Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR

No description
by

Jorge Schalgter Leal

on 13 February 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR

TODOS PELA EDUCAÇÃO!
QUE TAL FALARMOS
UM POUCO SOBRE A...
BASE
NACIONAL
COMUM
SECRETARIA MUN. DE EDUCAÇÃO DE P.OÇO VERDE/SE
Para assistir ao vídeo, esteja conectado à internet.
NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO, NOVAS EXIGÊNCIAS ESTÃO SENDO POSTAS PARA GARANTIR O DIREITO À APRENDIZAGEM E AO DESENVOLVIMENTO DE TODAS AS PESSOAS.
A BNC será balizadora do direito à
aprendizagem e ao desenvolvimento
de educandos da Educação Básica, em orientação às escolas e redes, na elaboração de seus currículos e na organização dos conhecimentos.
O que é?
Em pauta a definição dos conhecimentos fundamentais necessários para escolarização dos sujeitos a cada ano.
OBJETIVOS DA BCN
Sinalizar percursos de aprendizagem e desenvolvimento dos estudantes da Educação Básica.
Diretrizes curriculares:
Atentar aos princípios básicos de cada área do conhecimento.
A BNC é constituida pelos
CONHECIMENTOS FUNDAMENTAIS
aos quais todos os estudantes devem ter acesso.

A este conhecimento deve-se acrescentarà parte comum (à diversificada) que deve ser construída a partir da realidade de cada escola com enfoque na sua cultura local e de acordo com os orientadores curriculares.

Princípios
: Integração por Area do Conhecimento.
Objetivos
: Especifidade (habilidade e competência) para cada etapa de aprendizagem.
Critérios
: Eixos em torno dos quais se organizam os objetivos de aprendizagem.
Integração
: Temas integradores perfazem as experiências dos sujeitos em seus contextos de vida e atuação.
* Como quantificar o que será conteúdo comum e livre?
Para assistir ao vídeo, conecte-se à internet!
* Definição dos objetivos da aprendizagem:
articulação entre a singularidade das áreas
do conhecimento e de seus componentes e as
especificidades dos estudantes ao longo
da educação básica.
* Conflito de conceitos:
competência e habilidades,
metodologia,
estratégia,
conhecimentos de base.
HISTÓRIA
CIÊNCIAS
MATEMÁTICA
ARTES
DICIONÁRIO
LÍNGUA
PORTUGUESA
GEOGRAFIA
REDAÇÃO
INGLÊS
ESPANHOL
EDUC.FÍSICA
SOCIEDADE E CULTURA
Espera-se que a construção da
BCN
, com a indicação de objetivos de aprendizagem e desenvolvimento, envolvendo as áreas do conhecimento, possa se constituir em um instrumento de gestão que ofereça subsídios para a formulação das propostas curriculares dos sistemas de ensino, em diálogo com as diferenças presentes na escola e as especificidades que caracterizam o contexto educacional brasileiro.
DESAFIOS
OS MISERÁVEIS
A ILHA PERDIDA
VIDAS SECAS
DOM CASMURRO
DESENHO DA NOVA BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR
Os conhecimentos escolares e objetivos de aprendizagem e desenvolvimento são apresentados a partir de áreas do conhecimento e organizados, nas etapas do Ensino Fundamental e Médio, a partir de componentes curriculares próprios a cada uma dessas etapas de escolarização.
Educação Infantil

