Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Vulnerabilidade nas redes sociais

No description
by

Kauan Morão

on 5 April 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Vulnerabilidade nas redes sociais

Vulnerabilidade nas redes sociais
As redes sociais surgiram da soma da necessidade do homem se comunicar e dos avanços tecnológicos ao qual nossa sociedade está exposta.
Com a potencialização do uso das novas mídias e das redes sociais, houve a criação de um espaço onde pessoas e atletas que não possuíam qualquer contato com a mídia formativa informal passaram a poder expor suas ideias e concepções.
Vulnerabilidade
O conceito de vulnerabilidade pode ser entendido como caráter ou qualidade de vulnerável, que implica em algo que se pode ferir, algo que é mais suscetível de ser danificado prejudicado ou destruído.
Consequências
As redes sociais trouxeram vantagens e desvantagens para os usuários, porém a exposição da privacidade das pessoas, implica em menor segurança em vários sentidos. Como exemplos, pode-se citar o aumento de crimes virtuais como a pedofilia, cyberbullying, roubo de identidade virtual, invasão de privacidade, porn revenge, ofensas, utilização indevida da marca (nome da empresa), dentre outros.
Esporte e Novas Mídias
A partir do século XX, a expansão do esporte foi altamente vinculada com o desenvolvimento das novas mídias e, paralelamente, das redes sociais.
O advento do mundo digital e da virtualização das novas mídias, sem dúvida gerou um caminho sem volta, implicando em descontrole e dificuldade de avaliação sobre a influência dos riscos e das exposições causadas dentro e fora do esporte, ou seja, não temos controle sobre as informações veiculadas, o público que irá atingir e qual a repercussão que uma postagem na rede irá causar (REBUSTINI, 2011).
Tripé da vulnerabilidade
A vulnerabilidade está balizada em um tripé que pode ser visto como: 1) risco de exposição; 2) risco de incapacidade; 3) risco de consequências. Isto é, as componentes que cofiguram a vulnerabilidade implicam em exposição, risco e dano.
É válido lembrar que as redes sociais tornaram o ciberespaço um ambiente onde ocorre um efeito cascata, pois a notícia ou o "post" é enviado e não se tem a certeza de onde ele irá chegar.

Sendo assim, não temos controle sobre o que nossos atletas, filhos, amigos ou qualquer pessoa pode postar e, também, não temos controle sobre a repercussão de nossas próprias postagens, pois seus seguidores podem ver, depois os seguidores de seus seguidores e assim por diante.
Tutores:
Prof. Dr. Flávio Rebustini
Prof. Kauan Galvão Morão
Atualmente, elas passam por um período de potencialização e intensificação de seu uso. (REBUSTINI, 2012)
(BOURG; GOUGUET, 2005)
Redes Sociais
(REBUSTINI, 2012)
Atualmente, temos duas redes sociais virtuais que são destaque no cenário mundial, o facebook e o twitter, que possuem usuários de diversas faixas etárias.
(MIDIASSOCIAIS.BLOG.BR 2011)
- No twitter, a maior faixa de usuários (30%) possui idade entre 25 e 34 anos, sendo a idade média equivalente a 39 anos.
- O facebook possui sua maior concentração de usuários (29%) pertencentes a faixa etária de 18 a 25 anos, tendo como média de idade geral o equivalente a 38 anos.
- Alcançou a marca de 200 milhões de usuários em menos de 1 ano, o que mostra o sucesso dessa rede.
O conceito de redes sociais, pode ser compreendido, na visão de Marteleto (2001), como a contemplação sobre a ideia de partilhar valores e interesses, visando à promoção do fortalecimento da rede por meio do compartilhamento de conhecimentos e informações entre os usuários.
Portanto, nas redes sociais, o usuário pode buscar seus amigos e os adicionar (“reunir”) em sua rede, enviar mensagens diretas para cada membro de sua lista pessoal, postar mensagens em sua página, visualizar e seguir o perfil de outros usuários, buscar grupos e páginas de assuntos que lhe interessam, dentre outras atividades presentes em uma vasta gama de opções que as redes oferecem (ELLISON; STEINFIELD; LAMPE, 2007).
As redes sociais possuem características em comum, possibilitando a criação de perfis pelos usuários, incluindo algumas informações “básicas” como: nome, idade, formação acadêmica, o que está interessado em buscar na rede, onde trabalha, dentre outras informações deste mesmo cunho (ZYWICA; DANOWSKI, 2008).
É evidente que a partir do momento que um sujeito cria seu perfil, ele está exposto (vulnerável) aos riscos que a rede possui, passando a expor sua privacidade.
DICIONÁRIO AULETE ONLINE (2013)

