Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Copy of Mesopotâmia

No description
by

naldo marvel

on 19 April 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Copy of Mesopotâmia

Suméria
Zigurate
Templo de UR
Esculturas
Príncipe de Lagash
Estátuas
do templo de Abu
Cabeça Feminina
Relevo sobre pedra
Os Amorritas ou Babilônicos
Babilônia
Contexto Histórico
Principais Obras
Principais artistas
Principais obras
Manifestações
Características
Pérsia
Contexto Histórico
Principais Obras
Principais artistas
Principais obras
Manifestações
Características
Eles acreditavam que os astros influenciavam a vida dos homens e que, eventualmente, poderiam interferir na agricultura. Com isso, desenvolveram a astronomia e a astrologia, e aperfeiçoaram os conhecimentos da matemática. Nesse campo, os
mesopotâmicos desenvolveram a álgebra
e dividiram o círculo em
360 graus
. O calendário lunar, a semana de
sete dias
, a divisão do ano em
doze meses
e do
dia em dois
períodos
de doze horas
surgiram na Mesopotâmia há milhares de anos.
A estatuária suméria realizada em pedra encontra fortes limitações técnicas pela escassez da matéria-prima, razão pela qual a maior parte das esculturas são de pequena dimensão. Bastante idealizadas e estilizadas, as estátuas adaptavam-se formalmente ao bloco de pedra que as originou, pela adoção de volumes geométricos simples que consagraram algumas regras canónicas, como a frontalidade, a simetria e a posição das figuras (de pé ou sentada num trono). Representavam quase invariavelmente figuras isoladas, deuses, altos funcionários (representantes do poder civil e religioso) ou personagens femininas.
O relevo sobre pedra (aplicado em
rochedos, estelas ou placas), bastante difundido no mundo mesopotâmico,
servia intenções essencialmente
narrativas e comemorativas.
Estudiosos afirmam que, em alguns anos, a disputa de terras com maior disponibilidade água doce levará alguns países a travar grandes conflitos. E foi justamente a necessidade cesse recurso essencial à vida que levou as primeiras civilizações a se estabelecer na região entre os rios Tigre e Eufrates, no Oriente Médio.
Entre os rios Tigre e Eufrates.
Atual Iraque Kuwait
Entre Rios Tigre e Eufrates, continente asiático

Os sumérios: diques e canais para irrigar as áreas. O excedente de alimentos. comércio. escrita cuneiforme. astronomia e a astrologia, matemática. álgebra e dividiram o círculo em 360 graus. O calendário lunar, a semana de sete dias, a divisão do ano em doze meses e do dia em dois períodos de doze horas. Dividida em 12 cidades-Estado, entre elas Ur, Uruk,

O Império Acádio, Quando os acádios invadiram a Suméria, vindos do norte, não tiveram dificuldade em conquistar essa região, em 2300 a.C., sob o comando de Sargão I, que se autoproclamava rei das quatro regiões da Terra.

Os amoritas ou babilônios (Hoje Bagdá)
Por volta de 1900 a.C., criaram o segundo império na Mesopotâmia: o Império Babilônico: O Código de Hamurábi baseou-se na chamada Lei de Talião.

Os assírios (violência)
A partir de 1300 a.C. ocorreu a ascensão dos assírios, um povo que habitava o Planalto de Assur, no norte da Mesopotâmia. O local se tornou núcleo do Império Assírio (1300- 612 a.C.). Em suas incessantes campanhas, os assírios tratavam os vencidos com extrema crueldade.

Caldeus: Em 612 a.C., os caldeus fundaram o Segundo Império Babilônico ou Neobabilônico (612 a.C. a 539 a.C.). Foi no reinado de Nabucodonosor (604 a.C. a 561 a.C.) que o império viveu o apogeu de seu desenvolvimento arquitetônico, como as muralhas da cidade, a Torre de Babel e os Jardins Suspensos da Babilônia, abrangeram o Reino de Judá, no sul da Palestina.

O excedente de alimentos permitiu que eles se dedicassem a outras atividades, como o artesanato e o comércio.
Os sumérios construíram diques e canais para irrigar as áreas (Matemática) em que cultivavam árvores frutíferas e cereais.
Os sumérios também criaram a mais antiga forma de escrita, designada escrita cuneiforme por ser composta de caracteres em forma de cunha, gravados em placas de argila. Essa escrita foi decifrada no século XIX
Os escrito eram presos como etiquetas de embarque às sacas de cereal e a outros produtos agrícolas. Nas etiquetas, havia a gravação de desenhos simplificados conhecidos como pictógrafos, que registravam a quantidade e o tipo de material contido nas sacas
A descoberta do eixo, e são fabricadas as primeiras rodas.

Descobre-se a Astronomia: viajar de noite. Nasce, desse modo, o comércio à distância. Inventa-se a Matemática.

