Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Protocolo IS-IS

No description
by

pedro uchoa

on 3 December 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Protocolo IS-IS

Protocolo IS-IS
História do protocolo
Funcionabilidade
Comparativos ao OSPF
Implementação
A história do protocolo IS-IS
O protocolo IS-IS foi ,originalmente, criado pela Digital Equipment Corporation (DEC), uma empresa norte-americana com grande nome de ramo de sistemas de computadores na década de 1990, para complementar um conjunto de protocolos de rede elaborados pela empresa, o DECnet V.
Sua padronização foi feita pela ISO como ISO 10589 para comunicação entre dispositivos de rede Intermediario, em 1992.
A idéia da implementação desse protocolo era possibilitar o encaminhamento de datagramas usando o desenvolvimento de pilhas de protocolo do OSI chamada CLNS.
Na mesma época que que o IS-IS estava sendo elaborado, a IETF, Internet Engineering Task Force, ou Força-Tarefa de Engenharia de Internet, em uma tradução clara, Elaborava um protocolo similar, o OSFT.
Com a implementação o OSPF no mercado, o IS-IS foi estendido para sustentar roteamento de datagramas em IP, Atuando na camada de rede no sistema ISO, essa estenção levou o nome de IS-IS Integrad, padronizado pela RFC 1195.
O que é o protocolo IS-IS
e como funciona

Sua manipulação com pacotes Hello são
atualizadas e enviadas a medida que ocorre alterações na rede.
IS-IS é um protocolo de roteamento projetado para transportar informações de forma eficiente dentro de uma mesma rede, ele faz isso determinando a melhor rota para o transporte de datagramas através de uma rede de pacotes .

Esse protocolo é definido como
um protocolo de roteamento Link State, o que faz com que trabalhe com tipos de routers específicos em diferentes partes do rede em que atua.
Para o bom funcionamento do
protocolo, o router trabalha com
o envio constante de pacotes para manter a funcionalidade dos routers, esses pacotes são chamados de Hello.
A manipulação desses pacotes
são feitos em níveis distintos de envio. Níveis 1 e 2 (L1 e L2) e um terceiro nível (L1/L2).

Routers L1 são definidos em uma única área, e podem ser mapeados para o “Area Router” do OSPF. Estes routers conectam-se à outras áreas IS-IS via routers L1/L2, análogos aos ABRs (Area Border Routers) de redes OSPF. São parecidos com areas não-backbones.
Routers L1 usam os routers L1/L2 router como “default gateway” para alcançar redes pertencentes à outras áreas, da mesma forma que um Area Router, no OSPF, usa o ABR.
Na figura acima, todos os router – com exceção do router R2 – são do tipo L1. Routers L1 são, portanto, routers definidos apenas em uma mesma área. Routers L1 não pssuem em suas tabelas de roteamento nenhuma informação sobre redes que se encontram fora da área na qual se encontram. Routers ISIS L1 têm que ter suas bases de dados em sincronia.
Os routers L2 entram em função toda vez que seja necessário o roteamento inter-área. Todos os routers L2 também devem ter suas bases de dados em sincronia.
Em redes IS-IS, os roteadores são capazes de enviar dois tipos distintos de pacotes hello: Nível 1 (intra-área); Nível 2 (inter área); ou Nível 1-2 (ambos).
Routers do tipo L1 e L2 enviam seus pacotes hello próprios. Assim como ocorre em redes OSPF, os pacotes hello permitem aos routers ISIS a formação de adjacências entre si. A principal diferença aqui é que routers L1 enviam mensagens hello do tipo 1, enquanto routers L2 enviam mensagens hello do tipo 2. Como estes pacotes são distintos, routers L1 não formam adjacências com routers L2. Como já foi dito, um mesmo router pode ser do tipo L1 e L2 simultaneamente (este é o modo default para routers Cisco). Neste caso, um mesmo router envia mensagens hello dos 2 tipos.
IS-IS
em comparação ao
OSPF
Tanto o OSFP quanto o próprio
IS-IS possuem semelhanças, dentre elas:
Entre os protocolos de roteamento ISIS e OSPF, ambos são protocolos de roteamento definidos como “link state”e “classless”
são hierárquicos (podem definir áreas distintas)
como são Link-State, ambos usam o mesmo algoritmo de Dijkstra para calcular o melhor caminho através da rede.
Ambos suportam variáveis ​​máscaras de sub-rede de comprimento.
pode usar multicast para descobrir vizinhos roteadores usando pacotes Hello (apesar de que as manipulações com esse pacote ocorrem de forma distinta).
O número de diferenças entre ambos, entretanto, também é igualmente numerosa.
Manipulação com pacotes Hello
Possibilidade de implementação em IPV6
Enquanto OSPF é nativamente integrado ao IP rota e é em si uma camada 3, o IS-IS é nativamente um protocolo de camada de rede OSI
A principal vantagem desse tipo de roteador está na possibilidade de rotear pacotes que não contém informações de roteamento, como é o caso dos pacotes DECnet LAT e NetBIOS.
Implementando o IS-IS
http://goo.gl/MCteQK
http://goo.gl/POXWu
http://goo.gl/fJ2lcL
Referências
Possui areas autonomas, ou seja, não possui uma area 0 como no OSPF, assim o router L1/L2 trabalha como backbone da rede.
Full transcript