Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Módulo VI - Recursos didáticos e multimédia

No description
by

Nuno Oliveira

on 12 July 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Módulo VI - Recursos didáticos e multimédia

RECURSOS DIDÁTICOS
e multimédia
Nuno Oliveira
nrloliveira@gmail.com
São considerados recursos didáticos: o quadro, os acetatos, os textos, as gravações, os filmes, os manuais, as apresentações, etc... . Para além destes, são considerados outros recursos, que podem ajudar a facilitar a apreensão de conhecimentos – jornais, revistas, cartazes, etc...
Na era da informática e da web 2.0 existem outros recursos também muito utilizados, como o Facebook, prezi, ahead, etc...
São considerados recursos didáticos: o quadro, os acetatos, os textos, as gravações, os filmes, os manuais, as apresentações, etc... . Para além destes, são considerados outros recursos, que podem ajudar a facilitar a apreensão de conhecimentos – jornais, revistas, cartazes, etc...
Na era da informática e da web 2.0 existem outros recursos também muito utilizados, como o Facebook, prezi, ahead, etc...
Recurso didático (RD) é todo o material utilizado no processo ensino-aprendizagem com o objetivo de o tornar mais eficiente e eficaz.
São considerados recursos didáticos: o quadro, os acetatos, os textos, as gravações, os filmes, os manuais, as apresentações, etc... . Para além destes, são considerados outros recursos, que podem ajudar a facilitar a apreensão de conhecimentos – jornais, revistas, cartazes, etc...
Na era da informática e da web 2.0 existem outros recursos também muito utilizados, como o Facebook, prezi, ahead, etc...
Objetivos dos RD
despertar e prender a atenção;
melhorar a retenção da imagem visual e da formação;
favorecer a observação e a experimentação;
facilitar a apreensão intuitiva e sugestiva de um tema;
ajudar a formar imagens corretas;
ajudar a melhorar e compreender as relações das partes com o todo;
auxiliar a formar conceitos exatos (temas de difícil observação);
melhorar a fixação e integração da aprendizagem;
tornar o ensino mais objetivo e concreto, próximo da realidade;
dar oportunidade de melhor análise e interpretação;
fortalecer o espirito crítico
Caraterísticas essenciais

interesse - ser capaz de despertar o interesse a quem se destina.
compreensão - ser de fácil perceção.
apresentação - obedecer a princípios de perceção e estética de modo a facilitar a compreensão.

utilidade - informação útil para a aprendizagem.
adequação - deverá estar ao nível da apreensão, sem nunca esquecer os objetivos.
simplicidade - terá que ser simples de modo a facilitar a apreensão.
aplicabilidade - deverão manter sempre pontos de relacionamento com o assunto a tratar.
Etapas para construção de RD
exatidão - representar corretamente os factos ou partes essenciais desses factos.
atualidade - dependendo da natureza dos factos, é necessário ter características e elementos do presente ou então da época a retratar.
qualidade - melhorar a aquisição de conhecimentos, atitudes e valores.
finalidade - estar de acordo com os objetivos.
1 - Tema
2 - Objectivos
3 - Escolha do suporte
4 - Público
5 - Elaborar o projecto
6 - A realização

Deve-se ter em conta que o recurso aplica-se especificamente ao conteúdo que vamos abordar, não servindo para ilustrar a exposição verbal, mas para fazer parte da comunicação.
É importante definir objetivos para permitir uma opção mais adequada do recurso didático a utilizar, permitindo assim uma maior funcionalidade do mesmo.
Deve-se selecionar os recursos ao seu
dispor, conforme o tema em si e deve
contabilizar o tempo que vai utilizar.
Será necessário ter em conta os conhecimentos do tema por parte do público-alvo e as características da sala/espaço onde os RD vão ser utilizados para adequar os recursos às condições.
O recurso didático a usar deve obedecer a um plano: pontos importantes do tema, o tempo de execução e de apresentação, o número de documentos a realizar e utilizar (slide, transparências, internet,...).
O conhecimento que cada pessoa tem dos recursos disponíveis, deve fazer a diferença na escolha, consoante a especificidade do tema a apresentar. Há RD que necessitam de recursos específicos, por isso à que ter em conta se esses recursos estarão disponíveis quando necessário (ex.: projetor de vídeo, leitor de CD, tela, quadro interactivo,...).
Deve-se ter em conta que o recurso aplica-se especificamente ao conteúdo que vamos abordar, não servindo para ilustrar a exposição verbal, mas para fazer parte da comunicação.
É importante definir objetivos para permitir uma opção mais adequada do recurso didático a utilizar, permitindo assim uma maior funcionalidade do mesmo.
Deve-se selecionar os recursos ao seu
dispor, conforme o tema em si e deve
contabilizar o tempo que vai utilizar.
Será necessário ter em conta os conhecimentos do tema por parte do público-alvo e as características da sala/espaço onde os RD vão ser utilizados para adequar os recursos às condições.
O recurso didático a usar deve obedecer a um plano: pontos importantes do tema, o tempo de execução e de apresentação, o número de documentos a realizar e utilizar (slide, transparências, internet,...).
O conhecimento que cada pessoa tem dos recursos disponíveis, deve fazer a diferença na escolha, consoante a especificidade do tema a apresentar. Há RD que necessitam de aparelhagem específica, por isso à que ter em conta se esses aparelhos estarão disponíveis quando necessário (ex.: projetor de vídeo, leitor de CD, etc…).
Retenção da informação
60% do que ouvimos (informação oral);
75% daquilo que vemos (informação visual);
90% daquilo que vemos e ouvimos (informação audiovisual).

