Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Apresentação da pesquisa - Defesa da dissertação de mestrado 28-02-13 UFSCar

O conteúdo desta apresentação pode ser reproduzido e divulgado, total ou parcialmente, desde que citada a fonte. A dissertação encontra-se disponível em http://www.processoseducativos.ufscar.br/DissMartaKG.pdf. Mais: http://educommagma.blogspot.com
by

Marta Gonçalves

on 13 May 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Apresentação da pesquisa - Defesa da dissertação de mestrado 28-02-13 UFSCar

Defesa da dissertação
São Carlos, 28 de fevereiro de 2013 Mulheres idosas ressignificam o envelhecimento - Contribuições da educomunicação Objetivo Questão de pesquisa Capítulo 1 - Pesquisar processos educativos

Capítulo 2 – Envelhecimento

Capítulo 3 - Processos Educativos e Comunicação
3.1 Práticas Sociais e Processos Educativos
3.2 Educação e os meios de comunicação
3.3 A prática social da educomunicação Pesquisadora: Marta Kawamura Gonçalves

Orientadora: Profa. Dra. Aida Victoria Garcia Montrone

Linha de pesquisa: Práticas Sociais e Processos Educativos

Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGE/UFSCar Como a prática da produção coletiva de comunicação pode se relacionar à ressignificação da velhice por mulheres idosas? Descrever como a prática de produção audiovisual esteve relacionada ao processo de ressignificação do envelhecimento, na vivência de cinco mulheres que participaram de uma oficina de vídeo, oferecida no Centro de Referência do Idoso Vera Lucia Pilla (CRI), em São Carlos. Capítulo 4 – Descrição do campo
4.1 - Os programas para a população idosa
4.2 - População idosa em São Carlos
4.3 - Centro de Referência do Idoso
4.4 - As participantes

Capítulo 5 – Metodologia de pesquisa
5.1 – Procedimentos de coleta de dados
5.2 - Procedimentos de análise

Capítulo 6 – Encontro de mulheres – descrição do caso estudado Capítulo 7 - Resultados do estudo
7.1 Ressignificando o envelhecimento
7.2 Co-laborando
7.3 Comunicando Questão de pesquisa Como a prática da produção coletiva de comunicação pode se relacionar à ressignificação da velhice por mulheres idosas? Contexto Ressignificação do envelhecimento

Maior acesso aos meios de produção e exibição de conteúdos

Educomunicação possibilitando experiências de autoria Percurso metodológico Oficina de vídeo para mulheres idosas, com encontros semanais de 2h cada. Condução inspirada na metodologia Cala-boca já morreu (LOPES LIMA, 2009).

Participantes da pesquisa:






Local: Centro de Referência do Idoso Vera Lucia Pilla (São Carlos - SP). Palavras-chave Processos Educativos
Produção de vídeo
Mulheres idosas
Educomunicação
Resultados
Co-laborando

- As participantes co-laboram na pronúncia do mundo.

- O coletivo potencializa a criatividade de cada indivíduo.

-No trabalho coletivo, apoiam-se, encorajam-se, superam inseguranças.
Comunicando
Produção do vídeo como meio para contribuir para envelhecimento com melhor qualidade, convidando a população idosa para participar da 3ª idade e expressando-se sobre o problema das calçadas.







Exposição da prática para ajudar no enfrentamento de preconceitos, publicando novas imagens do envelhecimento. Algumas considerações Ideias negativas construídas a respeito do envelhecimento não correspondem à realidade vivenciada pelas participantes do estudo.

O planejamento de ações culturais que hoje priorizam a juventude, tais como oficinas de produção audiovisual, precisam focalizar, também, a população idosa.

