Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

O papel da atenção na produção sentencial

No description
by

Cíntia Antão

on 9 July 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O papel da atenção na produção sentencial

Normalização do Experimento
A influência de pistas atencionais na descrição de eventos
Experimento original
Adaptação do experimento em PB
Resultados
O cachorro estava perseguindo o homem.
O homem estava fugindo do cachorro.
Eles estavam correndo.
O urso estava remando com o boneco de neve.
Eles estavam remando.
Discussão
Cíntia Antão
Cláudia Brandão
Jamila Rodrigues
Victor Hugo Medina Soares
Trabalho final apresentado na disciplina de Introdução à Psicolinguística do Programa de Pós Graduação da Faculdade de Letras/UFMG.
Introdução
Como descrevemos a cena abaixo?
Tratamento da acessibilidade perceptual
De modo geral, as formas de tratamento dessa acessibilidade perceptual podem ser divididas em duas diferentes abordagens:

(i) modelos cujo o exame inicial da cena influencia na escolha do primeiro sintagma a ser mencionado na fala;

(ii) modelos cujo estágio inicial corresponde à apreensão das relações entre os personagens de uma cena, e, apenas mais tarde, essa apreensão influenciará na forma linguística a ser proferida.

O que influencia o falante a optar por cada uma dessas formas?
A diferença entre os enunciados citados anteriormente se deve, em grande parte, ao primeiro sintagma expresso no enunciado. Em PB, geralmente recebe o papel sintático do sujeito - possui a capacidade de restringir tanto a forma quanto o conteúdo do restante do enunciado.
Tomlin, 1997
Mostra que, ao visualizar uma cena na qual um dos participantes é continuamente sinalizado, os sujeitos mantêm o olhar nesse participante, o que influencia a forma linguística usada para descrever a cena.

Para expressar na posição de sujeito o participante sinalizado por uma seta, os indivíduos chegam a utilizar estruturas pouco frequentes na fala, como as construções passivas.
Bock et al (2004)
Experimento
Gleitman et al 2007
21 monolíngues do inglês descreveram 52 imagens
1. Orações perspectivas:

As passivas quase não foram usadas

69% sujeitos e verbos preferidos
27% não-preferidos
4% sentença sem foco

‘A corrida entre alguns animais’.
Obs.: Os personagens que apareciam na imagem tinham que ser identificáveis

2. Sintagmas nominais conjugados:

78% esquerdo favorecido

36 participantes monolíngues do inglês

40 distratores

12 itens experimentais de predicados perspectivos
12 itens com sintagmas nominais conjugados

(A) Predicado Perspectivo
(B) Sintagma Nominal conjugado
Possíveis descrições:

(1) Um coelho está correndo atrás de um elefante.

(2) Um elefante está fugindo de um coelho.

(3) Um elefante está sendo perseguido por um coelho.

(4) Um elefante está correndo de um coelho.

(5) Um coelho está perseguindo um elefante.

Participantes
Materiais e métodos
Adaptação
Procedimento
O experimento em PB é adaptado do artigo de Gleitman et al (2007).
Uniformidade no desenho experimental - colaboração dos autores do experimento original: tanto os itens experimentais quanto os distratores.
Diferenças: utilizamos apenas um personagem foi evidenciado nas duas imagens - normal e espelhada. Ex.: boxeador.
Apenas o personagem que aparenta ter perdido a luta é utilizado como pista atencional.
32 imagens: 12 estímulos experimentais e 20 estímulos distratores que fossem pertinentes para os falantes de PB.
Os itens experimentais apresentavam dois personagens realizando uma determinada atividade, como correr ou remar, e os distratores apresentavam apenas um personagem em atividades analogamente comuns, por exemplo desenhar ou tocar piano.
Exemplo de imagem distratora
Estímulos experimentais
Na figura A a personagem à esquerda da imagem é a ursa. A mesma personagem na figura B (imagem espelhada ) encontra-se à direita.

Bock et al. (2004) criticam os resultados apresentados por Tomlin (1997) ao afirmar que:
há poucas evidências de que fatores visuais guiam os fatores linguísticos.
o experimento manipula exageradamente a atenção dos sujeitos deixando-os cientes das intenções do estudo.
o experimento utiliza descrições repetidas de um mesmo evento (um peixe comendo outro peixe), não é possível fazer generalizações.
o uso de um mesmo personagem pode criar viés
O que consolida um ponto de partida para a forma que um enunciado irá tomar não é a relevância relativa dos elementos percebidos em cena, mas a identificação de algo que permita a continuação ou a conclusão, isto é, uma predicação.
Bock et al. (2003) e Griffin & Bock (2000). As fixações em participantes a serem mencionadas inicialmente nos enunciados só ocorrem 300 m/s após a apresentação da cena.
Evidência de que a concepção inicial da cena depende exclusivamente da apreensão das relações entre os personagens. Apenas tardiamente, essa apreensão exerce influência na forma linguística.
O experimento de Gleitman visa investigar como o estado de atenção inicial dos falantes influencia os tipos de enunciados utilizados para descrever uma cena.

As previsões do experimento variam conforme a abordagem atribuida à relação entre apreensão do evento e a descrição linguística do evento.
Caso a descrição linguística sofra influência imediata de fatores derivados da percepção da cena, é esperado que a pista atencional impactue nas descrições da cena.

Por outro lado, caso a descrição linguística possua um período inicial e independente na apreensão da cena, é esperado que a pista atencional não impactue nas descrições da cena.
Da mesma forma que o inglês, o sistema de leitura em PB orienta-se da esquerda para a direita, consequentemente os itens apresentados à esquerda poderiam ser favorecidos em relação aos que se encontravam à direita, por isso, todas as imagens continham sua versão espelhada para controlar o efeito da posição.
Dentre as 12 sentenças experimentais 6 delas continham Predicado Perspectivo e as 6 restantes continham Sintagma Nominal Conjugado.
Para montar o script, rodar e aleatorizar as imagens do experimento foi utilizado o programa DMDX.
Foram desenhados 2 scripts diferentes. No primeiro script, os estímulos experimentais eram compostos tanto por itens com Predicado Perspectivo quanto por itens com Sintagma Nominal Conjugado. Todos os participantes seriam contemplados com todas as imagens, mas repetiriam o estímulo.

Sentenças Descartadas
Dois homens acabaram de lutar boxe. Um de não sei qual país venceu.
Luta.
Participaram voluntariamente do experimento 18 sujeitos.

Todos os participantes eram adultos, falantes nativos de PB e com idade entre 18 e 35 anos.
Estímulos experimentais e distratores apresentados em computadores pessoais. Os participantes como se comportar durante a realização do experimento e a tarefa a ser realiza: fazer uma descrição da imagem apresentada na tela.
Cruz (500 ms), quadrado (65 ms) e estímulos experimental (5000 ms).
Cruz (500 ms) e estímulo distrator (5000 ms).
A figura seguinte aparecia automaticamente, não havendo necessidade do sujeito utilizar as teclas do computador para tal finalidade.
As frases produzidas pelos participantes foram gravadas tanto através de celular quanto através de computador.
Não se observa significância estatística em relação à variação das pistas atencionais.
Especulação de por quê nossos dados não foram significantes.
Das 95 sentenças de predicado de perspectiva não-descartadas, 34 eram sentenças com sintagmas nominais conjugados.
Não se fez a mesma normalização que os autores do artigo do qual adaptamos para este estudo.
Os autores realizaram um teste para categorizar as imagens que elicitariam sentenças perspectivas e sintagmas nominais conjugados.
Full transcript