Os objetivos de aprendizagem e desenvolvimento são apresentados a partir de áreas do conhecimento, tendo a brincadeira como eixo articulador dessas áreas.
Na
Educação Infantil,
uma escola que apresente tais característica requer a constituição de um ambiente acolhedor, em que cuidados e convívio promovam a socialização, o estabelecimento de vínculos afetivos e de confiança, juntamente com a atividades que promovam a aprendizagem e o desenvolvimento. Para isso, é essencial criar situações em que o brincar em suas diversas manifestações seja contexto promotor do conhecimento de si, do outro e do mundo, em interações amistosas e nas quais se cultivem os cuidados consigo mesmo e com o outro, se estabeleçam atitudes de curiosidade, questionamento, investigação e encantamento.
Nos primeiros anos do
Ensino Fundamental
, a alfabetização e a introdução aos conhecimentos sistematizados pelas diferentes áreas do conhecimento deve se dar em articulação com atividades lúdicas, como brincadeiras, jogos, desenho, canto; e científicas, como a exploração e compreensão de processos naturais e sociais.Por essa razão a orientação curricular para essas etapas precisa integrar as muitas áreas do conhecimento, centradas no letramento e na ação alfabetizadora.
As interações e as brincadeiras são os principais mediadores das aprendizagens das crianças e se fazem presentes em todos os tipos de situações.
Três princípios que devem guiar o projeto pedagógico da Educação Infantil - ético, políticos e estéticos.
Para atender a esses objetivos serão criadas experiências de aprendizagem. Essa serão articuladas a partir de Campos de Experiências, conjuntos formados por práticas sociais e múltiplas linguagens simbólicas e potencializam experiências de múltiplas naturezas.
CAMPO DE EXPERIÊNCIA:
O EU, O OUTRO E O NÓS
Conhecer-se, conhecer os outros e constituir uma identidade pessoal e cultural.
CAMPO DE EXPERIÊNCIAS: CORPO, GESTOS E MOVIMENTO
CAMPO DE EXPERIÊNCIAS: TRAÇOS, SONS, CORES E IMAGENS

Brincar com diferentes sons, ritmos, formas, cores, texturas. Explorar possibilidades de uso de materiais e recursos tecnológicos.
Comunicar com liberdade seus sentimentos.
Conhecer-se, experimentando o contato criativo das manifestações artísticas e culturais.
CAMPO DE EXPERIÊNCIAS: ESCUTA, FALA, PENSAMENTO E IMAGINAÇÃO
Conviver e participar de modo ativo das atividades que envolvem o corpo e atividades de cuidados pessoais.
Comunicar sentimentos e representações.
Reconhecer e nomear as características pessoais e de grupo.
CAMPO DE EXPERIÊNCIAS:
ESPAÇOS, TEMPOS, QUANTIDADES, RELAÇÕES E TRANSFORMAÇÕES

Explorar com seus pares, diferentes objetos e materiais.
Brincar com indumentárias, formas, texturas, cheiros, cores e possibilidade de transformação.
Explorar as características de tamanho, peso, densidade.
Participar da resolução de situações problema, hipóteses, observações.
Realizar registros e explicações sobre os objetos.
A estrutura proposta para o documento:

Apresentação das áreas do conhecimento e definição dos objetivos de aprendizagem e desenvolvimento de cada área para a educação básica.
Especificidades das áreas de conhecimento e seus objetivos gerais para cada etapa de escolarização, contemplando as modalidades de ensino.
Apresentação dos componentes curriculares e seus objetivos gerais para cada etapa de escolarização, contemplabndo as modalidades de ensino.
Definição de unidades de conhecimento (elas articulam os componentes curriculares pertencentes a uma mesma área do conhecimento. São formas de agrupamento dos conhecimentos selecionados para serem objeto de trabalho sistemático, a cada ano, em cada etapa da escolarização, contemplando as modalidades de ensino.
BASE DIVERSIFICADA
Enriquece e complementa a BNC;
Atende à necessidade de contextualização regional e local, em aspectos próprios da comunidade escolar;
Deve se articular à BNC;
A BNC é parte do currículo, NÃO é o currículo.
Os sujeitos têm direito a produzir o currículo nos quais distintas temáticas perpassam todas as áreas de conhecimento e componentes curriculares.
OBRIGADO PELA SUA ATENÇÃO!
Fonte:MEC
Por Jorge Schalgter Leal
E-mail: cnnpv@yahoo.com.br
cnnpv.com
profjorgeleal.blogspot.com.br
Comunicar corporalmente sentimentos, emoções e representações em diversos tipos de atividades.
Comunicar corporalmente sentimentos, emoções e representações em diversos tipos de atividades.
Full transcript