Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

CONCEITOS E PARADIGMAS DE DESENVOLVIMENTO

No description
by

Alessandra Müller

on 13 April 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of CONCEITOS E PARADIGMAS DE DESENVOLVIMENTO

Na educação também seguimos paradigmas.

Aos educadores, compete refletir a esse respeito, pois sempre que ocorrem mudanças, surgem também novas oportunidades educacionais.

Não basta ter novas tecnologias em mãos, é necessário, no âmbito educacional, saber o que fazer com esse novo conhecimento, dar sentido a ele, com vistas a um desenvolvimento sustentável.
DESENVOLVIMENTO, PARADIGMAS E EDUCAÇÃO
DESENVOLVIMENTO


¨Alcançar a plenitude do florescimento
das capacidades humanas é o
sentido e o fim de
todo desenvolvimento.¨
Aristóteles
PARADIGMAS

Em seu sentido lato, PARADIGMA é o que serve de modelo. É um exemplo a ser seguido. Pode ser um conjunto de normas que orientam um grupo estabelecendo limites e determinando a ação dos indivíduos.

CONCEITOS
No conceito de desenvolvimento, quando estamos falando de uma sociedade, deve-se levar em conta o desenvolvimento científico, a cultura, a política e a economia.

Os paradigmas de desenvolvimento de uma sociedade, são determinados pelos modelos científico, econômico e político.

Ao longo da história, percebe-se que esses modelos estão em constante transformações determinadas a partir das inovações teconológicas e científicas.
O desenvolvimento da maioria das atuais sociedades tem seus paradigmas sustentados por um modelo de economia capitalista.

O estímulo ao consumo exacerbado condiciona economias e seus modos de produção.

Este fenômeno vem modificando o modo de vida das pessoas como indivíduos dentro de uma sociedade.
Vivemos na ¨era do conhecimento¨.

As mudanças tecnológicas ocorrem em alta velocidade.

A inovação, a criatividade e novas qualificações profissionais são exigidas e vão determinar o sistema de produção.

Os paradigmas de desenvolvimento vão mudando.


As exigências para suprir esse modelo capitalista vão conduzindo as sociedades para um crescimento desenfreado, sem medir consequências.
SOCIEDADE ATUAL


O desenvolvimento e as transformações sociais, vão ocorrendo de forma muito veloz em decorrência da ação interativa de fatores econômicos, políticos, culturais e tecnológicos.

O paradigma tecnológico vai ditando as transformações sociais.

As exigências dos mercados, e os modelos sociais, demandam das pessoas uma rápida apropriação e domínio desse conhecimento.
SOCIEDADES X PARADIGMAS

Segundo Castells, a informação e o conhecimento, de fato, exercem grande influência na constituição da maioria das sociedades conhecidas.

Os paradigmas de desenvolvimento técnico/científico, foram ao longo do tempo, transformando essas sociedades em todos os seus aspectos, econômicos, sociais, políticos e humanos.
PAPEL DA EDUCAÇÃO

Na sociedade atual, a educação tem importante papel na formação das pessoas, dando significado ao conhecimento para que os avanços tecnológicos atendam suas necessidades, estimulando o desenvolvimento e promovendo melhor qualidade de vida.

Uma política educacional consciente estimula a educação para uma aprendizagem significativa, visando o desenvolvimento sustentável.
MENTE HUMANA
NOVAS TECNOLOGIAS
SEUS USOS
SEU
DESENVOLVIMENTO
UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE FORMA CIDADÃOS COMPROMETIDOS E PREPARADOS PARA OS DESAFIOS DA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO.

PREPARADOS PARA USAR O CONHECIMENTO DE FORMA SOLIDÁRIA E SUSTENTÁVEL
TECNOLOGIA SOCIA
L

Surge por volta da década de 90, no Brasil,em meio a um processo de globalização perverso e excludente, como uma reformulação das bases técnicas que alavancam o desenvolvimento, direcionando-as, segundo Martins (2000), na produção de coisas novas para o bem viver de todos.

