Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Max Weber: ação social e tipos ideais

No description
by

Jean Pierre

on 23 May 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Max Weber: ação social e tipos ideais

A ação individual
Segundo Weber, qualquer ação individual é orientada por outras ações, ou seja, quando agimos, levamos em conta e nos orientamos pela ação de outras pessoas. Com base na expectativa de como nossa ação será recebida, agimos de uma ou de outra maneira. Nossa ação individual é considerada por Weber social, pois está inserida em um contexto social e histórico que qualifica todas as ações individuais.
Max Weber: ação social e tipos ideais
Os fenômenos sociais
Os fenômenos sociais são consequências de ações individuais, o que nos leva a entender que não há oposição entre o indivíduo e a sociedade, pois, para Weber, só é possível compreender a sociedade na medida em que a ação individual a manifesta. Assim, o indivíduo não é considerado produto de um todo coercitivo. Ele é, pelo contrário, responsável por seus atos.
O indivíduo
Para Weber, o indivíduo é a unidade referencial central, tanto para si mesmo quanto para a sociedade. Isso ignifica que o método de análise weberiano parte do indivíduo e da ação individual para explicar os fenômenos sociais. Assim, por exemplo, não seria possível explicar o aumento do número de suicídios pela crise econômica em dado país. Ao contrário, seria necessário partir da análise empírica das ações individuais que motivaram esse aumento de suicídios. Podemos, portanto, entender, que a ação social é o objeto de análise central da sociologia de Weber.
Ação social
Mas o que é uma ação social? Para Weber trata-se de qualquer ação do indivíduo que é orientada pela ação de outros indivíduos. Partindo das ações individuais, Weber pretende compreender questões sociais mais gerais. Portanto, para examinar questões que afetam e definem a sociedade como um todo, é preciso partir da análise de ações individuais subjetivas. O conhecimento sociológico, diz Weber, só pode ser objetivo se tiver como objeto de estudo a ação individual.
Os tipos ideais
Como a realidade é múltipla e impossível de ser descrita em sua totalidade, Weber constrói tipos ideais para se aproximar o máximo possível da realidade analisada. Esses tipos ideais são contruídos com base em regularidades sociais por ele observadas. Note que a construção de um tipo ideal, apesar de amparada na realidade, é apenas uma elaboração téorica do pesquisador. Algo como escolher certas caracerísticas regulares de determinada sociedade e construir um tipo ideal de pai de família.
Introdução
Max Weber nasceu na Alemanha, em 1864. Suas principais obras estão concentradas entre a primeira e a segunda decáda do século XX e estabelecem um novo estágio para as Ciências Sociais. Weber também se empenhou em tematizar a Sociologia, mas sua análise difere muito da de Durkheim, sobretudo no que se refere à importância do indivíduo e de sua ação social. Diferentemente de Durkheim, Weber não considerava a sociedade como algo exterior e superior aos indivíduos. Para ele, a sociedade deveria ser analisada com base no conjunto das ações individuais.
Weber construiu quatro tipos ideais de ação social:
1. a ação social com relação a fins;

Avaliação entre meios e fins.
2. a ação social com relação a valores;

Fundamenta-se em convicções.
3. a ação tradicional;
Costumes arraigados ou hábitos.
4. a ação afetiva.
Fundamenta-se nos sentimentos.
Prof. Jean Pierre
http://jp-sociologia.blogspot.com.br/
Full transcript