Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

2-Massa atómica relativa; Modelo atómico atual simplificado e Tabela Periódica

No description
by

Ricardo Almeida

on 23 April 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of 2-Massa atómica relativa; Modelo atómico atual simplificado e Tabela Periódica



A localização dos elementos representativos nos períodos e nos grupos pode relacionar-se com a sua distribuição eletrónica:
A. O número do período a que o elemento pertence corresponde ao valor de n atribuído a camada mais periférica.
B. O número do grupo a que o elemento representativo pertence pode estabelecer-se em função de ter:
B1 - Um ou dois eletrões no nível mais periférico — grupos 1 ou 2, respetivamente;
B2 - Três ou mais eletrões no nível mais periférico — grupos 13 a 18 (3 + 10, 4 + 10, ..., 8 + 10, em que 10 representa o número de grupos intermédios).

Período — conjunto dos elementos dispostos numa mesma linha que, da esquerda para a direita, aumenta o número atómico de uma unidade.
Grupo — conjunto dos elementos dispostos numa mesma coluna e que possuem igual número de eletrões de valência.
O hidrogénio não se inclui em nenhum grupo embora possa ser localizado como a tabela mostra, por cima do lítio ou isolado no meio da tabela.
O hélio, embora tenha apenas dois eletrões de valência, atendendo às suas propriedades, pertence ao grupo 18.

NÃO Esquecer!!! - Tabela Periódica

Desde Antoine Lavoisier (1743-1794), que escreveu a primeira lista extensiva de 33 elementos e distinguiu metais de não metais (embora alguns desses elementos fossem compostos e misturas), até aos nossos dias, a organização dos elementos sofreu grandes alterações, algumas das quais podem ser vistas na caixa ao lado.
A estrutura atual da Tabela Periódica deve-se essencialmente a Mendeleev que, ao ordenar os elementos segundo o número atómico crescente e respeitando as semelhanças de propriedades (físicas e químicas), agrupou os elementos em "famílias", formando uma primeira tabela que, depois de reorganizada, se veio a designar por Tabela Periódica (TP) (ver anexo).

2.1. Tabela Periódica: evolução e organização dos elementos

2. Tabela Periódica

Representação de Lewis

Como já se referiu, o modelo atómico atual considera que o átomo é constituído por:
> Núcleo atómico onde se encontram protões [com carga elétrica positiva) e neutrões (sem carga elétrica).
> Nuvem eletrónica — onde se movem os eletrões.

1.2. Modelo atómico atual simplificado

Exemplo

Grupos da Tabela Periódica

Localização na Tabela Periódica e distribuição electrónica

Localização na Tabela Periódica e distribuição electrónica

Localização dos elementos na Tabela Periódica: período(s)

Localização dos elementos na Tabela Periódica: grupo (s)

Até ao momento são conhecidos 116 elementos que se dispõem em linhas verticais e horizontais.
Às linhas verticais da TP dá-se a designação de grupos (numerados de 1, 2... 18) e às linhas horizontais a designação de períodos [1 a 7].
Designam-se por elementos representativos os elementos que pertencem aos grupos 1, 2, 13, 14, 15, 16, 17 e 18 (coloridos na figura anterior).
Os elementos dos grupos 3 a 12 dizem-se elementos de transição e os lantanídeos e os actinídeos são designados por elementos de transição internos.

2.2. Localização dos elementos na Tabela Periódica: período e grupo

A representação de Lewis (ou notação de Lewis) é um diagrama de pontos ou de cruzes estabelecido em 1916 pelo químico americano Gilbert Newton Lewis (1875-1946).
Segundo esta notação:
o símbolo do elemento representa o núcleo (no hidrogénio e no hélio) ou o núcleo e os eletrões do cerne (para os restantes elementos);
os pontos ou as cruzes simbolizam os eletrões de valência de cada átomo ou ião.

1.2.2. Representação de Lewis

Exemplo

Regras Básicas de Distribuição eletrónica

> Cada camada n é caracterizada por uma letra: à primeira (com eletrões de menor energia) é atribuída a letra K, à segunda a letra L, à terceira a letra M, continuando a seguir-se a ordem alfabética.
> O número máximo de eletrões que podem existir em cada camada é:
2 eletrões na primeira, K, ou também caracterizado por n =1;
8 eletrões na segunda, L ou n = 2;
18 eletrões na terceira, M ou n = 3, e que obedece à relação.

Número máximo de eletrões na camada n = 2n^2.
> No entanto, a última camada só pode conter um máximo de oito eletrões (exceto a primeira. que só pode conter dois).

O modelo mais simples para a distribuição eletrónica é o que considera as designações atribuídas às diferentes camadas energéticas K, L, M...
Segundo este modelo, os eletrões de um átomo de número atómico Z vão distribuir-se em diferentes camadas (n) e a diferentes distâncias do núcleo. Assim, haverá eletrões, em média, mais próximos do núcleo e menos energéticos e outros mais afastados e mais energéticos.

1.2.1. Distribuição eletrónica

Já se sabe que a massa de um átomo é praticamente toda atribuída aos nucleões (protões e neutrões) que se encontram no núcleo desse átomo, porque a massa dos eletrões é desprezável quando comparada com a dos nucleões.

No entanto, mais importante do que conhecer a massa absoluta dos átomos, expressa em g ou kg, é conhecer a massa atómica relativa.

Como se determina a massa atómica de um elemento que possui isótopos?
Para determinar a massa atómica de um elemento que possui isótopos, calcula-se uma média pesada, que tenha em linha de conta:
os isótopos e a sua massa isotópica relativa;
a sua abundância relativa.

1.1.4. Massa atómica relativa (Ar)

Tabela Periódica: evolução

A massa atómica relativa é adimensional.
Massa atómica relativa indica o número de vezes que a massa de um átomo é maior que a massa-padrão (termo de comparação).
A Massa padrão que se utiliza atualmente é a correspondente a 1/12 da massa do átomo de carbono-12 (12C)
Massa atómica relativa (A,) de um elemento é a média das massas atómicas dos seus isótopos, entrando em linha de conta com as suas abundâncias relativas (média pesada).

NÃO Esquecer!!! - Massa atómica relativa (Ar)

Massa atómica relativa; Modelo atómico atual simplificado e Tabela Periódica
Full transcript