Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Tema 15 - As polêmicas sobre a maconha

No description
by

Professor Nivaldo Silva

on 3 February 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Tema 15 - As polêmicas sobre a maconha

Para os médicos, então, são drogas a nicotina dos cigarros, o álcool, a cafeína e alguns medicamentos para emagrecer, por exemplo, além dos produtos ilegais como a maconha, o crack, a cocaína, o ecstasy, entre tantos outros.
O que são drogas?

Atualmente, para a medicina, droga é toda substância capaz de modificar a função do organismo, resultando em alterações fisiológicas ou de comportamento.
A atual Lei de Drogas do Brasil (2006) acabou com a pena de prisão para usuários de drogas, mas o indivíduo que é flagrado portando ou consumindo drogas ainda é tratado como criminoso. A Lei também não especifica a quantidade de drogas necessária para separar usuários de traficantes.
Profissão Repórter
23 minutos
Descriminalizar ou legalizar?
Legalizar é tirar do uso das drogas qualquer sanção. Pela proposta, as drogas poderiam ser consumidas a céu aberto, comercializadas, distribuídas, repartidas, anunciadas, exatamente como acontece com o álcool.

Descriminalizar significa apenas retirar do consumo de drogas o caráter criminoso, não implicando, entretanto, em retirar-lhes a ilicitude; o fato continua sendo ilícito (proibido), porém, exclui-se a incidência do Direito penal. Deixa de ser fato punível (penal).
A ONU advertiu que a iniciativa uruguaia viola tratados internacionais. A junta Internacional de Fiscalização de Entorpecentes (Jife) lamentou a proposta uruguaia e alegou que o governo do presidente José Mujica não levou em conta o "impacto negativo" da legalização da cannabis sobre a saúde da sociedade.
A condenação é baseada na Convenção Única de Entorpecentes. O tratado de 1961 foi adotado por 186 países — incluindo o Uruguai — e contempla o uso da maconha apenas para fins médicos ou científicos devido ao potencial de causar dependência e prejuízos ao cérebro.
Atualidades - Tema 15
As polêmicas sobre a maconha

Professor Nivaldo
Colégio Energia - Palhoça

O que é a maconha?

Planta herbácea de clima quente e úmido, originária da Índia, a maconha (Cannabis sativa) pertence à família Moraceae e pode atingir até 5 metros de altura.

A planta da maconha contém mais de 400 substâncias químicas. O tetra-hidrocarbinol (THC) é um desses canabinoides e é a substância mais associada aos efeitos que a maconha produz no cérebro.
Maconha na História:
1) Primeiro registro histórico: 27.000 a.C.
2) Afeganistão, Índia, China, Grécia e Roma.
3) Renascimento e Grandes Navegações.
4) Brasil Colonial e Imperial.
5) Discursos médicos higienistas e primeiras proibições.
6) Proibição no Brasil em 1940 e oficial da ONU em 1961.
Uso medicinal:
Nos EUA, o dia 20 de abril é comemorado como o Weed Day, ou Dia da Erva, em português.

A data foi criada por estudantes da San Rafael High School em 1971, e acabou evoluindo para um feriado da contracultura, sendo dia para manifestações e eventos favoráveis à legalização.

É desta data que surgiu a "brincadeira" de 4:20, que inunda o Facebook atualmente: é uma referência à data 4/20.
No dia 29 de maio, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) adiou a decisão sobre o processo de importação de medicamentos à base de canabidiol, substância encontrada na maconha.
Domingo Espetacular
24 minutos
O que é o canabidiol?
Conhecida pela sigla CBD, a substância química tem utilidade médica para tratar diversas doenças, entre elas, neurológicas.

Pacientes utilizam o canabidiol para alívio de crises epilépticas, esclerose múltipla, câncer e dores neuropáticas (associadas a doenças que afetam o sistema nervoso central).

Nos Estados Unidos, 20 estados e a capital Washington têm legislação que autoriza o uso da maconha para fins medicinais.
http://noticias.r7.com/internacional/fotos/conheca-paises-que-criminalizam-e-outros-que-liberam-o-uso-da-maconha-10122013#!/foto/1
Caso do Uruguai:
País é o 1º no mundo a assumir o controle total da cadeia de produção.
Uruguaios poderão comprar até 10 gramas de maconha por semana.
Em 09 de julho, a liberação foi adiada para 2015.
Jornal da Globo - 3 minutos
Governo do Paran - 7 minutos

Jornal 'The New York Times' defende legalização da maconha
Editorial diz que leis prejudicam de maneira desproporcional jovens negros.
Publicação comparou com proibição do álcool na década de 1920.
http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/07/jornal-new-york-times-defende-legalizacao-da-maconha.html
http://globotv.globo.com/rede-globo/jornal-hoje/v/senado-do-uruguai-aprova-a-venda-e-producao-de-maconha/3012144/
Full transcript