Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Técnica Operatória 2 - Centro cirúrgico e Equipe Cirúrgica

No description
by

Pablo Herthel

on 19 August 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Técnica Operatória 2 - Centro cirúrgico e Equipe Cirúrgica

Centro Cirúrgico e Equipe Cirúrgica
Pablo Herthel
Espaço físico hospitalar adequadamente equipado onde se processam as intervenções cirúrgicas.
Centro Cirúrgico
Acabamento especial;
Instalações e equipamentos próprios;
Localização terminal.
Local isolado e com requisitos próprios:
Movimentação adequada
Organização
Zona contaminada ou área irrestrita
Zona mista ou área semi-restrita
Zona limpa ou área restrita
Roupas comuns, recepção do paciente, sala de pré-operatório, vestiários.
Pijama cirúrgico, corredores entre as salas do centro cirúrgico.
Pijama cirúrgico + gorro + máscara + propé, sala de paramentação, materiais esterilizados e salas de cirurgia.
Circulação sistematizada:
Organização
Organização
Circulação sistematizada:
Fluxo em sentido único;
Portas entre as áreas SEMPRE fechadas;
Projeto arquitetônico - Hospital Veterinário UNIVERTIX
Projeto arquitetônico - Hospital Veterinário UNIVERTIX
Roupas sujas e lixo
área específica;
remoção rápida.
Pijamas cirúrgico devem permanecer somente nas áreas destinadas ao seu uso;
Mínima circulação de pessoas;
Sala de pré-operatório;
Sala de paramentação;
Vestiário;
Sala de cirurgia/operação;
Sala de pós-operatório;
Farmácia;
Sala de materiais estéreis;
Sala de suprimentos anestésicos;
Central de gases;
Central de esterilização.
Requisitos mínimos
Procedimentos:
avaliação clínica, acesso venoso, pré-anestesia, tricotomia, indução anestésica.
Sala de pré-operatório
Requisitos:
iluminação interna apropriada, pia, piso antiderrapante, desinfecção entre cada pacientes, macas, balcão, mesa, lixos, suporte de soro, aspirador, lâminas e equipamento de tosquia/tosa. Para grandes animais as paredes devem ser acolchoadas e o piso deve permitir o escoamento de resíduos líquidos.
Somente o paciente passa da sala de pré-operatório para a sala de cirurgia
.
Farmácia
Objetivo:

controle de medicamentos.
Requer:

planejamento dos procedimentos. TODOS os medicamentos e anestésicos são solicitados antes da entrada da equipe cirúrgica no bloco.
Procedimentos:

- limpeza e antissepsia das mãos;
- adição de gorro, máscara, pró-pé;
- adição de luvas e avental cirúrgico estéril.
Sala de paramentação
Requisitos:


Pias com ativadores de pedal, escovas estéreis, luvas estéreis, gorros, máscaras, pró-pés, aventais estéreis.
Ventilação:
Pressão positiva no interior da sala;
Controle bacteriológico;
Exaustão - odores, calor, gases anestésicos;
Evitar janelas e aberturas desnecessárias;
Evitar portas que desloquem ar;
Cortina de ar externa.
Sala de pós-operatório
Procedimentos:


- acompanhamento e monitoramento do retorno anestésico, aquecimento do paciente.
Requisitos:


- temperatura controlada (21,1 a 25 C), gaiolas individuais, fonte de oxigênio, mesa de procedimentos, equipamentos de monitoração, materiais e medicamentos de emergência.
Cirurgião chefe ou primeiro cirurgião;
Cirurgião auxiliar ou segundo cirurgião;
Anestesista;
Instrumentador;
Circulantes.
Equipe Cirúrgica
Varia conforme o tipo e a complexidade do procedimento
Primeiro a se paramentar;
Primeiro passo de aprendizagem em cirurgia;
Responsável por montar a mesa cirúrgica;
Disponibilizar todos os equipamentos para os cirurgiões;
Manter a mesa sempre limpa e organizada.
Instrumentador
Responsável pelos cuidados de pré e pós-operatórios gerais:
Cirurgião Auxiliar
Esvaziamento da bexiga;
Reirada de sondas;
Curativo e prescrição pós-operatória.
Antissepsia do campo cirúrgico;
Segundo a paramentar;
Colocação dos panos de campo;
Se necessário, deve ser capaz de substituir o primeiro cirurgião.
Ajuda o cirurgião:
Afasta tecidos e órgãos;
Realiza a hemostasia;
Faz a exposição do órgão alvo.
Responsável por todas as etapas;
Responsável pelo paciente, ato operatório e seu resultado;
Deve conduzir toda a intervenção;
Líder da equipe;
Último a se paramentar;
Deve respeitar as indicações do anestesista;
Conhecimento e planejamento do ato operatório.
Primeiro Cirurgião
Responsável pela avaliação pré-operatória;

Responsável pela analgesia e anestesia do paciente;

Responsável pela monitoração e por autorizar o início da cirurgia.
Anestesista
Circulante
Geralmente composta pela equipe de enfermagem;

Primeiro enfermeiro - fixo na sala

Segundo enfermeiro - estabelecer comunicação com o exterior.
Pré, trans e pós-operatórios
Próximo tema:
Onde estudar?
Pré, trans e pós-operatórios
Sala de cirurgia
Procedimentos:
- anestesia;
- operação.
Requisitos:

espaço físico amplo, ventilação apropriada, temperatura e umidade controladas, aparelho de anestesia, mesa cirúrgica, mesa de Mayo, iluminação (foco) preferencialmente do teto, saída de gases, armário para fios, caixa de instrumentais e materiais adicionais.
Full transcript