Essa tecnologia é de acesso fácil, pública, com potencial de elevar o nível e a qualidade de vida das sociedades, contribuíndo para a diminuição das desigualdades sociais.

Conforme a Rede de Tecnologia Social a define, essa teconologia compreende as técnicas, os produtos e metodologias desenvolvidos na interação com a comunidade que representem soluções de transformação social.
TECNOLOGIA CONVENCIONAL

Surge com o objetivo de aumentar produtividade, competitividade e eficiência (Dagnino, 2009). É marcada pela lógica do capitalismo que tem como princípio o lucro e o incentivo ao consumo.

As inovações são direcionadas muitas vezes sem critérios éticos e sociais.

Com uma visão focada no progresso ilimitado, a Tecnologia Convencional busca a produção, gerando o consumismo exacerbado de uma parcela da sociedade, contribuindo para a exclusão social.

A Tecnologia Convencional visa o benefício privado e não se preocupa com a sociedade como um todo.

Além disso, analisando suas características na área da produção, as Tecnologias Convencionais tendem a ser ambientalmente insustentável.
TECNOLOGIA CONVENCIONAL

visa o lucro

acúmulo de capital

benefício privado

insustentável ambientalmente
TECNOLOGIA
SOCIAL

visa a inclusão

melhor distribuição de renda

benefício social

sustentável
Desde os primórdios, a técnica é utilizada entre as pessoas, inicialmente de forma cooperativa, com cunho social.

Com o desenvolvimento ao longo do tempo, a técnica passou a ser apropriada por alguns grupos da sociedade e, então, vai perdendo seu sentido social.

Começou então a pensar-se em TCs e TSs. Em cima disso, novas reflexões estão reformulando os velhos paradigamas de desenvolvimento e fazendo surgir novas maneiras de pensar esse desenvolvimento.

Hoje já se busca um desenvolvimento includente onde as tecnologias são repensadas e colocadas a serviço de toda a humanidade.
Um novo paradigma está norteando o desenvolvimento, gradativamente, de forma sustentável e solidária.
(Vieira Pinto, 2005, p.80, v.1)
E A EDUCAÇÃO?

Nesse cenário atual, com novos paradigmas surgindo, a educação tem seu papel como oportunizadora do conhecimento.

Através de uma educação voltada para o social, disseminadora das Tecnologias Sociais, podemos caminhar para um desenvolvimento humanizado, ao alcance de todos, sem exclusão e principalmente sustentável, em seu sentido amplo, social e ambiental.

Sem deixar de lado os avanços tecnológicos, a educação busca na cultura digital uma ferramenta aliada na socialização da informação e partilha do conhecimento.
A TÉCNICA é um manejo, um conhecimento que pode evoluir com as relações sociais e experiências, se aprimorar ao longo do tempo e se transformar em TECNOLOGIA.
¨O avião não foi feito para voar, mas para o homem voar.¨
TECNOLOGIAS DIGITAIS


Permite a mobilidade
Cria redes conectadas
Na área educacional, possibilita o trabalho fora da sala de aula
Gera conhecimento em fluxo
Segundo Pierre Levy, com a informática, a sociedade foi se transformando. Inicialmente os computadores apenas produziam programas, eram a inteligência humana transformada.

Logo percebeu-se que não eram uma simples ferramenta para executar apenas o que estavam programados.

As redes foram criadas e com isso uma nova forma de comunicação interativa surgiu.
A forma de pesquisar mudou. As relações humanas foram se redefinindo.
André Lemos, 2010, coloca que a CIBERCULTURA nos permite acesso a cultura imediata. Não apenas nos permite ler ou pesquiar, mas também nos dá a possibilidade de produzir.

Com a liberação do polo da emissão, qualquer um pode produzir e publicar no coletivo, ou melhor, na rede.

Através dessa conexão entre o individual e o coletivo, qualquer um pode falar livremente, ocorre a conversação e, aqueles que pensam da mesma forma, agregam-se possibilitando o desenvolvimeto das idéias.

