Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Fogo de conselho Gritos e aplausos

No description
by

Miguel Ferrão

on 9 March 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Fogo de conselho Gritos e aplausos

Fogo de conselho,
gritos e aplausos

Objectivos:

Conhecer e explicar o enquadramento do Fogo de Conselho no Método Escutista.

Apresentar os elementos fundamentais da estrutura de um Fogo de Conselho.

Elaborar um programa para um fogo de conselho.

Utilizar, conhecer o significado e fazer o enquadramento dos principais gritos e aplausos utilizados no Escutismo.
Conteúdos

Organização do fogo de conselho

O que é um fogo de conselho

Escolha do local para o fogo de conselho

Equipa de animação

Disposição de um fogo de conselho

Preparação do fogo de conselho
Conteúdos

Ritmo do fogo

As fases de desenvolvimento do fogo de conselho

Programa do fogo de conselho

A fogueira

Abastecimento da fogueira

Tipos de fogueira

Segurança do fogo de conselho

Gritos e aplausos
Desde o início dos tempos que o fogo foi símbolo de misticismo e de magia.
No escutismo não fugimos à regra e temos o fogo como um elemento sagrado e de reunião.
O fogo de conselho não é mais do que uma reunião de amigos que como uma família viveram juntos durante o dia e juntos se preparam para a noite fazendo a revisão do que se passou durante o dia.
Não tem espectadores, mas todos são participantes.
Organização do fogo de conselho

No contexto da actividade escutista o fogo de conselho é uma arte pelo que a sua organização não deve ser feita de qualquer maneira.
Apresentamos algumas das regras para a sua organização e preparação relativamente a:
- local
- equipa de animação
- programa
- fogueira
- segurança
O que é?

Festa? Espectáculo?

Reunião? Encontro?
O que é um fogo de Conselho?
Transição entre o dia e a noite e passagem da actividade ao repouso. (Léon Chanterelle)
BP aproveitou a ideia da reunião familiar, a reunião de amigos ou de um grupo de rapazes, que se encontravam no final de um dia de acampamento ao redor da fogueira, falando do que tinham alcançado (as suas vitórias) e fazendo planos para o dia seguinte.
O fogo de conselho é também “a ocasião em que se faz a revisão do dia que passou por meio de representações e canções”.
Este tipo de actividades permite o desenvolvimento dos "rapazes" pois eles podem aprender a assumir atitudes e comportamentos rectos, onde através destes, estimulam o desenvolvimento social e emocional.
Tipos de fogo de conselho
Informal: acontece de forma espontânea, sem animador, sem planeamento e sem programa definido.
Formal: Necessita de equipa de animação, programa cuidado, planeamento.
Escolha do local para o fogo de conselho
É importante escolher o local para o círculo do Fogo de Conselho.

O local deve ser:
- Preferência plano
- Em forma de anfiteatro
- Amplo
- Afastado de entradas, das tendas ou outras formas de ruído
- Com chão seco
A equipa de animação deve ser constituída pelo animador e dois ajudantes. O animador é o responsável pelo programa do fogo de conselho.

O animador deve:




Os ajudantes devem:
O animador deve:
Ser organizado
Deve ser imaginativo e oportuno
Deve saber observar
Ter uma apresentação que o distinga dos restantes elementos
Ter boa colocação de voz
Não deve comandar o fogo, mas envolver os participantes.
Os ajudantes devem:
Alimentar o fogo
Avisar os grupos das respectivas entradas
Estar prontos para substituir o animador em qualquer momento com um aplauso, uma canção...
Disposição

O animador deve situar-se fora do alcance do fumo, num local onde seja visto por todos os participantes;

Passagens para as entradas e saídas dos actuantes;

O animador só deverá circular quando interpretar uma canção ou aplauso;

Os instrumentos deverão estar no mesmo local, formando um coro de apoio;

O animador não é responsável pela fogueira. Há ajudantes para o efeito.
Na preparação do fogo de conselho torna-se mais fácil usar um tema, existindo o enquadramento do local e da actividade.
O animador deve saber o tipo de actuações que se vão realizar para que estas se desenrolem segundo uma ordem.
Na preparação do programa os números devem ser organizados da seguinte forma:
Números dramáticos
Números cómicos
Canções rápidas
Canções lentas
Gritos e aplausos
Deve-se ter em conta aquilo que se vai realizar:
O tipo de fogo (iluminação da actuação, fogueira)
Quais os grupos participantes, tempo e actuação
Elenco dos números a apresentar
Ritmo do Fogo

No início deve dar-se as boas vindas à audiência.

Deve-se convidar algum “convidado” ou alguém que se destacou nesse dia.

Benção caso esteja presente o assistente.

Início com canções e com os gritos.