A utilização de equipamentos eletrônicos e digitais não deve ser tomada como obstáculo para promoção de atividades com esta população. Gracias!
Referencial teórico Educação
Paulo Freire, Ernani Maria Fiori, Ramón Flecha

Envelhecimento
Guita Grin Debert, Dulce Whitaker, Simone de Beauvoir

Educomunicação
Grácia Lopes Lima, Mario Kaplún Estrutura da dissertação I - Território acadêmico

II - Encontro de territórios

III - Diálogos dedicado à Reiko Kawamura,
que inspirou toda esta pesquisa. Coleta de dados - Registros em diário de campo, em vídeo e audio, durante as atividades da oficina, entre abril e julho de 2012.

Análise dos dados - ordenação, classificação, leitura transversal, compartilhamento com o grupo e análise final (MINAYO, 2004).
Percurso metodológico (cont.) A educomunicação mostra-se como possibilidade, ainda pouco explorada, de promover educação junto a pessoas idosas.

As participantes do estudo, ao produzir comunicação, pronunciaram sua palavra de transformação, buscando mudanças sociais que consideram importantes.

Elas anunciam que o envelhecimento é também tempo de aprendizado, participação social, criação, celebração da vida.
Algumas considerações (cont.) Zuleika Nilva F Malú Cida Nilva H BEAUVOIR, S. de. A Velhice. Rio de Janeiro : Nova Fronteira, 1990.

DEBERT, G. G. A Reinvenção da Velhice: Socialização e Processos de Reprivatização do Envelhecimento. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo: FAPESP, 1999.

FIORI, E. M. Conscientização e Educação. In:______. Textos Escolhidos: v.II: Educação e Política. Porto Alegre: L&PM, 1991, p.65-82.

FLECHA, R. Compartiendo palabras: El aprendizaje de las personas adultas a través del diálogo. Barcelona: Paidós,1997.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

KAPLÚN, M. Una pedagogía de la Comunicación. Madrid: Ediciones de la Torre, 1998.

LOPES LIMA, G. Educação pelos meios de comunicação ou produção coletiva comunicação, na perspectiva da educomunicação. São Paulo: Instituto GENS de Educação e Cultura, 2009.

WHITAKER, D. C. A. Envelhecimento e Poder. Campinas: Alínea Editora 2007.
Principais referências bibliográficas Os resultados foram analisados a partir de três categorias:

- Ressignificando o envelhecimento

- Co-laborando

- Comunicando As participante estão vivenciando seus processos de ressignificação do envelhecimento, no âmbito particular e público.









Convidam outras pessoas a participarem da 3ª idade (“Alô, galera, vamos lá!”): Positivação da imagem do envelhecimento.
Ressignificando o envelhecimento Lutar contra preconceitos:
Velhice = solidão, doença, incapacidade de aprender, de lidar com tecnologias;



Contrapontos:
Convívio, celebração da vida, aprender coisas novas, viver novas experiências, manusear equipamentos de vídeo.
Ressignificando o envelhecimento (cont.) É uma coisa assim inteligente. Uma coisa boa. Abre as cabeças da gente, diferente. (Malú)

Cada uma dá uma ideia, todo mundo junto, e então sai aquela coisa maravilhosa. Cada um com a sua ideia. Aí você tem a sua, mas aí outra fala, melhor do que a da gente, e... (Zuleika) Sou livre, leve e solta. (...)
É bom porque você pega amizade, conhece gente nova, né? Conhece lugar novo. (Malú)

Põe a gente assim pra cima. Modo de dizer, né? Você se sente outra, você conversa, tem amizades, né? Faz o exercício que tem que fazer. As danças, né, que é uma delícia! (Zuleika) Meu nome é Aparecida e eu tô aqui pra aprender. (Cida) Mas você vai falar isso não é pra mim, nem pra Marta, vai falar pra televisão, falar pro mundo. Como que é isso? (Nilva H) Nunca lidei com esses equipamentos, (...)
Tou indo bem e cada vez quero aprender mais. (Cida)

Tá vendo que a gente também sabe fazer as coisas?
A gente sabe pilotar muito mais do que fogão. (Nilva F) Os vídeos referentes ao trabalho estão disponíveis em:


Full transcript