Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Sermão de Santo António aos Peixes - Capítulo VI

Apresentação do capítulo VI do sermão de Santo António aos Peixes
by

catarina Marabuto

on 15 April 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Sermão de Santo António aos Peixes - Capítulo VI

Peroração Trabalho realizado por:
Catarina Marabuto
Cátia Dias
Soraia Tavares 1º Parágrafo 2º Parágrafo 3º Parágrafo Desconsolação Peixes Não poderem ser sacrifícados Semelhanças com os Homens 1º 2º 3º 4º Ofertas a Deus "escolheu Deus certos animais que lhe haviam de ser sacrificados; mas todos eles ou animais terrestres ou aves, ficando os peixes totalmente excluídos dos sacrifícios" Todos os animais terrestes e aves podiam ser sacrificados.
Os peixes não podiam ser sacrificados.
O sacrifício era muito nobre naquela altura. "O motivo principal de serem excluídos os peixes foi porque os outros animais podiam ir vivos ao sacrifício, e os peixes geralmente não, senão mortos; e cousa morta não quer Deus que se lhe ofereça" Os peixes não podiam chegar vivos ao sacrifício.
Os outros animais chegavam vivos ao sacrifício. "Também este ponto era mui importante e necessário aos homens, se eu lhes pregara a eles. Oh quantas Almas chegam àquele Altar mortas" As almas do Homens também chegam ao Altar mortas.
Vão em pecado mortal. “Os outros animais ofereçam a Deus o ser sacrificados; vós oferecei-lhe o não chegar ao sacrifício; os outros sacrificam a Deus o sangue e a vida; vós, sacrificai o respeito e a reverência” Respeito e reverência.
Os outros animais oferecem o sangue e a vida. 5+7= (cc) image by anemoneprojectors on Flickr Pregadores: Ofendem a Deus.
Peixes: Não ofendem a Deus. Pregadores: Tem inveja dos peixes.
Peixes: Têm mais vantagens do que o pregadores. Pregadores: Não atingem o fim para que Deus o criou.
Peixes: Atingem sempre o fim para que Deus os criou. Pregadores: Espera que irá ver Deus, mas com que rosto irá aparecer perante ele?
Peixes: Não verão Deus, mas podem aparecer confiantres diante dele porque não O ofenderam. Pregadores: tem memória.
Peixes:não ofendem a Deus com a memória. (cc) image by nuonsolarteam on Flickr Pregadores: Falam.
Peixes: Não ofendem a Deus com as palavras. Conclusão em que se utiliza de um desfecho forte capaz de impressionar o auditório, levando-o a pôr em prática os ensinamentos do pregador. Figuras de estilo, interrogações e exclamações Assonancia A repetição do som (ai) cria uma atmosfera sonora cada vez mais intensa e optimista. A repetição das palavras "Louvai" e "Deus" apontam para a finalidade global do sermão que é fazer todos prestar louvor a Deus. Exclamações Enumerações "Eu falo, mas vós não ofendeias a Deus com palavras; eu lembro-me, mas não ofendeis a Deus com a memória; eu quero, mas vós não ofendeias a Deus com a vontade". Os actos ilocutórios diretivos levam o interlocutor a fazer uma determinada ação.
Utiliza-se o verbo no imperativo (louvai) para que as pessoas se convertam psicologicamente, alterando os seus comportamentos e acabando com a vida de pecado (louvando a Deus). Com a repetição de "louvai a Deus" o pregador pertende reforçar a ideia e o objetivo do seu sermão.
Garante que a mensagem chegue a todos. Síntese O orador quer que os homens imitem os peixes, isto é, guardem respeito e obediência a Deus. Linhas 27/28 Linha 26 Linhas 28/30 Linhas 25/26 Linhas 22/24 Linhas 30/33 Oh quantas almas chegam àquel Altar mortas, porque chegam e não têm horror de chegar, estando em pecado mortal! Linhas 15/17 Capítulo VI "e quem duvida que esta exclusão tão universal era digna de grande desconsolação e sentimento para todos os habitadores de um elemento tão nobre, que mereceu dar a matéria ao primeiro sacramento?" Linhas 8/11 Linhas 25/28 Quiasmo Repetição Vocativo Linhas 38/47 Linhas 37/47
Full transcript