Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

SISTEMA DIGESTÓRIO

No description
by

on 14 April 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of SISTEMA DIGESTÓRIO

SISTEMA DIGESTÓRIO
Constituição

>Cavidade oral
Lábios
Dentes
Língua
Glândulas salivares

> Esôfago
> Antro cardíaco (retículo, rúmen, omaso) dos ruminantes e o estômago verdadeiro em todas as espécies
> Intestino delgado
> Fígado
> Pâncreas
> Ceco
> Intestino grosso
> Reto
> Ânus

A formula dentária dos dentes definitivos do cão é: 6 incisivos, 2 caninos, 8 pré-molares e 4 molares em cima e 6 incisivos, 2 caninos, 8 pré-molares e 6 molares em baixo.
Estrutura geral do tubo digestivo

> Mucosa

Epitélio superficial e glândulas que dele derivam
Lâmina própria de tecido conjuntivo (envolvendo porção secretora das glândulas) com amplo plexo vascular sanguíneo e linfático (salvo no esôfago)
Muscular da mucosa (prende do esôfago até o reto)

> Sub-mucosa

Tecido conjuntivo, geralmente mais denso que o da lâmina própria
Plexos vasculares sanguíneos e linfáticos
Glândulas
Plexo nervoso de Meissner


> Camada muscular
Geralmente de duas túnicas de músculo liso: (circular interna e longitudinal externa
Musculo esquelético porções específicas
Plexo nervoso entre as duas túnicas musculares, do esôfago até a ampola retal

> Serosa peritonial
Mesotélio peritonial (visceral) e o conjuntivo subjacente,
Ricamente inervado com terminações nervosas
Substituída por adventícia no esôfago e no reto
Banhada pelo líquido peritonial,

Glandulas salivares
Faringe
Mucosa - EEP- queratinização variável,
Lamina própria – nódulos linfáticos e linfócitos - tonsilas palatinas no palato mole.
Sem camada muscular da mucosa – camada fibroelástica substituindo

Gls. mucosas túbolo-alveolares e ramificadas
Camada muscular- fibras estriadas esqueléticas sem orientação definida

Esôfago
Tubo muscular para movimentação voluntária e involuntária de alimentos (para dentro ou para fora)

Mucosa- EEP com queratinização variável

Sub-mucosa- gls mucosas túbulo-alveolares ramificadas- dobras longitudinais para permitir a expansão .

Muscular- fibras estriadas esqueléticas e lisas ou misturas de ambas
Camadas internas e externas distinguidas na região aboral
Ruminantes e cães – túnica inteiramente estriada- p/ regurgitação e vomito.
Equino- esfíncter esôfago caudal- impede o vômito- estômago pode romper

Serosa típica.

Rúmen-
papilas cônicas projetadas para a luz- 1,5 cm, com eixo de tec. conjuntivo muito vascularizado e fibras colágenas finas e elásticas.
- Mucosa- EEP queratinização variável
- Sub-mucosa – LP da mucosa - mescla, contem fibras conjuntivas – estendem às papilas.
- Forma um estrato compacto de TCD, desprovida de nódulos linfáticos e sem glândulas.
- Muscular- sempre presente- e tb nos pilares do rúmen – dobras extensas da parede com um eixo muscular.
- Serosa típica
Retículo- semelhante ao rúmen
- Mucosa – pregas primárias anastomosadas em forma de retículos ou favos de mel.

Nessa dobras se projetam também papilas secundárias e terciárias.
- LP- na extremidade das dobras há aglomerado de fibras musculares lisas da camada muscular da mucosa. Esta é contínua com a camada muscular da mucosa do esôfago – goteira esofágica.

Omaso – mucosa muito queratinizada e com pregas primárias foliadas e com pregas menores.
- Muscular da mucosa- contínua e forma uma lâmina dupla de músculo liso que segue o contorno das pregas e superfície sem pregas.

Surge como uma dilatação irregular do intestino primitivo.

