Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Trabalho do Livro: "Depois daquela viagem"

No description
by

Paula Ribeiro

on 31 October 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Trabalho do Livro: "Depois daquela viagem"

Na relação com as pessoas:
Na religiosidade:
Trabalho do Livro: "Depois daquela viagem"
Na saúde:
O que é?
Capitalismo é um sistema econômico em que os meios de produção e distribuição são de propriedade privada e com fins lucrativos. Ao contrário do socialismo, as decisões sobre oferta, demanda, preço, distribuição e investimentos não são feitos pelo governo, e os lucros são distribuídos para os proprietários que investem em empresas e os salários são pagos aos trabalhadores pelas empresas.
Na propaganda:
Na propaganda, o capitalismo pode ser visto a partir do momento em que um homem bonito sai de uma casa noturna com uma linda mulher, ambos vestidos com roupas caras e vai buscar um carro esportivo. Essa propaganda demonstra, de certa forma, a superficialidade e futilidade do sistema capitalista, que valoriza mais a beleza e os bens materiais do que a essência da pessoa.
No livro:
Num momento do livro, o capitalismo fica em evidência, quando a irmã da Valéria pergunta se ela não vai levar nenhum robe e ela responde que não, que nem tinha um. A irmã então decide vender o robe, por um preço muito alto. Val depois diz, no livro, que queria o robe para ter alguma coisa da irmã com ela nos Estados Unidos. No trecho, podemos perceber a diferença de interesses entre as irmãs: Val queria algo para se lembrar, e a irmã queria o dinheiro.
Propaganda da Axe: Roubo
Capitalismo:
A propaganda é sobre um desodorante antitranspirante. A ação antitranspirante impede que as glândulas sudoríparas se livrem do suor e o excesso do uso de sais de alumínio nos produtos pode causar câncer.

No livro:
O livro traz um tema muito interessante: uma doença que não pode ser curada, e como às vezes os médicos tratam o doente como se ele não fosse uma pessoa. Valéria reclama o livro inteiro “Eu sou gente!”

A propaganda sugere que a beleza em si é sinônimo de sucesso na vida. Ela mostra um casal, como o idealizado pela mídia saindo de uma boate. O homem possuí um bom carro e uma boa condição financeira. A partir do momento que ele tem a beleza roubada, teme que vá perder tudo isso, inclusive a namorada.
Também sugere que o fato de usar um desodorante compensaria esse ‘defeito’, assim, mesmo estando diferente, a mulher continuou com ele. É o ideal do capitalismo, o consumir para ser aceito.

No livro:
Durante o livro, Valéria faz algumas reflexões quanto ao preconceito, que ocorre de diversas formas: por ela ter AIDS, por Alrica ser negra. Mas em nenhum momento, elas concordam que consumir compensaria isso, e que as faria serem aceitas.
Aliás, não se importavam com o que tinham, apenas pelo que eram. Isso leva a uma aceitação verdadeira, não superficial. Quando Lucas e Helen souberam que ela era soropositivo, não a aceitaram pelo fato de ser rica, ou possuir muitos bens. A aceitaram por quem ela era, a amiga, a pessoa.

A religiosidade é uma qualidade do indivíduo que é caracterizada pela disposição ou tendência do mesmo, para perseguir a sua própria Religião ou a integrar-se às coisas sagradas. Precisamos diferir o ser possuidor de religiosidade, do religioso, que é fruto do sistema religioso. Sinônimos são a fé e a crença.
A religião preza o ser, o aprimoramento da alma, não o ter, o consumir. Se queremos conquistar algo, conquistaremos pelo que somos, pelo que lutamos, trabalhamos. A propaganda mostra a conquista das coisas por intermédio da beleza e do consumo.

