Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

O Design de Moda e a sua relação com o público alvo e o segm

No description
by

RAQUEL MEDEIROS

on 16 January 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O Design de Moda e a sua relação com o público alvo e o segm

O Design de Moda e a sua relação com o
público alvo e o segmento de mercado

PRODUTO DE MODA
TANGÍVEIS
(CÓDIGO INDUMENTÁRIO REAL)
INTANGÍVEIS
(CONOTAÇÃO DE MODA)
BARTHES (2009)
"Sabemos que um
designer projeta
mercadorias, e que elas
não se revelam como
meros produtos: são
objetos investidos de
carga simbólica"
(PRECIOSA, 2006, p. 104).
As roupas, por serem signos que carregam em si uma série de significados atrelados à beleza, juventude, riqueza, feminilidade ou masculinidade, alegria ou tristeza imprimem ao seu portador uma escolha diária de posicionamento no conjunto maior das teias de significados compostos da cultura
(SANT'ANNA, 2003, p. 80)
PESQUISA:
PÚBLICO ALVO E SEGMENTO DE MERCADO
"À medida que nos aproximamos do próximo século, as empresas terão de voltar-se para o
cliente e para o mercado em tudo o que fizerem. Não basta serem orientadas para o mercado em
tudo o que fizerem. Não basta serem orientadas para o produto ou tecnologia – muitas companhias
ainda planejadas seus produtos sem pensar nas preferências do consumidor, e esses produtos são
rejeitados no mercado" (KOTLER, 2008, p.16).
"Não se pensa em design de
moda, senão em relação ao público que se interessará pelas criações. (VICENTINI e CASTILHO, p. 127, 2008).
- DIFICULDADES DE DADOS
- SETOR COMERCIAL
- MUITAS VEZES SE ENTENDE A VENDA COMO O "FIM"




- PESQUISAS:
* SOCIAIS
* CULTURAIS
* FÍSICAS (CORPORAIS)
- SEGMENTO
JUVENTUDE

BEM ESTAR

SOL

PRAIA

CUIDADO COM O CORPO

CONFORTO

CORES

"Trabalhar com métodos visuais está gradualmente se tornando uma necessidade no desenvolvimento de produtos de design. As descrições verbais dos objetivos, conceitos e soluções não são mais suficientes, especialmente nos projetos desenvolvidos para um mercado global. As diferenças semânticas entre conceitos resultam em entendimentos equívocados, mesmo entre designers, técnicos e diretores de marketing da mesma equipe de desenvolvimento".
(BÜRDEK, 2005, p. 265).
PAINEL SEMÂNTICO
CUIDADOS PESQUISA PÚBLICO ALVO

CARGAS SIMBÓLICAS
X
EXCLUSÕES

SEGMENTO DE MERCADO
* Necessidades primárias do consumidor se referem à manutenção da existência fisiológica

* Necessidades secundárias do consumidor envolvem satisfação estética e reconhecimento social.

Bomfim (1995)
"Interações entre o produto e seu usuário, através de observações e análises”
(BAXTER, 1998, p.178)
INSERÇÃO DAS NOVAS MÍDIAS SOCIAIS
NO PROCESSO DE PESQUISA DE PÚBLICO ALVO
BAXTER, M. Projeto de produto: guia prático para o design de novos produtos. Trad. Itiro Iida. São Paulo: Edgard Blücher, 2005.
BOMFIM, Gustavo A. Metodologia para desenvolvimento de projetos. João
Pessoa: Editora Universitária/ UFPB, 1995.
BÜRDEK, Bernhard E. Design: The History, Theory and Practice of Product Design. Basel: Birkhäuser, 2005.
FLÜGEL, J.C., A psicologia das roupas. São Paulo: Mestre Jou, 1966.
FREYRE, Gilberto, Modos de homem e modas de mulher, Rio de Janeiro: Record, 1997
ENGEL, J.; BLACKWELL, R.; MINIARD, P. Comportamento do consumidor. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos Editora, 2000.
MONTEMEZZO, M. C. F. S. Diretrizes metodológicas para o projeto de produto de
moda no âmbito acadêmico. 2003. 98p. Programa de Pós-Graduação em Desenho
Industrial da Universidade Estadual Paulista, Bauru.
MUNARI, Bruno. Das coisas nascem coisas. Tradução de José Manuel de Vasconcelos.
São Paulo: Martins Fontes, 2008.
JACQUES, Jocelise J.; SANTOS, Ronise F. dos. O Painel Semântico como Ferramenta
no Desenvolvimento de Produtos. Anais V CIPED, Bauru, p. 531-538, 10 – 12/10/2009.
KOTLER, P.; ARMSTRONG, G. Princípios de Marketing. Rio de Janeiro: Prentice Hall, 2008. LÖBACH, B. Design industrial: bases para a configuração dos produtos industriais.
Trad. Freddy Van Camp. São Paulo: Editora Blücher, 2001.
PRECIOSA, Rosane. O design de moda como potência de um experimento. Conexão – Comunicação e Cultura, UCS, Caxias do Sul, v. 5, n. 10, jul./dez. 2006.
RECH, S. R. Moda: por um fio de qualidade. Florianópolis: UDESC, 2002.
VICENTINI, C. Ferramentas e metodologia de projeto aplicados na criação de produtos
para a indústria têxtil-confecção. Tese de doutorado (Doutorado em Engenharia Mecânica).
Universidade Estadual de Campinas. Campinas, 2010.
VICENTINI, C.; CASTILHO, K. Design do corpo, design da roupa: uma análise semiótica. In Design de Moda: olhares diversos. Dorotéia Barduy Pires (org.). São Paulo: Estação das Letras e Cores Editora, 2008.

EXEMPLO CATÁLOGOS
Full transcript