TECNOLOGIAS DIGITAIS E EDUCAÇÃO

Não muito tempo atrás, as aula eram ministrada com os alunos sentados em seus lugares, frente a um quadro negro, cheio de informação, escritas com giz. Todos quietos e uma pessoa explanando o assunto de forma unilateral. Dá para imaginar uma cena dessas com nossas crianças de hoje?

A educação mudou e está mudando. Hoje os desafios são lançados estimulando o aluno a construir suas idéias através da busca da informação.

As Tecnologias Digitais possibilitam uma busca imediata, ajudando a organizar e construir o conhecimento a partir da informação. O aluno sai de um lugar de mero receptor para uma posição atuante no processo de aprendizagem.

As Tecnologias Digitais também permitem o fluxo dessa informação possiblitando o acesso de qualquer lugar, expandindo-se para fora da sala de aula.
INTERNET DAS COISAS

É a próxima onda da tecnologia.

É um novo conceito em desenvolvimento em que a evolução da computação vai representar uma mudança no estilo de vida das pessoas.

Com o pressuposto de que a conexão está em todos os lugares, a ¨internet das coisas¨ vai fazer com que os objetos inteligentes se comuniquem, interajam, através da internet, facilitando a vida das pessoas.
AUTOMATIZAÇÃO

É a utilização de meios automáticos para realizar uma atividade. Geralmente refere-se a tarefas simples, pequenas coisas, ao pontual.

Confunde-se com
automação
, que tem um sentido mais amplo, pois refere-se a um sistema mais complexo.
UBIQUIDADE

É estar em todos os lugares ao mesmo tempo.

Hoje em dia, os sinais de internet, televisão e comunicações móveis estão disseminados por toda a parte e se encontram disponíveis a todo momento.

As redes de transmissão de dados e as tecnologias de informação e comunicação podem ser consideradas ubíquas. Até a aprendizagem, hoje, é ubíqua. Está disponível a qualquer momento.
SUSTENTABILIDADE

Termo que define as ações e atividades humanas que visam suprir as necessidades atuais dos seres humanos, sem comprometer o futuro das próximas gerações.

A sustentabilidade está diretamente relacionada ao desenvolvimento econômico e material sem agredir o meio ambiente, usando os recursos naturais de forma inteligente para que eles se mantenham no futuro.

Seguindo estes passos, a humanidade pode garantir o desenvolvimento sustentável.
As tecnologias digitais estão permitindo avanços nas áreas da comunicação e da computação as quais provocam mudanças radicais no estilo de vida dos seres humanos.

Em todas as áreas do conhecimento, elas vem se incorporando ao dia a dia das pessoas facilitando suas vidas.

O ritmo dos avanços tecnológicos está superando tudo o que a humanidade podia esperar.

A máquina a vapor, a eletricidade, o telefone, o carro, o avião, a televisão, o celular, o computador... Provocaram mudanças no "modus vivendi" da humanidade, contribuindo para a expansão do
capitalismo, para o fortalecimento do modelo urbano e para a diminuição das
distâncias.
ÉTICA X TECNOLOGIAS X EDUCAÇÃO x SOCIEDADE

A possibilidade de dispor dessa variada gama de tecnologias, requer um posicionamento ético de respeito mútuo aos direitos individuais e coletivos, sempre visando o interesse de todos.

Em paralelo ao lado positivo das redes, também tem o lado perigoso - fraudes, extorsões, invasões... - que devem ser discutidos e abordados na educação e na sociedade em geral. Regras devem existir. Não se pode falar em internet, sem discutir estas possibilidades, sem ter os limites do que é ético e não ético.

Leis já existem e devem ser adequadas e aprimoradas para esse novo modo de vida da humanidade.

Nas escolas o assunto deve ser constantemente debatido e as regras refletidas, para que possibilitem um desenvolvimento crítico necessário para a utilização ética dessas tecnologias.

Estabelecer um limite para o aceitável e o abusivo contra a privacidade da pessoa, é o desafio do momento.


Full transcript