Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Ditadura Militar e a Censura da Música Brasileira

No description
by

on 25 August 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Ditadura Militar e a Censura da Música Brasileira

Ditadura Militar e a Censura da Música Brasileira
Daniela Abreu Marques de Oliveira, nº09
Maria Luiza Rodrigues Munhoz, nº32
Melissa Panhol Bayma, nº40

No ano de 1964 ocorre no Brasil o golpe de estado que tiraria do poder o então presidente João Goulart. Os militares que organizaram o golpe sobem ao poder e é instaurada uma ditadura que se manteria por 21 anos no Brasil, fortemente marcada pela censura e pelo autoritarismo. O contexto mundial neste período era caracterizado pelo avanço do comunismo e da tensão decorrente da Guerra Fria.
A repressão militar instaurada no país era justificada pela suposta “defesa contra o perigo comunista”. A censura, porém, não se limitou apenas à esfera política nacional, afetando também a esfera cultural com a perseguição de civis, principalmente artistas e jornalistas, que se opunham à ditadura e à repressão.
Governos Populistas e a Bossa Nova
Ditadura
Músicas com tendência crítica-social

Novos movimentos e estilos que uniam em si as diversas caracteristicas do Brasil

Retomada de aspectos musicais da Era Vargas
Na primeira metade dos anos 1960 ocorreu um intenso impulso à representação política: uma polarização aguda entre esquerda e direita, provocando a sensação que aconteceria uma ruptura grave, como um golpe.
Retratava cenas cotidianas da Zona Sul carioca da década de 50.

Exaltação da mulher como em Garota de Ipanema
Após o golpe dado em Jango o Comando Supremo da Revolução, assume, por um curto período, o poder e baixa o primeiro Ato Institucional (AI-1).


• Ato Institucional nº 2 (AI-2) que extingue o pluripartidarismo e instaura no Brasil o bipartidarismo.
• Ato Institucional nº 3 (AI-3), que estabelece eleições indiretas para governadores.
• Ato Institucional nº 4 (AI-4), que fecha o Congresso Nacional.

Tropicália
Geraldo Vandré
Chico Buarque
Carlos Lyra
O Golpe
-mobilização das tropas em SP e MG
-retirada de João Belchior Marques Goulart do poder em março de 1964
música brasileira procura um ritmo tipicamente brasileiro, fundindo estilos distribuídos pelo país para a criação de uma identidade nacional
AI-5
-mais violento de todos os atos até então
Com a implementação do AI-5 a fachada democrática do regime é extinta, sendo revelado o verdadeiro caráter violento e repressivo da ditadura militar.
Como ë o caso de "Mas Que Nada" de Jorge Ben que mistura o samba com o maracatu do Nordeste
-fechamento do Legislativo
-suspensão dos direitos políticos
->
habeas corpus
-Estado de Sítio
O anseio por protestos levou à ascensão das “canções de protestos” que visavam o combate social de crença otimista para o futuro
Canções de Protesto
“Pra não dizer que não falei das flores”
Geraldo Vandré
"Há soldados armados
Amados ou não
Quase todos perdidos
De armas na mão
Nos quartéis lhes ensinam
Uma antiga lição
De morrer pela pátria
E viver sem razão"
A música fica em segundo lugar na terceira edição do Festival Internacional da Canção em 1968.
CENSURA E EXILIO
Devido á DCDP e a AI-5 muitas músicas foram censurada e músicos como Caetano, Gil e Chico Buarque exilados.
Censura e Repressão
Surge então a necessidades dos artistas de adotarem formas inovadoras de compor canções de protesto.
metáforas e mensagens carregadas de duplo sentido
-perseguições
-torturas

-execuções
-controle das massas
Mecanismos de Censura
-DCDP (Divisão de Censura de Diversões Públicas)
-SCDP (Serviço de Censura de Diversões Públicas)
Ufanismo e Propaganda
Censura Musical
Movimento que pretendia revolucionar a música brasileira com a mistura de ritmos de diversas partes do Brasil com o Rock
-caráter antagônico
-letras que ferissem os "bons costumes"
-perseguição de músicos
Buscavam difundir a liberdade de expressão e a circulação de ideias para o público em massa
Indignação
-protestos
-revogação do AI-5 em 1978
Fim da Censura
-enfraquecimento do regime militar
-redemocratização
-criação do CSC (Conselho Superior da Censura)
DIRETAS JÁ!
-um dos maiores movimentos sociais brasileiros
-reinvindicação de eleições diretas à Presidência
Em 5 de outubro de 1988 é promulgada a nova Constituição Federal, que previa o voto direto aos candidatos à presidência. Assim, chega ao fim a censura e a ditadura militar, com José Sarney como primeiro presidente civil após 21 anos dos “anos de chumbo”, período que viria a ser considerado o mais opressivo da história brasileira.

Fonte da Imagem: http://www1.folha.uol.com.br/folha/treinamento/hotsites/ai5/personas/arthurDaCostaESilva.html
Ditadura Militar
Fonte da Imagem: http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/tag/joao-goulart/
João Belchior Marques Goulart
Fim da Ditadura Militar
Costa e Silva
Fonte da Imagem: http://ditadura-milit4r.tumblr.com/
Atos Institucionais
Música
-intervenção federal em estados e municípios
Full transcript