Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Depressão pós-parto

Psicologia do desenvolvimento
by

Rosa Pestana

on 28 May 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Depressão pós-parto

Introdução.... Obrigada pela vossa atenção! CENTRO DE COMPETÊNCIA DE TECNOLOGIAS DA SAÚDE
1º CICLO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ENFERMAGEM Discentes:
Catarina Silva nº 2058112
Lina Costa nº 2058412
Rosa Pestana nº 2058712
Sílvia Nunes nº 2005912 Funchal, Maio 2013 O Impato da Depressão Pós-parto no desenvolvimento infantil Mãe? O que é a Depressão Pós-parto? Estudo de caso... Helena Matilde Alfredo Sintomatologia Fatores de Risco Consequências Influência no desenvolvimento do bebé Linhas de Intervenção... Pessimismo Sousa, 2006; Neves & Marques, 2007 Culpabilidade Perturbações do sono Angústia Tristeza
Choro Insatisfação para com a vida Perda de interesse Crises de pânico Desespero Perda emocional da mãe Microrejeição Processo de desligamento Falsa interação

Falso self e falsa mãe Expressões negativas Menos responsividade Menos espontaneidade Menor nível de atividade Menos vocalização Mais aborrecimento Protestos mais intensos Aparência depressiva As mulheres que se sentem tristes de uma forma intensa, após o parto, têm maior risco de desenvolver esta doença;
situações de conflito conjugal;
a perda de um ou dos dois progenitores (por morte ou separação durante a infância);
separação na gravidez;
redução da libido;
dificuldades em engravidar ou por ser uma mulher mais velha. Conclusão... Emprego Os factores referem-se às circunstâncias psicossociais da vida da mulher Preocupação financeira Pressões culturais/ religiosas Dificuldades na relação conjugal Ausência de suporte social Antecedentes de depressão a nível das suas capacidades como esposa, mãe e profissional;
atraso no desenvolvimento cognitivo da criança;
afetar negativamente nas primeiras interações com o bebé;
Criança apresenta padrões de insegurança em relação à vinculação;
Obsessão pelo bem-estar do filho. É um distúrbio afetivo muito comum no puerpério. É uma doença caracterizada por um estado de tristeza, pessimismo, baixa autoestima, surgindo normalmente interligados entre si. Fatores biopsicossociais associados Mãe solteira Gravidez não planeada Divórcio do casal Imaturidade da mãe Companheiro sem trabalho Lai e Huang (2004) Após o parto… Surgem reações conscientes e inconscientes dentro do seio familiar e social provocando inúmeras ansiedades. Estas sensações novas por vezes são assustadoras, fazendo com que a mãe perca o calor do aconchego e o sentido total de proteção tão imprescindíveis ao recém – nascido. Tornasse necessário, o acompanhamento médico tanto para o diagnóstico como para o tratamento adequado. Cox, Conner & Kendell (1982); Cox, Haldin, & Sagovsky (1987) http://goanimate.com/videos/0keVpZPsWlR4?utm_source=linkshare
Full transcript