Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Netiqueta - Aula 3 - Etiquetas e Políticas Corporativas nas Redes Sociais

Aula do curso de Etiqueta e Políticas Corporativas nas Redes Sociais, da Pós-Graduação em Assessoria de Comunicação e Mídias Sociais da Universidade Anhembi Morumbi
by

Ivan Paganotti

on 14 October 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Netiqueta - Aula 3 - Etiquetas e Políticas Corporativas nas Redes Sociais

III. Netiqueta
Universidade Anhembi Morumbi - Pós-Graduação em Assessoria de Comunicação e Mídias Sociais
Etiqueta e Políticas Corporativas nas Redes Sociais - Prof. Dr. Ivan Paganotti
III. Netiqueta
SHEA, Virginia.
Netiquette
. San Francisco: Albion Books, 1994. Disponível em: http://www.albion.com/netiquette/corerules.html

MADALENA, Emanuel Verdade da.
Netiqueta: As regras sociais de comportamento e comunicação na internet.
Porto (Portugal): Universidade do Porto,2013.
"A netiqueta surgiu então da necessidade de garantir um certo nível de ordem e coordenação, sem o qual seria impossível aproveitar o potencial da ferramenta. Assim, embora alguns grupos de discussão fossem moderados, a Usenet funcionava como uma "anarquia controlada pela comunidade de utilizadores". Entretanto, à medida que a internet foi evoluindo, a importância da Usenet diminuiu (perdendo principalmente para os fóruns e blogues), mas alguns valores, práticas e conceitos, como a Netiqueta, não desapareceram. Ao longo da evolução do conceito, surgiram diversas "personalidades" na Internet que se tornaram guias para a netiqueta e verdadeiras autoridades na matéria, como Miss Maners (com bastante sucesso na revista tecnológica Wired), ou Emily Postnews, que muitas vezes já abordavam a etiqueta da vida real." (p.28)
A netiqueta (“etiqueta digital” ou “etiqueta da internet”) é constituída por um conjunto de regras sociais (formais ou informais; convencionadas ou naturais) que regulam o comportamento e a comunicação dos utilizadores da internet, promovendo a qualidade da socialização e a eficácia comunicativa.
MADALENA, Emanuel Verdade da.
Netiqueta: As regras sociais de comportamento e comunicação na internet.
Porto (Portugal): Universidade do Porto,2013.
Regras básicas
15. Procurar manter uma boa imagem para os outros
14. Ser compreensivo com os erros dos outros
13. Não abusar do poder
12. Ajudar sempre que se puder
11. Não “falar sem saber” e tentar sempre fazer sentido
10. Não desperdiçar o tempo dos outros
9. Espreitar antes de saltar
8. Saber em que local do ciberespaço se está
7. Respeitar a lei
6. Respeitar a privacidade dos outros
5. Ser ético
4. Manter os mesmos padrões de comportamento que se segue na vida real
3. Nunca publicar nada que não se dissesse pessoalmente
2. Não ofender/magoar sentimentos dos outros
1. “São pessoas reais do outro lado”
Leitura para a aula seguinte
:
TERRA, Carolina Frazon. "Mídias sociais e público interno: o uso das redes sociais online de maneira informal".
Anais do XXXVIII Intercom
. Rio de Janeiro: Intercom, 2015. Disponível em: http://portalintercom.org.br/anais/nacional2015/resumos/R10-1526-1.pdf
MADALENA, Emanuel Verdade da.
Netiqueta: As regras sociais de comportamento e comunicação na internet.
Porto (Portugal): Universidade do Porto,2013.
Regras gerais
16. Não incomodar os outros com contactos irrelevantes ou indesejados
29. Não corrigir erros de ortografia ou de gramática
28. Não humilhar/repreender em público
27. Pedir desculpa pelos erros
26. Não alimentar os “trolls”
25. Não ser um “troll”
24. Não promover as “flame wars”
23. Não enviar ou publicar para “todos” sem motivo
22. Não falar de assuntos privados em público
21. Referenciar a origem das imagens, da informação ou das citações
20. Não promova a pirataria
19. Ler sempre as FAQ - Frequently Asked Questions (Dúvidas Frequentes)
18. Perguntar ao outro como prefere ser contactado
17. Não ignorar nenhum contacto
MADALENA, Emanuel Verdade da.
Netiqueta: As regras sociais de comportamento e comunicação na internet.
Porto (Portugal): Universidade do Porto,2013.
Comunicação verbal
30. Verificar sempre a gramática e a ortografia antes de se enviar ou publicar
MADALENA, Emanuel Verdade da.
Netiqueta: As regras sociais de comportamento e comunicação na internet.
Porto (Portugal): Universidade do Porto,2013.
Redes sociais
36. Não mentir em relação à sua identidade
Kathy Furgang (2011): “Flaming é um comportamento mau, agressivo e antissocial na internet, que é criado apenas para intimidar, chocar, e enfurecer as pessoas”