Fazer um ordenamento e programação.
Programa do fogo de conselho

Para que o programa seja bem estruturado e planeado deverá existir uma reunião com o animador, ajudantes e representantes dos participantes.

Deve ser preenchida a folha do programa de fogo de conselho.

Seguidamente preenchem-se os documentos de planeamento do fogo de conselho.

Planeamento de gritos

Planeamento de canções.

Deve seguir-se a linha do ritmo do fogo para a programação.
É necessário recordar que a fogueira serve como ponto focal do fogo de conselho.

Deste modo a fogueira para além de ter de ser alimentada tem que corresponder ao símbolo de união entre os presentes.

Serve também como ponto de iluminação para o conselho.
Abastecimento da Fogueira

Cuidados a ter com a lenha que alimenta a fogueira:

- O arsenal de lenha é preparado antes de o fogo começar.
- O arsenal tem um local próprio no espaço do fogo.
- O arsenal deve estar em local que não estorve o fogo.
- O abastecimento deverá ser feito no intervalo dos números para não perturbar as apresentações.
FOGUEIRAS

PIRÂMIDE

Utilização. Grandes Fogos de Conselho
Características. Não necessita de grande manutenção fornece bastante luz e calor
Descrição: A base é um quadrado de 1 a 1,2m de lado, com troncos muito grossos, indo o diâmetro diminuindo em altura até 1 a 1,2m do solo. O bloco central é constituído por acendalhas e lenha fina.
FOGUEIRAS

POLINÉSIA

Utilização: Fogo de conselho comunitários, em que os escutas se reúnem para conversar, cantar.
Características: Longa duração e manutenção simples, dá pouca luz.
Descrição: Abre-se um buraco quadrado de 40cm de largura outros tantos de profundidade. Coloca-se no fundo uma Pedras para suporte dos troncos que são dispostos a toda a volta sobressaindo um pouco do buraco.
FOGUEIRAS

ESTRELA

Utilização: Fogos de Conselho de patrulha ou equipe.
Características: Fogueira de grande duração, dá pouco calor e luz.
Descrição- Traçam-se no chão 4 a 6 canais nos quais se colocam outros tantos troncos. No centro faz-se uma pequena fogueira em cone, que incendiará os troncos dispostos em estrela.
FOGUEIRAS

Canadiana

Utilização: Fogos de Conselho de patrulha ou equipe
Características: Fogueira reflectora para aquecimento
FOGUEIRAS

CONE

Utilização: para Fogos de Conselho até 80 escuteiros.

Características: dá bastante calor e as chamas sobem como um fio dando muita iluminação; como os troncos são consumidos rapidamente, necessita de maior manutenção.

Descrição: a base é um quadrado com 1 a 1,2m de lado, dispondo-se dentro dele numerosos troncos colocados em cone. O bloco central é constituído por, acendalha e lenha fina.
Perigos e riscos

Momentos mortos;

Preparações no momento;

Escuteiros em pé;

Má sincronização com ajudantes;

Actuações demasiado longas

Desrespeitar o ritmo do fogo.
SEGURANÇA

O local deve estar limpo.

Colocar junto da lenha dois baldes de água, ou pá e areia.

Quando terminado, ter muita atenção aos restos da fogueira.

Deixar a lenha que abastece o fogo distante do mesmo.

Colocar os assistentes/participantes em locais que não apanhem com o fumo.
Durante 5 minutos pretendo que façam um cartaz da estrutura de um fogo de conselho com todas as preocupações de animador e auxiliares.
Temos por hábito dizer que um Escuteiro não bate palmas.

O Escuteiro tem uma forma muito própria de se manifestar

São os chamados gritos e aplausos escutistas.
Como utilizar os nossos gritos?

Bom senso acima de tudo!
Gritos e aplausos escutistas adequados em:
- Cerimónias exclusivamente escutistas
- Reuniões ou fogo de conselho
A não utilizar em:
- Cerimónias não-escutistas formais;
- Eucaristias;
- Igreja.
Os gritos e aplausos são importantes porque:

Dão uma ajuda na disciplina individual da Secção e do Agrupamento.
Ajudam a formalizar o tempo do Jogo Escutista
Dignificam e valorizam o progresso individual e da secção
Ajudam nas relações inter-pessoais
Enraízam os jovens ao Escutismo e isso abre-lhes o espírito ao desenvolvimento.

Auto-valoriza os participantes.
BIBLIOGRAFIA

Fogo de Conselho (Manual do Dirigente, CNE)

Fogo de Conselho (Edição da AEP)

Site do CNE;

Sites de outras associações escutistas

Imaginação!!

Corpo Nacional de escutas, O fogo Manual do Dirigente
Escreve em cada pedaço do ph um grito escutista.
2014
ferraolourenco@gmail.com

disponham
Full transcript