Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Tesouro perdido

família
by

Michelson Borges

on 6 August 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Tesouro perdido

Perdido
Tesouro
michelson borges
Lucas 15:8-10
No Oriente, as casas dos pobres consistiam usualmente em um único quarto frequentemente sem janelas e escuro. O quarto raramente era varrido, e uma moeda que caísse era facilmente coberta pelo pó e pelo lixo. Para encontrá-la, mesmo durante o dia, era preciso acender uma candeia e varrer a casa cuidadosamente.
O dote de casamento da mulher consistia em moedas que ela guardava com muito cuidado para deixar às filhas. A perda de uma dessas moedas era uma calamidade
séria, e sua recuperação
era causa de grande
alegria, de que as vizinhas
participavam.
Ellen White, Parábolas de Jesus, cap. 15
Essa parábola, como a da ovelha perdida, descreve a perda de alguma coisa que por meio de procura cuidadosa pode ser recobrada, e isso com grande alegria.
A ovelha perdida sabe que está perdida. Deixou o pastor e o rebanho, e não pode se salvar por si. Representa os que reconhecem estar separados de Deus
A dracma perdida representa os que estão perdidos em delitos e pecados, mas não estão conscientes de sua condição. Estão alienados de Deus, mas não sabem disso. Sua vida está em perigo, porém, estão inconscientes disso e são descuidados.
Nessa parábola, Cristo ensina que mesmo os que são indiferentes às reivindicações de Deus são objeto de Seu amor piedoso. Precisam ser procurados para ser reconduzidos a Deus.
A ovelha se afastou do redil. Vagava no deserto ou nas montanhas. A dracma foi perdida em
casa
. Estava próxima. Contudo, só podia ser descoberta por meio de busca cuidadosa.
Nessa parábola, há uma lição para as famílias. No círculo familiar, há muitas vezes grande indiferença quanto à condição espiritual de seus componentes. Pode haver um dentre eles que esteja separado de Deus; mas quão pouca ansiedade é sentida na família pela perda de uma das dádivas confiadas por Deus!
Embora esteja sob pó e lixo, a moeda ainda é de prata. O dono dela a procura porque é de valor. Assim todo ser humano, embora degradado pelo pecado, é precioso aos olhos de Deus.
Deus deseja recobrar essa pessoa
e sobre ela gravar Sua própria imagem em justiça e santidade.
A mulher da parábola busca cuidadosamente a dracma perdida. Acende a candeia e varre a casa. Remove tudo o que possa
impedir a procura.
Na família, se algum membro estiver perdido para Deus, deve ser empregado todo meio possível para recuperá-lo. Que haja por parte de todos cuidadoso exame próprio. Observem-se os
costumes de vida
. Vejam se não se comete uma falta ou erro no governo do lar que acabe confirmando a impenitência.
Costumes de vida
O que assistem e quanto?
O que escutam?
Como gastam o tempo?
Por onde navegam?
Se na família um filho não estiver consciente de sua condição pecaminosa, os pais não devem descansar. Que a
candeia
seja acesa!
Culto em família
“É o dever dos pais cristãos, de manhã e à tarde,
pela fervente oração e fé perseverante, porem um
muro em torno de seus filhos” (Serviço Cristão, p. 210).


Que os pais examinem o próprio coração e esquadrinhem seus hábitos e costumes. Os filhos são a herança do Senhor e somos responsáveis diante dEle pela administração de Sua propriedade.
Há pais e mães que desejam trabalhar em qualquer missão estrangeira. Há muitos que são ativos no serviço cristão fora da família, enquanto para seus próprios filhos o Salvador e Sua compaixão são estranhos.
Muitos pais confiam ao pastor ou ao professor da Escola Sabatina a obra de ganhar os filhos para Cristo; porém, fazendo isso, negligenciam a responsabilidade imposta por Deus.
A educação e a instrução dos filhos para serem cristãos é o mais elevado serviço que os pais podem prestar para Deus. É uma tarefa que requer paciência, esforço de toda a vida, cuidado e perseverança. Pela negligência desse trabalho a nós confiado nos provamos mordomos infiéis, e Deus não desculpará isso.
Entretanto, os que cometeram esse desleixo não fiquem desesperados.
A mulher que perdeu a dracma procurou-a até encontrar. Trabalhem igualmente os pais para a família com amor, fé e oração, até que possam ir
a Deus com alegria e dizer:
“Aqui estou eu com os filhos que o Senhor me deu” (Isaías 8:18).
Valorize seu tesouro.
Stephen Smith e sua família aceitaram a fé adventista em 1850, mas logo ele se tornou um crítico dos líderes e de Ellen White. Smith não aceitou as advertências dela, que haviam sido dadas a ela numa visão sobre o futuro dele,
caso não mudasse de vida.
O testemunho escrito por ela
permaneceu fechado por
28 anos – um período de
grande amargura para ele.
Em 1884, ele leu vários artigos escritos por
Ellen White e, em 1885, participou de algumas reuniões. Numa delas, ele confessou seus erros. Voltando para casa, ele abriu a carta de Ellen White guardada num baú e descobriu, para
sua surpresa, que sua vida tinha
sido exatamente o que ela disse
que seria se ele não voltasse
para Deus.
"A marca do hipócrita
é ser cristão em toda parte, menos em casa."
Robert Murray M'Cheyne
Full transcript