Os RD contribuem para:
Aumentar o interesse e a atenção dos formandos
, envolvendo-os diretamente, aumentando o espírito crítico do formando, em virtude da dinâmica provocada pelos meios audiovisuais na ação de formação.
Diminuir o tempo da exposição da formação
, tendo o formador ao seu dispor meios técnicos mais eficazes, capacitando de forma mais rápida a mensagem aos diferentes recetores, porque estes se encontram mais estimulados para a receber.
Facilitar a troca de ideias e promover o espírito crítico
construtivo, diminuindo o tempo de exposição.
Facilitar a exposição do tema por parte do formador
de forma a atingir mais facilmente os seus objetivos
Provocar grande impacto no grupo
de formandos de forma a estimular os sentidos.
Facilitar a retenção na memória
, permitindo uma maior captação da mensagem.
Caraterísticas das ferramentas web 2.0:
- partilhar e reutilizar a informação;
- substituir aplicações do desktop;
- os utilizadores acrescentam valor.
4 pilares da web 2.0
1) Criação de conteúdo
2) Organização social e inteligente da informação
3) Redes Sociais
4) Aplicações e serviços
"Web 2.0 é a mudança para uma internet como plataforma, e um entendimento das regras para obter sucesso nesta nova plataforma. Entre outras, a regra mais importante é desenvolver aplicativos que aproveitem os efeitos de rede para se tornarem melhores quanto mais são usados pelas pessoas, aproveitando a inteligência coletiva".
Tim O'Reilly
online vs offline
Criação de grupos/páginas de discussão;
Promover eventos
Divulgação de trabalhos
Ferramenta de comunicação - síncrona/ assíncrona
(...)
Dispersão de informação
Diversão
(...)
PDF
PPTx
DOCX
ODP
RD e as suas caraterísticas
Deve-se selecionar os recursos ao seu
dispor, conforme o tema em si e deve
contabilizar o tempo que vai utilizar.
Os quadros são elementos integrantes e fundamentais de uma sala de formação. A sua utilização é segura e rápida, permitindo o registo de ideias importantes que possam aparecer na discussão de um conteúdo, e que pela necessidade de serem compreendidos exigem a sua visualização.
Um espaço para registar a informação que deve ser fácil apagar sem deixar manchas, deve ser escrito de forma legível, de preferência com tipo de letra de imprensa. Os quadros necessitam sempre de boa luz de modo a não provocar brilhos que possam perturbar a visualização.
Quadros
O quadro de papel
ou flip-chart
O quadro de papel ou flip-chart permite otimizar a apresentação do formador, quando apresenta a informação redigida, podendo enriquece-la à medida que vai apresentando as diferentes fases da explanação dos conteúdos. Este quadro admite vários tipos de papel, desde folhas coloridas a quadriculadas podendo desempenhar a sua função por si só ou atuando em paralelo com outros tipos de quadro ou com outros recursos didáticos. O formato da folha a utilizar depende do tipo de quadro. De salientar, que os documentos elaborados podem ser reutilizados em futuras ações.
A imagem e a fotografia
A utilização da imagem e fotografia surge na formação de diferentes formas, variando com o suporte do recurso didático escolhido e dependendo das condições materiais e humanas, dos objetivos e do tempo.
Ambas são um instrumento valioso em formação. Permitindo ao formando ter acesso a um meio expressivo para se exprimir crítica e criativamente. A fotografia transmite-nos informações a que dificilmente poderíamos ter acesso de outra forma.
A interpretação da mensagem que a fotografia transmite pode variar de formando para formando. Há a necessidade de a inserir previamente no contexto da formação. Claramente a fotografia digital apresenta mais vantagens para o formador do que a fotografia clássica.
Manual
• O manual deve conter a informação estritamente necessária, em função dos objetivos pretendidos;
• O conteúdo dos manuais deve ser adaptado às características do público a que se destina;
• Devem evitar-se os manuais manuscritos, a fim de facilitar a sua perceção, ou usar a letra de imprensa;
• Manuais com letras pequenas e pouco espaçados nas entrelinhas, conduzem a um aumento da fadiga visual e, consequentemente, a uma maior desmotivação;
• Manuais muito extensos e sem qualquer ilustração são também fator de desmotivação;
A banda desenhada ou cartoons são também uma forma de linguagem em que a imagem tem um valor expressivo que pode ajudar o formador a transmitir uma mensagem de forma diferente tornando-a mais cativante para o formando.
O projetor de slides permite a projeção e a focagem dos elementos que constituem o slide. O slide é uma imagem positiva cujo suporte é uma película fotográfica colocada num caixilho de modo a proporcionar o seu manuseamento e projeção sem o danificar.
Episcópio
O episcópio é um aparelho de projeção de documentos opacos. A ampliação das imagens é considerável, tornando-o indicado para a apresentação de documentos de pequenas dimensões.
No entanto, devido à elevada potência das lâmpadas (1000 W e mais), os documentos são sujeitos a elevadas temperaturas podendo ser danificados quando sujeitos a uma longa exposição, não sendo possível atuar diretamente sobre ele durante a sua apresentação.
É um aparelho que já está desatualizado e não se encontra nas nossas salas de formação.
Retroprojetor
O retroprojetor foi idealizado para projetar documentos de grande formato a curta distância, sem perda sensível de qualidade. Como não há necessidade de alterar a luz ambiente da sala de formação, permite a utilização em simultâneo de outros recursos didáticos.
Para a qualidade da imagem há que:
• verificar o tamanho da imagem, que depende da distância do retroprojetor ao ecrã, em virtude da distância focal do aparelho ser fixa;
• colocar corretamente o aparelho em relação ao ecrã, para a imagem não ficar distorcida;
• focar a imagem para nítida;
• deve zelar-se pela limpeza da lente, do espelho e do porta documentos.
O formador terá que conhecer as características da retroprojeção, o que Ihe permite olhar diretamente para o documento e manter a posição frontal em relação aos formandos, não existindo quebras na comunicação.
A transparência pode ser projetada na totalidade ou progressivamente, usando para isso, uma “máscara”. Se for necessário ressaltar alguma parte da informação, deve apontar-se diretamente na transparência e nunca no ecrã, para evitar que o formador entre no campo de luz de projeção, perdendo assim o contacto visual com o grupo.
No retroprojetor também se pode escrever diretamente no acetato colocado no porta documentos, mesmo com o aparelho ligado. A informação pode estar repartida por vários acetatos, montados numa moldura, estando de tal forma ordenados que no final da apresentação tenhamos a projeção completa do documento.
Aspetos Positivos

