que o conhecimento científico é construído através da constante análise dos erros anteriores, sendo o racionalismo um meio para superar o empirismo, o novo espírito científico.

A influência de aspectos psicológicos no progresso científico, resulta no que Bachelard chama de obstáculos epistemológicos. O sucesso de uma pesquisa científica passa pela superação de obstáculos epistemológicos.

Teve influência de Descartes, Comte, Kant, entre outros e, influenciou diversos filósofos como Michel Foucault e Pierre Bourdieu
CONTEXTO DE VIDA
Nascimento: 19 de janeiro de 1798, Montpellier, França;
Falecimento: 5 de setembro de 1857, Paris, França;

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO PENSAMENTO DE COMTE:
Duas missões: contribuir com o desenvolvimento da ciência e reorganizar a sociedade;
-Desordem, anarquia e fome de seu tempo existia devido aos dogmas religiosos e absolutistas (Incompatíveis com a época industrial em que viviam)
-A favor da República (burguesia) e contra a Monarquia. Defendia a separação entre poder religioso e político.

PRINCIPAIS OBRAS
INFLUÊNCIAS

Henri de Saint-Simon David Hume
René Descartes
Marquês Condorcet
Galileu-Galilei
Denis Diderot Francis Bacon

INFLUENCIOU
Principais obras

Bachelard Diurno (dedicadas as discussões relacionadas ao espírito científico):

O novo espírito científico (1934)
A formação do espírito científico (1938)
A filosofia do não (1940)


John Stuart Mil;
Harriet Martineau;
Léon Gambetta;
Jules Ferry;
Marie Curie;
George Elliot.

Ilya Prigogine (1917-2003)
Contexto de Vida
Nasceu em Moscou (Rússia);
Morreu em Bruxelas (Bélgica);
Químico;
Recebeu o Prêmio Nobel da Química em 1977;
Ideia: Estruturas dissipativas – fim das certezas, instabilidade da natureza, irreversibilidade;
É um autor contemporâneo.

Obras
• A Nova Aliança - Metamorfose de Ciência
• Entre o Tempo e a Eternidade
• O Fim das Certezas - Tempo, Caos e as Leis da Natureza
• As Leis do Caos

Influenciado por:
Karl Popper,
Gaston Bachelard,
Fritjof Capra,
Boa Ventura de Souza Santos.
Bachelard Noturno (nessas obras, a imaginação, poesia e devaneios permeiam discussões acerca das ciências):

A psicanálise do fogo (1938)
A água e os Sonhos (1942)
O ar e os sonhos (1943)
A terra e os devaneios da vontade (1948)
A poética do espaço (1957)
Boaventura de Sousa Santos
1940 - Atual

Contexto de vida
Nascido em Coimbra, a 15 de Novembro de 1940;
Professor Jubilado da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, Doutor em Sociologia do direito;
É professor catedrático da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra;


Edgar Morin (1921)

Edgar Nahoun, nasceu em Paris. Ateu declarado, descreve-se como um neo-marrano.
Em 1942, obteve a graduação em Direito e em História e Geografia.
Para Morin, o conhecimento não é uma coisa pura, independente de seus instrumentos e não só de suas ferramentas materiais, mas também de seus instrumen­tos mentais que são os conceitos; a teoria científica é uma ati­vidade organizadora da mente, que implanta as observações e que implanta, também, o diálogo com o mundo dos fenôme­nos.
Ele propõe o pensamento complexo, onde a
Teoria da Complexidade
não se confunde com o pensamento do contexto. Não se trata de situar um fato, fenômeno, um processo num contexto. Trata-se de buscar conexões, relações, contradições que formam o social
PRINCIPAIS OBRAS

Tem trabalhos publicados sobre globalização, sociologia do direito, epistemologia, democracia e direitos humanos. Os seus trabalhos encontram-se traduzidos em espanhol, inglês, italiano, francês e alemão.
Influências

Teve influência de Hegel, Weber, Popper, Hannah Arendt, Comte e Marx, dialogando com Habermas, Kuhn, Damasio e Foucault.
Principais Obras

Escreve seu primeiro livro, L'An zéro de l’Allemagne ("O Ano Zero na Alemanha"),
publicado em 1946, no qual descreve a situação do povo alemão no pós-guerra.

A principal obra de Edgar Morin é constituída por seis volumes, "La Méthode" (em português, O Método). Foi escrita durante três décadas e meia. Trata-se de uma das maiores obras de epistemologia disponível.

O livro “Science avec conscience” (Ciência com Consciência) é publicado em 1982. Nesse livro ele destaca os limites, possibilidades e responsabilidades sociais da ciência além da apontar ideias básicas do Pensamento Complexo.
“...ciência sem consciência é apenas a ruína do homem”.

FRITJOF CAPRA (1939)
Contexto de Vida
Nasceu em Viena (Áustria)
Cientista, autor, educador e ativista PhD em Física Teórica Pós Segunda Guerra Mundial: Revolução Industrial; Ascenção do Capistalismo.
Ideia: Teoria Sistêmica da Vida
Linha Filosófica: A nova física

Obras
O Tao da Física (1975)
O ponto de mutação (1982)
A Teia da Vida - Uma Nova Compreensão Científica dos Sistemas Vivos (1996)
As Conexões Ocultas - Ciência para uma Vida Sustentável (2002)

Influenciado por Thomas Kuhn.
Influenciou Ilya Prigogine.