35. Não usar palavrões ou calão em certos locais
34. Não escrever só com maiúsculas ou só com minúsculas
33. Utilizar apenas o padrão do idioma
32. Prestar atenção à “forma” das mensagens
31. Prestar atenção ao conteúdo das mensagens
MADALENA, Emanuel Verdade da.
Netiqueta: As regras sociais de comportamento e comunicação na internet.
Porto (Portugal): Universidade do Porto,2013.
Conversa simultânea
47. Ao iniciar uma conversa com alguém, verificar se o momento é conveniente para o outro
MADALENA, Emanuel Verdade da.
Netiqueta: As regras sociais de comportamento e comunicação na internet.
Porto (Portugal): Universidade do Porto,2013.
Fóruns e grupos de discussão
109. Não responder a perguntas de "tarefas para casa" de estudantes
46. Definir o nível de privacidade de fotografias onde apareçam outras pessoas para, no máximo, os amigos
45. Não identificar alguém numa fotografia sem critério
44. Não adicionar amigos só para “fazer número”
43. Não adicionar pessoas a grupos sem critério
42. Não obrigar os outros a promoverem conteúdos
41. Não fazer publicações de teor publicitário ou de promoção em páginas alheias ou através de mensagens diretas
40. Não exagerar na autopromoção ou publicidade
39. Não "editar" demais a imagem
38. Respeitar o direito ao anonimato
37. Usar uma fotografia real e pessoal para a imagem de perfil
54. Não pressupor que o outro está a utilizar o mesmo software
53. Não impor um esquema de formatação ao outro
52. Aceitar o desrespeito de algumas regras para se promover a rapidez na escrita
51. Estar sempre recetivo a explicar possíveis abreviaturas
50. Escrever muitas mensagens curtas em vez de textos longos
49. Avisar o outro sempre que se tenha de abandonar o teclado, ainda que momentaneamente
48. Definir o estado de disponibilidade corretamente
MADALENA, Emanuel Verdade da.
Netiqueta: As regras sociais de comportamento e comunicação na internet.
Porto (Portugal): Universidade do Porto,2013.
E-mail
81. Desde que não se pretenda adicionar mais nenhum destinatário a um email longo, citar apenas o material necessário para contextualizar a resposta
82. Não alterar o texto de emails a reencaminhar
83. Programar as “respostas automáticas” apenas para indivíduos
84. Não reenviar anexos que o destinatário já possua
85. Utilizar, ou manter, as designações “RE” ou “FW” para as respostas ou reencaminhamentos, respetivamente
86. Fazer com que o destinatário perceba porque é que um email lhe foi reencaminhado
87. Não reencaminhar emails indiscriminadamente
55. Cada linha de texto deve ter no máximo 65 caracteres
56. Usar parágrafos e frases de tamanho apropriado
57. As assinaturas automáticas não devem ter mais de 6 linhas com um máximo de 70 caracteres
58. Além de um possível logótipo, não usar imagens, gráficos, desenhos ou mapas nas assinaturas
59. Usar um nível apropriado de “conversa de circunstância”
60. Não usar o email para comunicar más notícias
61. Não enviar emails possivelmente embaraçosos
62. Não usar o email como forma de escapar à interação social
63. Rever sempre o conteúdo do email antes do envio
64. Usar apropriadamente a possibilidade de definir a prioridade dos emails
65. Se não for automático, tornar os endereços eletrónicos em “hiperlinks”
66. Prestar atenção à utilização de palavras passíveis de identificar o email como spam
67. Alterar o “assunto” do email sempre que - e apenas quando - se justifique
68. Dizer no “assunto” o suficiente para que o destinatário fique com uma ideia precisa do conteúdo do email
69. Não abusar da função “CC” ou “BCC”
70. Não usar a função “BCC” sem aviso ou autorização
71. Utilizar a função BCC em envios para um grande número de destinatários
72. Diferenciar os destinatários entre “Para” e “CC”
73. Se o email foi recebido por “BCC”, ter cuidado com a função “Responder a todos”
74. Usar os nomes completos juntamente com os endereços de email
75. Responder prontamente aos emails
76. Não começar uma nova mensagem para responder a um email
77. Começar um novo email para abordar um assunto diferente
78. Não adicionar mais destinatários a um email sem o conhecimento do autor ou interlocutor
79. Não reencaminhar emails privados
80. Não escrever depois do texto citado do email anterior
88. Usar o mínimo de formatação de texto
89. Não enviar anexos desnecessários
90. Evitar anexar ficheiros pesados
91. Sempre que relevante, comprimir os ficheiros a anexar
92. Não ler os emails privados dos outros
