Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Projeto de Sistemas Web II

No description
by

Danne Pereira

on 2 December 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Projeto de Sistemas Web II

Projeto de Sistemas Web II
Professor: Danne Makleyston
Vantagens:
Servidor de armazenamento e Banco de Dados nas nuvens;
Comodidade e praticidade;
Informações precisas e atualizadas;
Centralização de dados;
Responsividade;
Facilidade para manutenção do sistema;
Multiplataforma.
Alguns segmentos carente em sistemas:
Sistemas de vendas
e-Commerce;
Vendas externas;
Sistema de gestão empresarial
Área da saúde
Área agrícola
Área educacional
...
Desenvolvimento de Sistemas Baseados em Componentes
Projetos de Sistemas Web II
Por que Sistemas Web?
INFO.ABRIL.COM.BR
Desenvolvimento
PARA
reutilizar código
ou
Desenvolvimento
COM
reutilização de código
Multiplataforma
Phonegap
Segundo Krueger:
Componentes - Definição
Um componente é definido como uma unidade de software independente, que encapsula dentro de si seu projeto e implementação, e oferece interfaces bem definidas para o meio externo.
Não expõe sua implementação;
A união de componentes pode formar um sistema baseado em componente;
No sistema, um componente pode chamar a um outro componente;
Pode-se adquirir os componentes:
Desenvolvendo;
Modificando;
Terceirizando (Commercial Off-The-Shelf - COTS);
Componentes podem ser desenvolvidos por componentes mais simples;
E quando não há componentes que satisfaça na aplicação, o seu desenvolvimento deve ser feito se preocupando com utilizações futuras.
Vantagens
Produtividade:
Pode-se economizar tempo de desenvolvimento, dependendo do portfólio de componentes já prontos;
Robustez
: Maior qualidade no produto final que utiliza componentes, pois os mesmos já foram largamente testados em um projeto dedicado à construção dos mesmos;
Padrão de desenvolvimento
: Equipe orientada a desenvolvimento nos moldes da componentização.
Características:
Um componente pode não ser apenas código pronto para reutilização mas também unidades de projeto que têm significado próprio.
Ex.: a nível de projeto temos os Framework's
Interface
A interface define tudo que um cliente precisa saber, e mais nada além disso;
As referencias são feitas para a interface e não ao componente como um todo;
Desenvolvimento de Componentes
Etapas básicas:
Específicação de requisitos
Específicação de componentes
Identificação de serviços e restrições de cada componente
Representação de componente
1º - Específicação de requisitos
Compreende ao entedimento do negócio em questão e a definição do que se espera do sistema a ser desenvolvido.

Os métodos de elicitação de requisitos são as mesmas dos métodos tradicionais
Caso de Uso
Exemplo:
Modelo de Casos de Uso
(Use Cases Model)
É composto por Atores e Ações;
É uma forma de estruturar requisitos;
Modelos básicos e linguagem natural baseada;
É independente do método de análise
Um caso de uso é uma descrição narrativa de uma sequência de eventos que ocorre quando um ator usa o sistema para realizar uma tarefa;

O caso de uso especifica um comportamento de um sistema segundo uma perpectiva externa;
Modelo Conceitual
Desenvolvimento de Componentes usando a "UML Components"
UML Components descreve um processo prático para o desenvolvimento de sistemas que fazem uso de tecnologias de componentes.

Este processo de desenvolvimento é baseado em componentes, nos levando desde a descrição dos requisitos até o sistema em funcionamento.
Interface
Um componente pode implementar mais de uma interface;
Sendo a interface um protocolo, então a substituição de um componente por outro é completamente factível desde que este novo componente implemente as mesmas interfaces;
Identificação de Componentes
Diagrama de tipos de negócio é fundamental para qualquer aplicação baseada em componentes devido a sua representação de como os dados serão gerenciados persistentemente pelo sistema.

É o último diagrama a ser elaborado antes da implementação.

É representado pelo diagrama de Classes.

Foca nas responsabilidades do sistema e não dos atores.
Identificação de serviços e restrições de cada componente
Explorar os serviços de cada componente
Os serviços são investigados durante a descoberta dos métodos dos componentes
Representação dos componentes
Uma especificação de componente pode estar relacionada a várias especificações de interfaces;

Esta especificação de componente deve informar as interfaces que o componente oferece para o sistema e as interfaces usadas durante a realizaçãoo de seus serviços;
UML 2.0 possui 13 diagramas
A UML possui uma série de diagramas para representação de componentes e suas especificações, interações e integração com demais sistemas.
É independente de tecnologia a ser utilizada;

Ocorre a modelagem lógica do negócio

UML Components mostra os artefatos envolvidos nesta fase, mas não descreve como devem ser produzidos, sendo eles:
Processo do Negócio (Business Process);
Modelo Conceitual do Negócio (Business Concept Model);
Modelo de Casos de Uso (Use Cases Model)
Se trata de uma representação gráfica, através de um diagrama de atividades, descrevendo as atividades que representam o funcionamento do negócio em si.

