Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Módulo 9 - A Cultura do Cinema

História e Cultura das Artes
by

João Lopes

on 11 April 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Módulo 9 - A Cultura do Cinema

A Segunda Guerra Mundial provou ser disruptiva para o Surrealismo. Os artistas continuaram com as suas obras, incluindo Magritte. Muitos membros do movimento continuaram a corresponder-se e a encontrar-se. Em 1960, Magritte, Duchamp, Ernst e Man Ray encontraram-se em Paris. Apesar de Dali não se relacionar com Breton, não abandonou os seus motivos dos anos 30, incluindo referências à sua obra "Persistência do Tempo" numa obra posterior. O trabalho de Magritte tornou-se mais realista na sua representação de objetos reais, enquanto mantinha o elemento de justaposição, como na sua obra Valores Pessoais (1951) e Império da Luz (1954). Surrealismo A segunda Guerra Mundial Surrealismo em Portugal Em 1947 Cândido Costa Pinto, que desde 1942 seguia uma linha estética surrealista, contacta, em Paris, com o recém-organizado Grupo Surrealista; André Breton sugere-lhe a organização de um grupo idêntico em Portugal. É deste desafio que irá nascer o Grupo Surrealista de Lisboa. O muro foi guardado pelas unidades auxiliares (não-legionário) do exército (não- cidadãos ). Os números oscilaram ao longo da ocupação, mas pode ter sido em torno de 9.000 soldados em geral, incluindo infantaria e cavalaria. Os fortes poderiam prender legiões de 500 soldados, enquanto as unidades de cavalaria de 1.000 soldados estavam estacionados em cada extremidade. O número total de soldados foi, provavelmente, superior a 10.000. A escrita automática procura buscar o impulso criativo artístico através do acaso e do fluxo de consciência. Procura-se escrever no momento, sem planeamento, de preferência como uma atividade coletiva que se vai completando. Uma pessoa escreve algo num papel e outra completa, mas não de maneira lógica, passando a outro que dá sequência. O filme Um Cão Andaluz, de Luis Buñuel, por exemplo, é formado por partes de um sonho de Salvador Dalí e outra parte do próprio diretor, sem necessariamente objetivar-se uma lógica consciente e de entendimento, mas um discurso inconsciente que procura dialogar com outras leituras da realidade. Um dos seus objetivos foi criar uma arte que, segundo o movimento, estava a ser destruída pelo racionalismo. O poeta e crítico André Breton (1896-1966) é o principal líder e mentor deste movimento. Surrealismo Muralha de Adriano João Ricardo
- N5,12H Curiosidades? Surrealismo O surrealismo foi um movimento artístico e literário que nasceu em Paris na década de 1920, inserido no contexto das vanguardas que viriam a definir o modernismo no período entre as duas Grandes Guerras Mundiais. Reúne artistas anteriormente ligados ao Dadaísmo ganhando uma dimensão mundial. Grande parte da estética surrealista apoia-se na concepção de imagem poética de Pierre Reverdy, segundo a qual a imagem nasce não da comparação, mas da aproximação entre duas realidades afastadas. E quanto mais distantes forem as realidades aproximadas, mais forte será a imagem poética. Reverdy distancia mais ainda o mundo captado pelos sentidos e o mundo criado pela poesia. Além disso, a linguagem surrealista faz grande uso de descontextualizações, esvazia-se um significante de seu significado para atingir novos e inusitados significados. fig. 2 fig. 2 Um dos principais manifestos do movimento é o manifesto Surrealista (1924). Além de Breton, os representantes mais conhecidos são Antonin Artaud no teatro; Luis Buñuel no cinema; EMax Ernst, René Magritte e Salvador Dalí no campo das artes plásticas. Visao Surrealista Em 1929, os surrealistas publicam um segundo manifesto e editam a revista A Revolução Surrealista. Entre os artistas ligados ao grupo em épocas variadas As características deste estilo, é uma combinação representativa, do abstrato, do irreal e do inconsciente. Entre muitas das suas metodologias estão a colagem e a escrita automática. Segundo os surrealistas, a arte deve libertar-se das exigências da lógica e da razão e ir além da consciência cotidiana, procurando expressar o mundo do inconsciente e dos sonhos. No manifesto e nos textos escritos posteriores, os surrealistas rejeitam a chamada ditadura da razão e valores burgueses como pátria, família, religião, trabalho e honra. Humor, sonho e a contralógica são recursos utilizados para libertar o homem da existência utilitária. Segundo esta nova ordem, as ideias de bom gosto e decoro devem ser subvertidas. Anos 30 O surrealismo como movimento visual tinha encontrado um método: expor a verdade psicológica ao despir objetos ordinários de significância normal, a fim de criar uma imagem que ia além da organização formal ordinária. Salvador Dalí e René Magritte criaram as mais reconhecidas obras pictórias do movimento. Dalí entrou para o grupo em 1929, e participou do rápido estabelecimento do estilo visual entre 1930 e 1935. Formas como estas tornaram a marca registrada de Dali, particularmente a obra "A Persistência da Memória", na qual relógios de bolso derretem. A exposição foi motivo de escândalo e alvo de ameaças policiais. A primeira proposta de capa do catálogo, que pretendia inserir-se na campanha eleitoral de Norton de Matos (de oposição ao regime de Salazar), foi proibída pela censura. Curso Profissional Técnico de Multimédia Escola Secundária de Emídio Navarro Fortemente influenciado pelas teorias psicanalíticas do psicólogo Sigmund Freud (1856-1939), o surrealismo enfatiza o papel do inconsciente na atividade criativa. A palavra surrealismo supõe-se que foi criada em 1917 pelo poeta Guillaume Apollinaire (1886-1918), um jovem artista ligado ao Cubismo, e autor da peça teatral ”As Mamas de Tirésias” (1917), considerada uma precursora do movimento. ~ Imagens poeticas ´ Trajetoria ´ Nos anos 30, o movimento internacionaliza-se e influência muitas outras tendências, conquistando adeptos em países da Europa e nas Américas, tendo Breton assinado um manifesto com Leon Trotski na tentativa de criar um movimento internacional que lutava pela total liberdade na arte - FIARI: o Manifesto por uma Arte Revolucionária Independente. Surrealismo na Arte O Surrealismo destacou-se nas artes, principalmente por quadros, esculturas ou produções literárias que procuravam expressar o inconsciente dos artistas, tentando driblar as amarras do pensamento racional. Entre os métodos de composição estão a escrita automática. Em 1932 vários pintores Surrealistas produziram obras que foram marcos da evolução da estética do movimento: "La Voix des Airs", de Magritte, é um exemplo deste processo, onde são vistas três grandes esferas representando sinos pendurados sobre uma paisagem. Outra paisagem Surrealista deste mesmo ano é "Palais Promontoire", de Tanguy, com suas formas líquidas. Magritte continuou a produzir obras que entraram para o vocabulário artístico, como Castelo nos Pireneus, que faz uma referência a Voix de 1931, na suspensão sobre a paisagem. Primeiras manifestaçoes ~ Grupo surrealista de Lisboa / Os surrealistas Vespeira e Azevedo prosseguiram, ao longo de 1950 e 1951, uma obra pictórica de qualidade, expondo em 1952 na Casa Jalco, ao Chiado: "uma exposição de «óleo, fotografia, guache, desenho, ocultação, colagem, linóleo» constituída por três «Primeiras exposições Individuais» de Fernando de Azevedo, Fernando de Lemos e Vespeira", e que os artistas dedicaram ao precursor do movimento, António Pedro
Full transcript