Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Vigiar e Punir - Michael Foucault

No description
by

Amanda Funaki

on 12 June 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Vigiar e Punir - Michael Foucault

Vigiar e Punir - Michael Foucault
Suplícios
Punição
Disciplina
Prisão
Alunos:
Amanda R. Funaki Andressa S. Coso
Bruna S. Prestes Danielle F. Pereira
Gustavo Toldo Monica M. Milek
Engenharia Química - 1º Período - Noturno
Soldados escolhidos segundo suas características físicas – corpo objeto e alvo do poder
Século XVII e XVIII – fórmula geral de dominação
Corpos submissos, exercitados e dóceis - anatomia politica
Escolas, hospitais, e nos demais locais públicos
Corpos disciplinados e vigiados.
Técnica de transformação
Corpo singular: “parte de uma máquina”
Linguagem através de códigos
Função do poder disciplinar: adestrar
Vigilância hierárquica – disciplina por meio do olhar
Punição corretiva
Exame: qualifica, classifica e pune
Disciplina
Panóptico
Século XVII - peste
Inspeção constante
Purificação das casas
desfazer todas as confusões
Século XIX - o Panóptico de Bentham: prédio circular com uma torre central.
Vigilância: fiscalizar e punir, com menor intensidade que em suplícios.
Laboratório de poder.
- Panoptismo perfeitamente aplicado
- Reparo criminal
- Carruagem celular;
- Falhas sistêmicas na correção
- Delinquência e delinquentes
- Eficiência com os 6 princípios ( da correção, da classificação da modulação das penas, do trabalho como obrigação e como direito, da educação penitenciária, do controle técnico da detenção e das instituições anexas)
- O poder natural e legítimo de punir e baixa tolerância do limite à penalidade
Prison Break
S. 1 E. 2
Prison Break
S. 1 E. 3
O funcionamento de enxovias,
assim como a corrupção existente no meio
A inspeção celular
O ponto de vista de Foucault
- Inovador método de controle das instituições;
- Contra a visão iluminista do homem;
- Mentes e corpos humanos submetidos a ações externas: podem ser moldados pela instituição pela tecnologia política
- Coercão do poder
- Relação indispensável entre poder e o conhecimento
- Luta contra a dominação dos padrões
- Objetivo: correlacão entre o método de "correção" do seculo XVI e o modelo penitenciário atual
- Divido em 4 partes: suplício, disciplina, punição e prisão
- Contexto histórico (razão da escolha do tema)
-Relação de poder
O livro
- Definição;
- Decreto;
- 6 regras de princípios essenciais: regra da quantidade mínima, regra da idealidade suficiente, regra de efeitos laterais, regra da certeza perfeita, regra da verdade comum, regra da especificação ideal;
- Normalizações em meio à sociedade;
- Evolução.
• O teatro de punir - medo populacional
• Punição Moderna - visa a alma
• Fim do suplicio - “Punição generalizada”
• Século XIX - substituição do suplício pela guilhotina
• Punições incorpóreas – criação das prisões
• Problema: como analisar a alma?
• “Suplicio da verdade”.
“Local privilegiado para tornar possível a experiência com homens, e para analisar com toda certeza as transformações que se pode obter neles”
A lepra suscitou modelos de exclusão
Filme 1984
Prison Break
S. 1 E. 4
Pena capital - cadeira elétrica
Full transcript