Serve para melhor compreensão do domínio, envolvendo várias funcionalidades do sistema e mostrando a relação entre elas, e separando as atividades manuais e automáticas.
Processo do Negócio (Business Process)
Diagrama de Atividades
Descreve os passos a serem percorridos para a conclusão de um método ou algoritmo específico e não um processo completo como é o diagrama de sequência.

Possui 3 estados obrigatórios:

Estado inicial
Estado final
Estado de ação
Diagrama de Atividade - Fluxos de Controle
Quando a ação está completa, o fluxo de controle passa imediatamente à próxima ação.

O fluxo é especificado utilizando setas de fluxo para mostrar o caminho de uma ação seguinte.
Fluxo de
Controle
Diagrama de Atividade - Ponto de Decisão
Representa um ponto do fluxo de controle onde deve ser realizado um teste, uma tomada de decisão.

As transições geradas por um Ponto de Decisão necessitam ser providas de uma Condição de Guarda (texto entre colchetes) para determinar qual a condição do teste.
Desenvolvimento de Sistema Baseada em Componente
Específicação de requisitos
Modelo Conceitual do Negócio
(Business Concept Model)
Representa as entidades do negócio de uma forma geral. Serve para entender o papel do sistema, contextualizando os desenvolvedores a partir de entidades e relacionamentos.

É usada como representação de alto nível e considera exclusivamente o ponto de vista do usuário criador dos dados.
É o detalhamento das funcionalidades do sistema e seu relacionamento com os atores. Representa graficamente as principais funcionalidades e o relacionamento entre elas através de diagramas de casos de uso
Modelo de Casos de Uso
(Use Cases Model)
2º - Especificação dos Componentes
Também independe de tecnologia.

São levantadas as interfaces de sistema e de negócio.

Dividida em 3 etapas:
A identificação dos componentes;
Interação entre os componentes e ;
Especificação final.
Identificação de componente
De forma geral, podemos dividir a arquitetura da aplicação em quatro camadas:

Interface do usuário – apresentação para o usuário e captura de entradas;

Diálogo do usuário – gerência do diálogo com o usuário dentro de uma sessão;

Serviços de sistema – apresentação externa dos serviços do sistema;

Serviços de negócio – implementação central das informações e regras do negócio.

Identificação de componente
Componentes podem ser encontrados em todas estas quatro camadas da arquitetura do sistema. No entanto, o UML Components está concentrado nos componentes que estão do lado do servidor da aplicação, ou seja, nas duas últimas camadas.

Componentes de sistema;
Componentes de negócio.
Identificação de componente de sistema

Identificamos primeiramente as interfaces necessárias.
É um processo intuitivo.

Geralmente multiplas interfaces são suportadas por uma única específicação de componente.
Identificação de interface de sistema
Em um primeiro momento, uma interface de sistema é definida para cada caso de uso.

Ao analisar cada caso de uso, é considerado a cada passo o que deve ou não ser responsabilidade do sistema que está sendo modelado

O que for responsabilidade do sistema tem uma ou mais operações correspondentes dentro da interface de sistema apropriada.
É necessário descobrir as operações de negócio que estão ligadas ao relacionamento entre os componentes, através de diagramas dinâmicos, como de colaboração, de seqüência ou de atividades.
Interação entre os componentes
Especificação final dos componentes
Cabe o Modelo de Informação das Interfaces (Interface Information Model), que provê a relação entre cada interface e as entidades do modelo de negócio. Dessa forma ajuda o entendimento do contexto de cada interface e auxilia na troca de conhecimento entre a equipe de desenvolvimento.
Identificação de componente de negócio
O objetivo do Modelo de Tipos de Negócio é a descoberta de quais informações devem ser gerenciadas e quais componentes são necessários para prover uma funcionalidade.

Os componentes de negócio também são descobertos por meio de suas interfaces.

Na maior parte do casos, cada componente de negócio corresponde a uma inteface encontrada.
Identificação de interface de negócio
Interfaces de negócio são abstrações das informações que precisam ser gerenciadas pelo sistema.

Métodos para identificar as interfaces:
1. Produza uma cópia do modelo conceitual de negócio para formar o modelo
inicial de tipo de negócio;

2. Coloque este modelo dentro do escopo do sistema, removendo todos os elementos irrelevantes;


3. Refine o modelo de tipo de negócio e especifique algumas regras de negócio utilizando restrições;

4. Identifique os tipos-núcleo do negócio;

5. Crie interfaces de negócio para os tipos-núcleo e adicione estes ao modelo de tipo de negócio;

6. Refine o modelo de tipo de negócio para indicar as responsabilidades das interfaces de negócio.
Identificação de interface de negócio
Tipo-núcleo
Para decidir quais os tipos no diagrama de tipos de negócio que serão considerados como núcleo, deve-se começar a pensar qual informação é dependente de outras e qual informação não é.

O tipo-núcleo é um tipo do negócio que tem existência independente dentro do negócio, caracterizada por:

Identificador único no negócio, normalmente independente de outros identificadores;

Existência independente - nenhuma associação mandatória, com exceção de tipos categorizantes.
Full transcript