António Rosa Damásio

António Rosa Damásio, nasceu em 25 de Fevereiro de 1944, em Lisboa-Portugal. Hoje mora nos E.U.A.
Iniciou sua atividade científica na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.
Seu estudo foi fundamentado na ciência cognitiva.

Juntamente com a sua mulher, Hanna Damásio e uma equipe de investigadores, desenvolveu trabalhos de pesquisa que o levam a analisar as consequências no comportamento de uma lesão nos lobos pré-frontais.
António Damásio desenvolveu o conceito de emoção e razão que para ele, são unas.

Nesta obra discorda da teoria de Descartes, na qual emoção e razão são separadas.

Paul-Michel Foucault (1926-1984)

Nasceu e morreu na França. Filósofo considerado pós-modernista e estruturalista, abordou as relações entre poder e conhecimento como meio de controle social, sendo um forte crítico da psiquiatria, prisões e as instituições que as controlam. De temperamento agressivo, sua história de vida é bastante conflitante, tentou suicídio, usou drogas, teve comportamentos psicóticos, sendo internado em sanatórios.

Viveu em período de transformações mundiais como, segunda guerra, a guerra fria, a proliferação de sociedades alternativas.

Suas teorias contribuíram para o entendimento de como a escola controla e constitui a formação do sujeito na sociedade.
Domenico De Masi
CONTEXTO DE VIDA
Domenico De Masi é um sociólogo italiano contemporâneo.
Nasceu em Rotello na província de Campobasso no sul da Itália em 1 de Fevereiro de 1938.
Domenico De Masi é professor de Sociologia das Profissões na Universidade “La Sapienza” de Roma e diretor científico da S3. Studium.


INFLUÊNCIAS
Sociólogo do Trabalho Pensamento complexo Externalista e Generalista Marx Frederick Taylors: Pai da Administração Científica. Seu foco era a eficiência e eficácia operacional na administração industrial.
Agnes Heller: Socióloga, A crise dos paradigmas em Ciências Sociais e os desafios para o século XXI.


PRINCIPAIS OBRAS
Principais obras

A hisória da loucura (1961)
Discute diversos aspectos da loucura, entre as quais, a imposição de uma ordem social, exclusão de doentes do convívio social.

Vigiar e Punir (1975)
É dedicado a análise da vigilância e punição em diversas instituições sociais (prisões, sanatórios escolas) onde as relações de poder são discutidas.

História da sexualidade (1976)
Na sua formação teve influencias de Hegel, Kant, Marx, Bachelard entre outros. Suas discussões influenciaram Edgar Morin.
David Bohm (1917 – 1992)
Bohm é amplamente considerado um dos físicos teóricos mais importantes do século XX.
Devido a suspeitas de comunismo, ele deixou os Estados Unidos. Ele seguiu sua carreira científica em vários países, tornando-se um brasileiro, e, mais tarde, um cidadão britânico.

Físico teórico e professor emérito da Universidade de Londres, onde ficou até a sua aposentadoria em 1987.

Trabalhou juntamente com grandes nomes da física, entre eles Albert Einstein, apresentando algumas contribuições para a mecânica Quântica e a Teoria da Relatividade, tendo como sua principal contribuição a difusão de Bohm.

Seu primeiro livro foi “Teoria Quântica” (1951), mas sua contribuição para a filosofia através de grande influência do filósofo indiano Krishnamurti, na sua obra “Totalidade e ordem implícita” (1980).

Linha do tempo:
Epistemólogos do
conhecimento científico


Disciplina: Bases epistemológicas para a educação em ciências e matemática
Professora: Dra Marta Maria Pontin Darsie
Produção: Turma Reamec 2015
Edição Prezy: Edimarcio e Edslei
Max Born (1882-1970)
Físico e Matemático, Alemão de origem judia, desenvolveu trabalhos que contribuíram para o conhecimento da mecânica quântica.
Em 1954 ganhou o Nobel de Física pela sua interpretação estatística da função de onda.
Principais Obras:

1920 - Einstein's Theory of Relativity
1926 - Problems of Atomic Dynamics
1927 – Física do átomo
1954 - The statistical interpretation of quantum mechanics.
1943 - Experiment and Theory in Physics

Influenciou os trabalhos de:
Max Delbrück
Siegfried Flügge
Friedrich Hund
Pascual Jordan
Maria Goeppert-Mayer
Werner Heisenberg
Gerhard Herzberg
Foi influenciado por:
Albert Einstein
Felix Klein
David Hilbert
Hermann Minkowski
Jürgen Habermas (1929-1986)
Jürgen Habermas é um filósofo contemporâneo herdeiro das discussões da Teoria Crítica (Escola de Frankfurt). Habermas, adotando as premissas da virada linguística, formula uma teoria (Teoria do Agir Comunicativo) sobre as condições de comunicação perfeitas par promover o entendimento entre os comunicantes, associando esse entendimento à racionalidade almejada pelos iluministas, reconstruindo assim o projeto da modernidade.
Principais influências:
Kant; Hegel; Marx; Weber

Quem influenciou:
Filósofos e linguistas associados à pragmática linguística

Full transcript