No livro:
Nos pecados capitais:
Na compreensão de nós mesmos:
Nos valores humanos:
No nosso emocional:
As emoções exaltadas são o medo, a insegurança, a vergonha e o alívio.
Sabemos que as propagandas têm como objetivo incentivar o consumo e despertar a atenção para um determinado produto, tornando-o atraente ao consumidor. Isso nos leva inconscientemente a associar o uso de um produto à capacidade de sucesso. Nos faz acreditar que, para causar uma boa impressão, devemos estar sempre bem vestidos e perfumados.
No livro:
Valéria se deixa influenciar por sua irmã quando é criticada pelo fato de não ter um robe apresentável para circular pelo dormitório, indo contra sua personalidade singela.
Como pode mudar nossa forma de agir?
Da mesma forma, associa o ter com o `ser`, o consumo à capacidade de sucesso nas mais diversas situações: seja uma apresentação, entrevista de emprego e em encontros sociais.
No livro:
Valéria se sentia insegura e envergonhada pelo fato de ter AIDS. Pensava que, por isso, não seria aceita. Além disso, tinha medo que, se descobrissem que era soropositivo, a mandassem de volta para o Brasil, ou que Alrica não aceitasse dividir o banheiro com ela. O alívio vinha quando contava para as pessoas que gostava e estas não mudavam seus sentimentos e comportamentos para com ela.
Medo:
O medo é uma sensação que proporciona um estado de alerta demonstrado pelo receio de fazer alguma coisa, geralmente por se sentir ameaçado, tanto fisicamente como psicologicamente. Pavor é a ênfase do medo.
Alívio:
O alívio é livrar-se de uma opressão, diminuir de intensidade, abrandar. Sossegar, tranquilizar e consolar seriam sinônimos.
Insegurança:
Insegurança é um sentimento de mal-estar geral ou nervosismo que pode ser desencadeado pela percepção de ser vulnerável de alguma forma, ou um senso de vulnerabilidade ou instabilidade que ameaça a própria autoimagem ou ego.
Vergonha:
Vergonha é o sentimento penoso por se ter cometido alguma falta ou pelo temor da desonra. Alguns sinônimos são timidez e acanhamento.
Os pecados capitais exaltados na propaganda foram a inveja, avareza e a vaidade.
Inveja:
A inveja é considerada pecado porque uma pessoa invejosa ignora suas próprias bênçãos e prioriza o status de outra pessoa no lugar do próprio crescimento espiritual. É o desejo exagerado por posses, status, habilidades e tudo que outra pessoa tem e consegue. O invejoso ignora tudo o que é e possui para cobiçar o que é do próximo.
Avareza:
A avareza é relacionada à inveja. É o apego excessivo e descontrolado pelos bens materiais e pelo dinheiro, priorizando-os e deixando Deus em segundo plano. É considerado o pecado mais tolo por se firmar em possibilidades.
Na concepção católica, a avareza é considerada um dos sete pecados capitais, pois o avarento prefere os bens materiais ao convívio com Deus. Neste sentido, o pecado da avareza conduz à idolatria, que significa tratar algo, que não é Deus, como se fosse deus.

Vaidade:
A vaidade (chamada também de orgulho ou soberba) é o desejo de atrair a admiração das outras pessoas. Uma pessoa vaidosa cria uma imagem pessoal para transmitir aos outros, com o objetivo de ser admirada.
A vaidade é mais utilizada também hoje para estética, visual e aparência da própria pessoa. A imagem de uma pessoa vaidosa estará geralmente em frente a um espelho, o narcisismo.

Na propaganda:
Na propaganda, a inveja e a avareza aparecem quando os ladrões desejam o que é do homem, ou seja, sua beleza, sua aparência. A vaidade é o desejo de serem admirados por sua estética, que os leva a praticar o roubo.
No livro:
Apesar de Valéria não demonstrar grande interesse em possuir bens, é de certa forma vaidosa. Na passagem do livro em que chega aos Estados Unidos e começa a estranhar o seu cabelo mais curto, mesmo sabendo que não havia nada de errado. Ela se sente uma pessoa diferente, como se a aparência pudesse realmente mudar a pessoa que ela era.
Humildade:
Humildade vem do latim humilitas, e é a virtude que consiste em conhecer as suas próprias limitações e fraquezas e agir de acordo com essa consciência. Refere-se à qualidade daqueles que não tentam se projetar sobre as outras pessoas, nem mostrar ser superior a elas. A humildade é considerada pela maioria das pessoas como a virtude que dá o sentimento exato do nosso bom senso ao nos avaliarmos em relação às outras pessoas.
Honestidade:
Honestidade é uma qualidade de ser verdadeiro; não mentir, não fraudar, não enganar. A honestidade é a honra, uma qualidade da pessoa, ou de uma instituição, significa falar a verdade, não omitir, não dissimular. O indivíduo que é honesto repudia a malandragem a esperteza de querer levar vantagem em tudo.
No livro:
A relação do livro é que Valéria busca ser sempre honesta. Ela é muito humilde e não tem preconceitos, acredita que todos devem ser tratados igualmente, independente de ser negro, ser branco, chinês, ter AIDS, câncer, ser burro, inteligente, etc.
Os valores humanos destruídos são a humildade e a honestidade.
Numa parte do livro, Valéria decide conquistar o dinheiro dela por meio do trabalho. Queria provar a si mesma e ao pai que era capaz.
Também, quando ela e Lucas saíam para caminhar e meditar, entrar em contato com a natureza, perceber as coisas vivas, era um modo de expressar a religiosidade, de integrar-se às coisas sagradas.