93. Não usar métodos para obter notificações de quando os destinatários abrem o email enviado
MADALENA, Emanuel Verdade da.
Netiqueta: As regras sociais de comportamento e comunicação na internet.
Porto (Portugal): Universidade do Porto,2013.
Wikis
110. Não participar em “guerras de edição”
94. Tentar não colocar questões impertinentes
95. Verificar sempre por questões similares antes de perguntar
96. Respeitar o tópico de discussão
97. Não publicar mensagens nos tópicos errados
98. Criar tópicos diferentes para assuntos distintos
99. Indicar uma publicação longa utilizado no assunto [long]
100. Assinalar claramente possíveis spoilers
101. Agradecer ao indivíduo, não ao fórum
102. Não incomodar com a persistência
103. Colocar o texto citado acima da resposta
104. Se não se usar uma ferramenta automática para as citações, referenciar sempre de quando e de quem provém o texto citado
105. Ler o tópico completo antes de participar
106. Não responder apenas para expressar que se concorda
107. Seguir o ritmo de publicações e respostas dos outros utilizadores
108. Reabrir um tópico apenas se existirem novas informações relevantes ou úteis
MADALENA, Emanuel Verdade da.
Netiqueta: As regras sociais de comportamento e comunicação na internet.
Porto (Portugal): Universidade do Porto,2013.
Institucional
113. Respeitar os direitos dos utilizadores
112. Tornar as palavras-chave em hiperligações, mesmo que o tópico ainda não exista
111. Não usar wikis públicos para autopromoção ou marketing
118. No emprego, usar a internet com moderação
117. Manter os emails institucionais curtos e focados
116. Ter cuidado ao abordar o emprego e/ou o empregador na internet
115. Não “espiar” os colaboradores ou candidatos a emprego
114. Não praticar o “cyber-squatting” (registrar domínios alheios)
MADALENA, Emanuel Verdade da.
Netiqueta: As regras sociais de comportamento e comunicação na internet.
Porto (Portugal): Universidade do Porto,2013.
Segurança
124. Sempre que disponibilizar ficheiros para download, verifique se contêm vírus
MADALENA, Emanuel Verdade da.
Netiqueta: As regras sociais de comportamento e comunicação na internet.
Porto (Portugal): Universidade do Porto,2013.
Pubicidade e spam
130. Não enviar spam
MADALENA, Emanuel Verdade da.
Netiqueta: As regras sociais de comportamento e comunicação na internet.
Porto (Portugal): Universidade do Porto,2013.
Outras regras
139. Não “abuse” dos serviços online gratuitos
129. Não enviar informação confidencial, como o número do cartão de crédito, por métodos inseguros
128. Reportar imediatamente qualquer tentativa de phishing
127. Criar políticas para evitar o phishing
126. Avise previamente quando o conteúdo que disponibilizar for para adultos ou eventualmente ofensivo
125. Reporte sempre que encontrar conteúdos ilegais na internet
119. Ter sempre cuidado com a informação pessoal que se fornece ou publica
120. Ser sempre cauteloso nos contactos online
121. Não mentir sobre a idade
122. Utilizar um programa antivírus e uma firewall
123. Não abrir anexos “suspeitos”
138. Não usar técnicas desonestas para otimizar os resultados dos motores de busca
137. Não usar anúncios gráficos que pareçam interativos
136. Não usar anúncios pop-up ou pop-under
135. Proteger os endereços de email dos “spambots”
134. Tomar medidas de proteção contra o spam
133. Nunca reencaminhar avisos sobre “vírus recentes” ou conselhos das autoridades
132. Nunca participar em “correntes de email”
131. Não responder a spam
153. Usar a internet como forma de promover a sustentabilidade
152. Depois de um download através de um “torrent” terminar, continuar a partilhar o ficheiro
151. Não comentar apenas para pedir reciprocidade no “seguir” ou no “gosto”
150. Publicar novos conteúdos regularmente, ou avisar da esporadicidade
149. Apenas criar novas páginas se realmente for necessário
148. Ser honesto no feedback, mesmo que seja negativo
147. Deixar sempre feedback
146. Esclarecer qualquer dúvida com o vendedor antes de comprar
145. Verificar as condições de envio e pagamento antes de comprar
144. Licitar apenas quando se tenciona prosseguir com a compra
143. Caso não seja possível criar uma hiperligação clicável, utilizar um endereço “encurtado”
142. Escolher apropriadamente se uma hiperligação abre na própria ou numa nova janela
141. Não fazer uma hiperligação para outra página de forma inapropriada
140. Caso se use muito um serviço que dependa de contribuições, deve-se contribuir
Full transcript