Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Dimensões Básicas de Análise das Organizações

No description
by

Gabriela Faria

on 12 December 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Dimensões Básicas de Análise das Organizações

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO

Dimensões Básicas de Análise das Organizações

Docente: Prof. Thiago Costa

Discentes:
Celeste Chaves Barra
Gabriela Moreira de Faria
Halana Ferreira Araújo
Heloá Pontes Maués
Luciano Jorge F. Moura
Manoella Canaan de O. Carvalho

Estrutura Burocrática
Bastante difundida e prevaleceu por quase todo o século XX

Estrutura Pós- Burocrática
Como surgiu?
GOOGLE
Pontos Positivos
Maior integrabilidade
Estrutura Pré-Burocrática
Ambiente
Estrutura
Estratégia

- Crise do capitalismo na década de 1970;
- Empresas burocráticas tornaram-se disfuncionais;
- Inovações organizacionais foram a resposta a essas disfunções das organizações burocráticas.
Características:
- Apresentam uma estrutura horizontalizada
- Estimulam o “empoderamento” das pessoas;
- Enfatizam as competências organizacionais;
- Destacam a natureza dinâmica das estruturas;
- Colocam o conhecimento como ativo que faz crescer uma organização.

Formatos Organizacionais Pós-Burocráticos:
1 - A organização em rede
São formadas por subsistemas
Relacionam-se entre si e ao mesmo tempo;
Apresentam variados padrões de integração;
São mais comuns em empreendimentos pequenos e iniciantes;
Estratégia para diminuir custo e ganhar agilidade.
2- A organização virtual
Utilizam intensivamente a tecnologia de informação e comunicação para romper as barreiras de tempo, espaço e unidades;
Permite que diferentes unidades compartilhem: custos, habilidades e acessos a mercados;
Amplia a flexibilidade e agilidade de resposta da rede;
Contrastam fortemente com a típica burocracia e seus diversos níveis verticais;
Substitui departamentos por equipes de poder decisório;
São organizações enxutas ; apresentam estruturas leves e processos decisórios horizontalizados.
Mais rapidez e acesso aos processos organizacionais e tomadas de decisões
Menor departamentalização (redução de custos)
Adequabilidade às rápidas e constantes mudanças no ambiente(maleáveis e flexíveis)
Pontos Negativos
Falta de supervisão direta, excesso de flexibilidade e má adaptação interna
Excesso de autonomia para tomadas de decisões estratégicas, sem supervisão direta
Ações pouco alinhadas às visões, missões e objetivos da empresa
DESAFIOS
Problemas gerenciais
Problemas comportamentais
Aumento da produtividade (Mais-valia)
Tendências futuras do mercado de trabalho
É baseada na formalização do comportamento para alcançar a coordenação.
Este arranjo se tornou tão dominante, que muitas vezes é tomado como sinônimo de organização, devido existir uma divisão de tarefas bem estabelecidas.
Os principais estudiosos deste modelo são Frederick Taylor e Fayol, da Escola de Administração Científica.
Os princípios da administração científica (Taylor)
· A responsabilidade pela organização do trabalho é do gerente (pensar e planejar) e ao trabalhador cabe implementar;

· A melhor forma para realizar o trabalho deve ser estabelecida de forma científica e precisa;

· A melhor pessoa deve ser selecionada considerando os requisitos do cargo e tarefa;

· A eficiência do desempenho do trabalhador requer que ele seja treinado na tarefa sob a sua responsabilidade;

· O trabalho deve ser fiscalizado para garantir que os procedimentos estabelecidos sejam seguidos.
Características Gerais de uma Organização Burocrática
· Padronização e formalização

· Especialização (horizontal e vertical);

· Departamentalização:

· Atividades altamente rotineiras e de reduzido escopo;

· Uso intensivo de regras e regulamentos;

· Documentação escrita (manuais para definir políticas, descrever cargos e especificar procedimentos);

· Hierarquização
Sub-divisão da Organização Burocrática
1- Burocracia Funcional
Divisão de responsabilidades; fácil identificação da especificidade de cada setor e departamento; cada departamento responde por uma atividade principal.
2-Burocracia Divisional
Encontrado em grandes empresas que utilizam como critério para sua subdivisão os produtos ou mercados; presente em organizações que produzem múltiplos bens ou serviços e com características tecnológicas muito diferentes nas suas linhas de produção.
3- Estrutura Matricial
Combina as duas formas de departamentalização – a funcional e a por produto ou divisional, combinando o que cada uma possui de mais positivo; estruturas denominadas de “integradas”.
Características:
Empresa Familiar
Pontos Positivos
Comando único e centralizado, permitindo reações rápidas em situações de emergência;
Importantes relações comunitárias e comerciais decorrentes de um nome respeitado;
Forte valorização da confiança mútua. A formação de laços entre empregados antigos e os proprietários exerce papel importante no desempenho da empresa.
Sensibilidade em relação ao bem-estar dos empregados e da comunidade onde atua;
Continuidade e integridade de diretrizes administrativas e de focos de atenção da empresa.
Pontos Negativos
Dificuldades na separação entre o que é intuitivo/emocional e racional;
Exigência de dedicação exclusiva dos familiares, priorizando os interesses da empresa
Valorização da antiguidade e jogos de poder: habilidade política x eficácia;
Expectativa de alta fidelidade dos empregados. Sufoca a criatividade;
2ª Fase:
Falta de comando central capaz de gerar uma reação rápida para enfrentar os desafios do mercado;
Falta de planejamento para médio e longo prazos;
Conflitos entre os interesses da família e os da empresa ;
Descapitalização da empresa pelos herdeiros em desfrute próprio;
Falta de preparação/formação profissional para os herdeiros;
Sucessão Familiar
Deve ser iniciado com a presença do fundador da empresa;
Clima de diálogo para tratar dos conflitos já existentes e dos que podem surgir;
Preparação dos herdeiros.
Briga familiar é o motivo que mais quebra empresas no Brasil.
OBRIGADO!

Pequenas organizações criadas por um empreendedor;
Possui ampla esfera de controle e concentração da autoridade em uma só pessoa.
Organizações pouco complexas;
Baixa especialização ou diferenciação
Número reduzido de colaboradores;
Baixo grau de departamentalização
Pouca formalização;
Ambientes diferenciados
Full transcript