Nos setores de atividade e PEA:
Nas classes sociais:
A classe social apresentada foi a classe média alta.
Nas fontes de energia:
No espaço:
O termo classe média alta se refere a uma subdivisão da classe média que constitui a menor divisão desta com a classe alta. No Brasil são definidos pela classe B. O que diferencia a classe media alta da classe alta é o limite de gastos mensais que pessoas desta classe possuem.
Apesar de gozarem de alto padrão de vida, famílias desta classe consomem com certa prudência e normalidade. A aquisição de bens de consumo de luxo e altos investimentos materiais são planejados e medidos de acordo com o orçamento familiar. Estão nessa classe 50% dos empresários do país, 50% dos profissionais autônomos, 10% professores universitários, 90% da classe política e legislativa, 60% da classe judiciária e 70% dos oriundos de famílias tradicionais.

No livro:
A relação com o livro é que a Valéria integra essa classe social. Ela tinha uma boa condição financeira e podia desfrutar de alguns prazeres, como viagens internacionais e estudar fora do país.
A preocupação com o meio ambiente é constante, inclusive quando o assunto é o perigo do uso de embalagens em aerossol, principalmente os desodorantes. Uns dizem que esse tipo de embalagem é fatal para a camada de ozônio, outros, garantem que não é, que tudo não passa de uma lenda urbana para prejudicar as grandes indústrias de cosméticos.
Na verdade, o culpado de toda essa discussão não é o aerossol, mas sim o clorofluorcarbono (CFC), também conhecido como fréon. Esse gás é emitido por alguns produtos que a maioria de nós temos em casa, como a geladeira, ar condicionado, entre outros utensílios.


Na propaganda:
Mesmo sabendo dos danos ambientais causados pelo desodorante, ainda estimula-se a compra, em vez de investir em recursos que não prejudicam o meio ambiente. Assim, não só com os desodorantes como todos os produtos que prejudicam o ambiente são vendidos, anunciados e publicados sem a menor preocupação de informar ao consumidor os danos que podem ser causados pelo seu uso.
No livro:
A imagem que o livro nos passa sobre San Diego é que lá há menos poluição, que existe um maior aproveitamento sobre todas as coisas, que o verde mais respeitado e que as pessoas se preocupam e respeitam o ambiente em que vivem.
Petróleo.
O gás natural é uma mistura de hidrocarbonetos leves encontrada no subsolo, na qual o metano tem uma participação superior a 70 % em volume.
Carvão Mineral:
No livro:
A Energia nuclear é a energia liberada numa reação nuclear, ou seja, em processos de transformação de núcleos atômicos. Alguns isótopos de certos elementos apresentam a capacidade de se transformar em outros isótopos ou elementos através de reações nucleares, emitindo energia durante esse processo.
A fonte de energia foi apresentada pelo carro e pelo desodorante. As fontes de energia mais utilizadas pela indústria para produzir o AXE são representadas pelo petróleo, gás natural, carvão mineral e energia nuclear.
O Petróleo é uma substância oleosa, inflamável, geralmente menos densa que a água, com cheiro característico e coloração que pode variar desde o incolor ou castanho claro até o preto, passando por verde e marrom (castanho). Trata-se de uma combinação complexa de hidrocarbonetos, composta na sua maioria de hidrocarbonetos alifáticos, alicíclicos e
aromáticos, podendo conter também
quantidades pequenas de nitrogênio,
oxigênio, compostos de enxofre
e íons metálicos, principalmente
de níquel e vanádio.
Gás Natural:
O carvão mineral é uma rocha sedimentar combustível, de cor preta ou marrom, que ocorre em estratos chamados camadas de carvão. As formas mais duras, como o antracito,podem ser consideradas rochas metamórficas devido à posterior exposição a temperatura e pressão elevada.
Energia nuclear:
No livro, por não ter um carro para poder se deslocar de um lugar para o outro, Valéria utilizava automóveis públicos como ônibus entre outros meios de transporte. Nesses meios de transporte é utilizado o petróleo (gasolina) para que eles possam se movimentar. O petróleo é utilizado nas indústrias como fonte de energia para a fabricação.
No livro:
A relação da PEA com o livro é que, em certo momento da história, Valéria decide começar a trabalhar, para provar para seu pai que era capaz de conseguir um emprego que não fosse dado por ele. Ela até faz uma consideração sobre o socialismo e como passou a entender a necessidade do trabalho.

No PEA:
PEA – População Economicamente Ativa – é um conceito elaborado para designar a população que está inserida no mercado de trabalho ou que, de certa forma, está procurando se inserir nele para exercer algum tipo de atividade remunerada.
Podemos observar na propaganda o novo AXE que para ser produzido passa por várias etapas químicas, onde ganha suas características antitranspirante e seu odor que “conquista as mulheres”, como dito nas propagandas.
Para a produção do antitranspirante, a AXE utiliza mão de obra variada, desde as classes mais baixas, de mão de obra mais bruta, até cientistas e químicos que desenvolvem as composições. Na parte do comércio, integra também vendedores e comerciantes.

Nos setores de atividade:
Os setores de atividade relacionados, portanto, são o primário (extração de matéria-prima para a transformação), o secundário (a produção) e o terciário (a comercialização).
Full transcript