Invcnta-se a escola. E inventam-se as primeiras leis.
(Fonte: MASI, Domenico de. O ócio criativo. Rio de Janeiro: Sextante, 2000. pág. 31.)

Império Acádio
: as cidades-Estado sumerianas viviam em guerra, pelo controle central do território. Por volta de 2350 a.C., esses núcleos foram incorporados pelos acádios
Sob o comando de Sargão I, que se autoproclamava rei das quatro regiões da Terra. tornando-se o primeiro governante do novo império unificado da Suméria.
capital em Acad.

Por volta de 1900 a.C., as cidades sumérias e acádias foram dominadas pelos amoritas, também de origem semita, que criaram o segundo império na Mesopotâmia: o Império Babilônico.

Entre os reis amoritas: Hamurábi (1728-1686 a.C.), que governou o império de forma centralizadora e autoritária, conquistando e unificando toda a Mesopotâmia
O Código de Hamurábi baseou-se na chamada Lei de Talião, que era regida pelo princípio de que o culpado devia ser punido com uma pena equivalente ao dano causado por seu crime.
Os assírios
A partir de 1300 a.C. ocorreu a ascensão dos assírios, um povo que habitava o Planalto de Assur, no norte da Mesopotâmia. O local se tornou núcleo do Império Assírio (1300- 612 a.C.).

o primeiro exército organizado da história. Assurbanipal, imperador assírio.

tropas de arqueiros e lanceiros, carros de combate e cavalaria
"Construí uma torre de sustentação encostada à porta da cidade e esfolei todos os maiorais... E revesti a tone com suas peles; alguns, eu emparedei dentro da torre; a outros, empalei em estacas sobre a torre... e cortei os membros dos seus oficiais... Muitos dos prisioneiros, eu queimei em fogo; a outros, eu cortei a cabeça e os dedos; a outros, cortei o nariz e as orelhas... e, de muitos, eu arranquei os
olhos... Aos mancebos e às moças, lancei na fogueira..." Assurbanipal, imperador assírio.

Os caldeus: Segundo Império Babilônico ou Neobabilônico
Em 612 a.C., os caldeus, origem semita, derrotaram os assírios e fundaram o Segundo Império Babilônico. (612 a.C. a 539 a.C.).


Nabucodonosor
(604 a.C. a 561 a.C.) que o império viveu o apogeu de seu desenvolvimento arquitetônico, representado pelas construções públicas, como as muralhas da cidade, a
Torre de Babel
e os
Jardins Suspensos
da Babilônia, considerados uma das sete maravilhas do mundo antigo, segundo relatos de cronistas da Antiguidade
Os domínios de Nabucodonosor abrangeram o Reino de Judá, no sul da Palestina, e chegaram até as fronteiras do Egito. Todavia, após a morte do rei, seus sucessores não conseguiram manter a unidade do vasto território. Em 539 a.C., o Segundo Império Babilônico foi conquistado pelos persas. Foi o fim dos grandes Estados mesopotâmicos.
os zigurates, cujas torres davam a impressão de apontar para o firmamento. Os zigurates funcionavam não só como locais para rituais sagrados, mas também como celeiros, hospitais, bibliotecas e observatórios astronômicos.
Religião e literatura
A religião desempenhava um papel muito importante na Mesopotâmia.

As divindades eram representadas como figuras masculinas ou femininas, geralmente imortais, detentoras de grandes poderes sobre o homem e a natureza e associadas a características do comportamento humano, tanto positivas quanto negativas.


Personagem do panteão fenício e na tradição bíblico-hebraica conhecida como a deusa dos Sidônios (I Reis 11:2).

Era a mais importante deusa dos fenícios.

Filha de Baal e irmã de Camos, deusa da lua, da fertilidade, da sexualidade e da guerra, adorada principalmente nas terras de Sidom, Tiro e Biblos.
O centro da vida religiosa eram os templos, mas os deuses também eram adorados em residências, bosques ou outros ambientes. Assim como acontecia no Egito, os sacerdotes e as sacerdotisas cumpriam numerosas funções econômicas, sociais e políticas.
Construído por volta de 575 a.C. a mando do rei Nabucodonosor II, na Babilônia, o Portal de Ishtar tornou-se a principal entrada da cidade e foi dedicado à deusa acádia Ishtar, que representa a fertilidade.
A região costuma ser dividida entre Alta Mesopotâmia, a parte norte montanhosa e menos fértil, e Média e Baixa Mesopotâmia, correspondendo ao centro e ao sul do vale entre os rios Tigre e Eufrates.
As primeiras grandes cidades volta de 3000 a.C. A organização político-administrativa em 12 cidades-Estado
O rei Hamurbi recebendo o código de um anjo´.
Full transcript