Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Neuropatias Periféricas

SEMINÁRIO
by

George Melo

on 19 November 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Neuropatias Periféricas

Patologia Neuropatias Axonais Sinais e sintomas Variações Clínicas mais frequêntes Diagnóstico Tratamento Referências Degeneração Walleriana Simétricas e agudas Nervos Cranianos •Revista Hospital Universitário Pedro Ernesto. Jan/ Mar – 2011.Vol 10, nº 1- Hanseníase. O papel da cirurgia descompressiva no tratamento da neuropatia em hanseníase. Plínio D. Mendes, Carlos Telles, Maud Parise, Marcus A. Acioly. Rio de Janeiro: UERJ http://revista.hupe.uerj.br/detalhe_artigo.asp?id=138
•Anatomia orientada para a clínica. Keith L. Moore, Arthur F. Dalley. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2007.
•Neurologia para o clinico. Marleide M. Gomes, José Luis S. Cavalcante. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2007
•Neurologia: Sinopse. Abynadá S. Lyro. Maceió: MT3, 2000
•GUIMARÃES et al, Abordagem diagnóstica das neuropatias periféricas, Acta Med Port. 2008; 21(1):83-88
•Nitrini, Ricardo; Bacheschi, Luiz Alberto. A Neurologia que todo médico deve saber. 2ª EDIÇÃO. Atheneu.
°Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas, Síndrome de Guillain-Barré, Portaria SAS/MS nº 497, 2009
•Lyro, Abynadá. Neurologia – Sinopse. Capítulo X, pags. 173, 174.
•http://www.actamedicaportuguesa.com/pdf/2008-21/1/083-088.pdf
•http://neurofepar.com/neuropatias_perifericas-2.pdf - Nervo Oculomotor (III)
paralisia dos movimentos do globo ocular (oftatalmoplegia) para dentro (estrabismo convergente) e para baixo
Pode comprometer a pupila (midríase) e a pálpebra superior (ptose).
- Nervo Trigêmeo (V)
paralisia dos músculos mastigatórios com desvio da mandíbula para o lado da lesão
alteração da sensibilidade da face
comprometer os reflexos corneano e esternutatório (do espirro) Mononeuropatias Dores lancinates, paroxísticas e recorrentes, distribuídas em um ou mais ramos deste nervo.
mais prevalente em mulheres

A dor sempre é paroxística, podendo ocorrer vários ataques durante o dia
zonas de gatinho (trigger zone)

O ramo maxilar do trigêmeo é o mais envolvido, seguido do mandibular e do oftálmico Paralisia dos nervos faciais do lado afetado, com ou sem perda do paladar nos dois terços anteriores da língua.

Alterações da secreção das glândulas lacrimais e salivares, na dependência do segmento comprometido do nervo.

Habitualmente a paralisia facial periférica é unilateral, no entanto, pode apresentar-se bilateralmente no diabetes, sarcoidose e Guillain-Barré.

Paralisia de Bell Nervos Espinais Nervo facial (VII) Neuralgia do Trigêmio - Nervo Mediano
três principais pontos: dois próximos ao cotovelo e o outro no canal do carpo
Característica: a mão achatada ou simiesca.
Síndrome do Túnel do Carpo (STC).
- Nervo Ulnar Mononeuropatias - Nervo Femoral
paralisia da extensão do quadríceps

- Nervo Fibular Comum
em paralisia flácida de todos os músculos nos compartimentos anterior e lateral da perna (dorsiflexores do tornozelo e eversores do pé).
“pé em gota” ou “pé caído”

- Nervo Tibial Posterior
déficit motor nos músculos da panturrilha e músculos intrínsecos dos pés, com alteração sensitiva na distribuição dos nervos sural e plantar Plexopatias - Plexo cervical
alterações da sensibilidade, paralisia e atrofia dos músculos inervados pelos seus ramos motores.

- Plexo Braquial
-Afetam os movimentos e a sensibilidade cutânea do membro superior (paralisia e anestesia).

-Síndrome braquial superior de Duchenne-Erb

-“mão de garçom”

- Sindrome de Remak

- Síndrome de Déjérine-Klumpke e síndrome de Claude-Bernard-Horner - Plexo Lombossacro
A lesão do plexo superior causa déficit da flexão e adução da coxa e extensão da perna, com comprometimento sensitivo na face anterior da coxa e perna.
Nas lesões de plexo inferior, a fraqueza muscular ocorre na região posterior da coxa e perna e também nos músculos dos pés. Radiculopatias É característica da dor radicular a sua exacerbação aos movimentos da coluna vertebral e nas ações que aumentam a pressão intrarraquidiana (tosse, espirro, defecação).

- Hérnia de Disco Intervertebral
- Herpes Zoster Polirradiculopatias (SGB) Aguda ou subaguda.

Simétrica com déficit motor progressivo, geralmente ascendente.

Frequentemente sensitivo subjetivo nos quatros membros.

Imunomediada

Critérios essenciais para o diagnóstico:
Fraqueza progressiva de mais de um membro ou de músculos cranianos de graus variáveis, desde paresia leve até plegia.
Hiporreflexia e arreflexia distal com graus de hiporreflexia proximal Critérios sugestivos para o diagnóstico: Casos especiais:
SGB em crianças
Neuropatia Axonal Sensitivo-Motora Aguda (NASMA)
Neuropatia Axonal Motora Aguda (NAMA)
Síndrome e Miller-Fisher
Deterioração progressiva apesar do tratamento imunomodulador Síndromes Periféricas Tratamento específico Diagnóstico Diferencial Degeneração Axonal
Desmielinização Segmentar Tipos de sofrimento Neurotmeses
Axonotmeses
Neuropraxia Simétricas e crônicas Assimétricas agudas e crônicas Tóxicas
Álcool
Arsênio
Organofosforados
Metronidazol
Fenitoína

Nutricionais

Vasculites rapidademnte progressivas

Neuropatias Multiplas Compressiva Sequelas
Mieloma múltiplo
Gamopatias monoclonais
Diabetes Mellitus
Hipotireoidismo
Sarcoidose

Processos Infecciosos
Doença de Lyme
HIV

-As síndromes paraneoplásicas
-Intoxicação pelo chumbo
-Neuropatia hereditária – Charcot-Marie-Toht tipo II Vasculites
Diabetes
Sarcoidose
Doença de Lyme Neuropatias Desmielinizantes Simétricas ou assimétricas agudas Simétricas ou assimétricas crônicas
Adquiridas
Hereditárias Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas - UNCISAL
Full transcript