Produz suco gástrico e executa movimentos que auxiliam a mistura e a digestão.

Mucosa Gástrica
Regiões: esofágicas, cárdica, fúndica, pilórica
Pregas ou rugas da mucosa: se desfazem quando o órgão está distendido. Não possui vilosidades.
Epitélio superficial colunar simples, mucosecretor sem células caliciformes; recobre criptas rasas, de forma estrelada, chamadas fovéolas (fossetas) gástricas.
Fundo das fovéolas: glândulas tubulosas.
Epitélio facilmente destruído, mas regenera-se em poucas horas.
FUNÇÕES
A partir dos alimentos ingeridos, obter as moléculas necessárias para a manutenção, o crescimento e as demais necessidades energéticas do organismo.

Proteínas, lipídios, carboidratos complexos e ácidos nucléicos.

Agua, vitaminas e minerais.
FUNÇÕES

- Processamento, digestão, absorção e eliminação dos resíduos

Apreensão e trituração (mastigação)
Amostragem do alimento (paladar)
Sincronização dos movimentos e da liberação de secreções nas quantidades e momentos apropriados
Provisão de quantidades adequadas de matéria prima e oxigênio

Inativação de toxinas
Produção de vitaminas, proteína microbiana e AGV

Microbiota com antibiose a agentes patogênicos

Mucosa
EEP, com vários graus de queratinização- ruminantes
papilas epiteliais queratinizadas auxiliam a apreensão.

Lamina própria associada à sub-mucosa - geralmente desprovida de glândulas, com ductos excretores das gl salivares
Estão associadas às fáscias dos músculos esqueléticos subjacente ou ao periósteo

Estruturas especializadas
Lábios e bochechas- tec fibroelastico- epitélio mais estratificado (queratinizado em herbívoros- depende da dieta)

Dentes (esmalte, dentina, cemento e polpa)- simples ou complexos

Palato duro- com gls túbulo-alveolares- mucosas ou mistas Lamina própria associada ao periósteo e se estende com o palato mole

Palato mole – lamina própria contínua com tec fibroso, tecido adiposo e inúmeros vasos sanguíneos.
CAVIDADE ORAL
Língua:
EEP com queratinação variável.- região caudal e dorsal muito queratinizada (eqüinos e ruminantes).

Lamina própria se mescla com o epimísio da musculatura lingual.

Eixo muscular esquelético com tecido adiposo

>>> Papilas filiformes – função mecânica e apreensão
>>>Lenticulares – (lentes biconcovas)- função mecânica
>>>Fungiformes (cogumelos) – função mecânica e gustativa - sem queratina
>>>Circunvaladas (maiores) com numerosos corpúsculos gustativos nas paredes

Gls salivares

Adenômeros – secreção mucosa ou serosa (cels cúbicas ou prismaticas)

Parótida, mandibular, sublingual, zigomática (carnívoros), gls salivares menores

Secreção umedece a mucosa, alimentos, lubrifica, facilita a mastigação e deglutição,
Ajuste de pH (tampão bicarbonato) , lactoperoxidase e IgA

Suínos – amilase

Proteínas, glicoproteínas, eletrólitos e água
LP- típica e com numerosos linfócitos, macrófagos e plasmócitos (hipercelularidade), folículos linfóides espaçados
Tecido conjuntivo frouxo - escasso e interdigitalizado entre as glândulas
TCD- pode formar estrato compacto diferenciado na junção da LP e muscular da mucosa.- protege de perfurações – especialmente os carnívoros

Muscular da mucosa- (arranjos variados) com 2 a 4 camadas- músculo liso longitudinal e circulares – podem formar plexos musculares entre as gl gástricas.

Sub-mucosa- típica- com fibras nervosas, cels ganglionares – forma plexo sub-mucoso (plexo de Meissner)
Muscular- típica – camadas internas e externas de músculo liso.
com neurônios do plexo mioentérico
Serosa típica
Full transcript