Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A prática de desporto de baixa intensidade é pouco benéfico.

No description
by

Miguel Galante

on 16 May 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A prática de desporto de baixa intensidade é pouco benéfico.

62
ECG
bpm
A falta de exercício na vida de um cidadão comum, pode conduzir ao aparecimento de várias doenças consideradas graves. Essas doenças podem ser:
Doenças
Educação-Física
Fatores de Saúde e Riscos Associados à Prática de Atividade Física
Como em tudo, a prática de atividade física tem os seus prós e os seus contras.
O desporto de baixa intensidade é pouco benéfico mas, no entanto, o desporto de alta intensidade também pode ser prejudicial se não for acompanhado.
Sedentarismo
É definido pela falta, ausência ou diminuição de atividade física e está associado à comodidade da vida moderna. Considerada a doença do século, provoca perda de flexibilidade articular e põe em causa o funcionamento de vários órgãos vitais.
Obesidade
Afeta mais de 12% da população portuguesa. É uma doença na qual a reserva natural de gordura aumenta, ao ponto de passar a ser a causa de vários problemas graves de saúde.
Hipertensão Arterial
Caracterizada pelo elevado nível de pressão sanguínea nas artérias, leva a um aumento da força exercida pelo coração ao bombear o sangue. Esta doença aumenta o risco de AVC.
Diabetes

A diabetes é uma doença crónica que se caracteriza pelo aumento dos níveis de açúcar (glicose) no sangue e pela incapacidade do organismo de transformar toda a glicose proveniente dos alimentos que comemos.
Lesões/Prevenção
Por vezes, a prática exagerada de exercício físico pode trazer para o praticante algumas lesões devido ao desgaste excessivo dos seus músculos. Algumas destas "pequenas" lesões poderão deixar sequelas para toda a vida.
Lesões mais frequentes:
Dores musculares;
Cãimbras;
Rutura muscular;
Contratura;
Tendinite;
Luxação;
Entorse;
Fratura;
Prevenção:
Aquecimento antes da prática física;
Paragem progressiva na troca de exercícios;
Palmilhas de silicone;
Calçado apropriado ao tipo de exercício;
Alongamentos no fim de todos os exercícios;
Doping
Esteróides Anabolizantes
São drogas que têm como objetivo principal, aumentar o anabolismo celular**. Os esteróides anabolizantes aumentam a massa muscular, a resistência, a agressividade e melhoram a capacidade de treino.
Doping Analgésico
Atua como um analgésico banal no combate de dores moderadas ou fortes.
A maioria destes compostos têm efeitos secundários bastante pronunciados, incluindo problemas respiratórios.
Cafeína
Aumenta significativamente a resistência de longa duração mas pode provocar arritmias cardíacas e insónias.
Doping Sanguíneo
O atleta retira uma quantidade do seu sangue e guarda-o num ambiente refrigerado. Assim, o sangue armazenado produzirá bastantes hemácias** e minutos antes da prova, o atleta injeta o seu próprio sangue. Este método leva a que o seu sangue transporte muito mais oxigénio e deste modo aumenta o rendimento.
Hormona do Crescimento
Diuréticos
A dopagem é o uso de drogas ou de métodos específicos que têm como objetivo aumentar o desempenho de um atleta durante uma determinada competição. Essas substâncias representam vários perigos para quem as toma: doenças crónicas, desiquilíbrios do organismo, dependência ou morte.
Produzida pela glândula pituitária, favorece o aumento da resistência e da capacidade de transporte de oxigénio. Aumenta a massa muscular em pouco tempo, aumentando a força do indivíduo.
Muito utilizados pelos atletas porque reduzem drasticamente o seu peso em pouco tempo, sendo vantajosos para alguns desportos (boxe e halterofilismo). Estes produtos podem causar hemorragias, insuficiência renal, diabetes, infeções, etc..
Hemácias
As hemácias são constituintes do nosso sangue e a sua função é assegurar o transporte de oxigénio a todas as partes do corpo. Quanto mais hemácias tivermos, mais oxigénio nos corre nas artérias.
Fim !
Professor: Prof. João Pinto Basto
Aluno: Daniel Fonseca 10ºH Nº4
Miguel Galante 10ºH Nº14
Márcio Nunes 10ºG Nº9
Disciplina: Educação-Física
2013/2014
Segurança
Como temos visto, o exercício físico tem os seus prós e os seus contras. Para fazermos dele uma atividade segura, temos de respeitar algumas "regras" cruciais para obter essa segurança.
Para estar são e salvo após a prática de atividade física, há que primeiro saber os nossos limites. Saber se estamos aptos para a modalidade que praticamos é muito importante no futuro.
Exames de Prevenção
Exame de sangue (análises), medição de pressão arterial, teste ergométrico (esforço), teste pulmonar (funcionamento e resistência da respiração), eletrocardiograma, ecocardiograma ou ainda exame musculoesquelético são alguns dos exames que podem ser feitos antes da iniciação.
Fatores Extrínsecos
Equipamento desportivo utilizado;
Instalações (superfície, cobertura, espaço de execução de exercícios, etc.);
Fatores ambientais;
Regulamento (cada modalidade com as suas regras);
Fatores Intrínsecos
Hábitos de vida (alimentação, hidratação, recuperação, bebidas alcoólicas, tabaco);
Técnica;
Doenças;
Mentalidade (encaração de treinos e provas);
Idade.

Equipamentos
Há um grande risco de lesão grave quando o material utilizado está velho, estragado, descalibrado, mal montado ou mesmo quando não é adequado aos exercícios propostos.
Seja qual for a modalidade física a praticar, a avaliação do estado do equipamento/material é imprescindível.
Orientação de Treino
Um bom planeamento de treino por parte do treinador ou do desportista é muito importante para não vir a sofrer sequelas no futuro. Normalmente, o treino possui 4 fases distintas.
Aquecimento
Baixa Intensidade
Alta Intensidade
Baixa Intensidade
Alongamento
Toda a atividade física deve ser precedida de um aquecimento. Nesta primeira fase, os atletas ativam todos os músculos do seu corpo, tornando-os mais elásticos, prevenindo assim lesões.
Após um bom aquecimento, é aconselhável começar a intensificar os exercícios gradualmente.
Nesta altura, o desportista está preparado para ser levado ao seu limite: desde resistência, velocidade, concentração, técnica, etc..
Como não é aconselhável iniciar a prática de exercicíos com a máxima intensidade, também não é ao terminá-los. Antes da paragem, deve-se desintensificar a exigência do exercício pouco a pouco.
Os alongamentos são extremamente importantes pois reduzem as tensões musculares, relaxam o corpo, preparam o corpo para atividades físicas e ativam a circulação. Devem ser o seguimento de todos os exercícios efetuados.
Hidratação
Cerca de 75% do nosso corpo é água, daí a importância da hidratação durante a atividade física e não só. A desidratação acarreta alguns perigos.
Desidratação
A desidratração faz com que o ritmo cardíaco aumente. A perda de 10% da água corporal pode causar tonturas, espasmos musculares e problemas renais. A partir de 20% pode ser fatal.

Sinais de Alarme
Dificuldade em controlar a respiração;
Batimento cardíaco acelerado;
Transpiração anormal;
Desiquilíbrios;
Sede em demasia;
Dores;
Etc.;
Full transcript