(HOGAN; MARANDOLA JUNIOR, 2005)

O quadro de vulnerabilidade permite compreender as formas pelas quais os indivíduos enfrentam os eventos adversos e adotam certos comportamentos, não de acordo com a visão de um sujeito racional que orienta sua ação apenas pela disponibilidade de informações, mas sob a perspectiva de um sujeito imbricado em um sistema dinâmico de relações e constrangimentos de diferentes ordens (sociais, políticas e econômicas), que influi nas suas escolhas e condições de existência (RUOTTI; MASSA; PERES, 2011).
Efeito cascata
(REBUSTINI, 2011)
(PINHEIRO, 2010)
É necessário termos cuidado com o conteúdo que postamos, o público que pode ser atingido e pensar antes de tornar qualquer informação pública, pois um "
post
" pode acarretar efeitos irreversíveis na vida de uma pessoa, expondo a privacidade dos usuários, de suas famílias e/ou de seus amigos.
Por isso, esse assunto deve ser mais estudado, pois é muito recorrente nos dias atuais, visto que estamos expostos à evolução tecnológica, novas mídias e redes sociais a todo o momento.
Concluindo...
Referências Bibliográficas:
- BOURG, J.F.; BOUGUET, J.J.
Economia do esporte
. Bauru, Edusc, 2005.
- ELLISON, N. B.; STEINFIELD, C.; LAMPE, C. The benefits of Facebook "friends”: social capital and college students’ use of online social network sites.
Journal of Computer-Mediated Communication
, ano 12, n.4, art.1, jul/2007. Disponível em: <http://jcmc.indiana.edu/vol12/issue4/ellison.html>. Acesso em: 11 de março de 2014.
- HOGAN, D. J.; MARANDOLA JUNIOR, E. Towards an interdisciplinary conceptualisation of vulnerability.
Population, Space and Place
, London, n.11, 2005, p.455-71.
- IDICIONÁRIO AULETE.
Vulnerabilidade
. Disponível em <http://aulete.uol.com.br/site.php?mdl=aulete_digital&op=loadVerbete&pesquisa=1&palavra=vulnerabilidade> Acesso em: 09 de março de 2014.
- IDICIONÁRIO AULETE.
Vulnerável
. Disponível em <http://aulete.uol.com.br/site.php?mdl=aulete_digital&op=loadVerbete&pesquisa=1&palavra=vulner%E1vel> Acessado em: 09 de março de 2014.
- MARTELETO, R. M. Análise de redes sociais: aplicação nos estudos de transferência da informação.
Ciência da Informação
, Brasília, v. 30, n. 1, p. 71-81, jan./abr. 2001.
- MIDIASSOCIAIS.BLOG.BR.
Como grupos de faixas etárias diferentes agem nas mídias sociais.
14 de julho de 2011. Disponível em: <http://midiassociais.blog.br/2011/07/14/como-grupos-de-faixa-etaria-diferentes-agem-nas-midias-sociais> Acesso em: 07 de março de 2014.
- PINHEIRO, P. P. Twitter: Novo desafio para os advogados e empresas.
Revista Visão Jurídica
, n.41, junho de 2010. Disponível em <http://revistavisaojuridica.uol.com.br/advogados-leis-jurisprudencia/41/artigo155902-1.asp> Acesso em: 10 de março de 2014.
- REBUSTINI, F. Novas mídias no esporte: um olhar sobre o twitter.
Coleção Pesquisa em Educação Física
, Jundiaí, v. 11, n. 5, 2012.
- REBUSTINI, F.; ZANETTI, M. C.; SCHIAVON, M. K. ; MOIOLI, A.; MACHADO, A. A.. Twitter e Esporte de Alto Rendimento.
Coleção Pesquisa em Educação Física
, Jundiaí, v. 10, p. 141-146, 2011.
-RUOTTI, C.; MASSA, V.C.; PERES, M.F.T. Vulnerabilidade e violência: uma nova concepção do risco para o estudo dos homicídios de jovens.
Interface Comunic., Saude, Educ.
, Botucatu, v.15, n.37, p.377-89, abr./jun. 2011.
- ZYWICA, J.; DANOWSKI, J. The Faces of Facebookers.
Journal of Computer-Mediated Communication
, n. 14, p.1-34, 2008. Disponível em: <http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1083-6101.2008.01429.x/pdf> Acesso em: 12 de março de 2014.
Muito Obrigado!
No âmbito esportivo, as redes sociais possibilitaram uma aproximação maior entre atletas/técnicos e fãs, desencadeando consequências positivas e negativas, visto que o início é determinado, porém o final é indeterminado/incerto.
Full transcript