A sala não necessita de ser escurecida;
Estava presente na maioria das salas de formação;
Fácil transporte, sobretudo dos retroprojetores portáteis;
Económico;
Permite a utilização de vários materiais que conferem cor aos documentos;
Poupa tempo na sessão, pois permite a preparação prévia;
Os acetatos podem ser reutilizados, desde que acondicionados de forma conveniente;
Permite a recuperação de informação nas sessões seguintes;
Possibilidade de projetar imagens emitidas pelo computador através de um aparelho próprio (data-show).
Projetor de vídeo
Permite a projeção da imagem e som do computador, camaras de vídeo, videogravadores e outros instrumentos que permitam a ligação ao videoprojector, ou também conhecido por projetor de vídeo. A projeção é direta do computador ou afins, sendo o equipamento ideal para uma projeção de apresentações eletrónicas.
Vídeo
O vídeo é o suporte, por excelência do audiovisual. É extremamente divulgado e está em permanente aperfeiçoamento. O vídeo permite gravar e reproduzir imagens sons. A utilização de sites de vídeos (youtube, vimeo,…) são uma mais-valia para a formação para demonstrar algumas situações especificas difíceis de explicar por imagens estáticas.
Na formação também se usa para gravar as sessões para depois rever as situações e clarificar pormenores (como é o caso das simulações pedagógicas, autoscopia). Este recurso deve ser usado sempre como motivador de debates conclusivos.
RECURSOS DIDÁTICOS
e multimédia
Nuno Oliveira
nrloliveira@gmail.com
São considerados recursos didáticos: o quadro, os acetatos, os textos, as gravações, os filmes, os manuais, as apresentações, etc... . Para além destes, são considerados outros recursos, que podem ajudar a facilitar a apreensão de conhecimentos – jornais, revistas, cartazes, etc...
Na era da informática e da web 2.0 existem outros recursos também muito utilizados, como o Facebook, prezi, ahead, etc...
São considerados recursos didáticos: o quadro, os acetatos, os textos, as gravações, os filmes, os manuais, as apresentações, etc... . Para além destes, são considerados outros recursos, que podem ajudar a facilitar a apreensão de conhecimentos – jornais, revistas, cartazes, etc...
Na era da informática e da web 2.0 existem outros recursos também muito utilizados, como o Facebook, prezi, ahead, etc...
Obrigado pela vossa atenção!
É importante definir objetivos para permitir uma opção mais adequada do recurso didático a utilizar, permitindo assim uma maior funcionalidade do mesmo.
Mindmeister
Full transcript