Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Telmo MAIAS

No description
by

Telmo Silva

on 31 May 2010

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Telmo MAIAS

Os Maias Corrida de Cavalos Através deste trabalho, pretendemos fazer uma alusão aos Mais de Eça de Queirós, mais propriamente ao Capítulo X A Corrida de Cavalos, onde, após um breve resumo do capítulo, apresentaremos todas as personagens presentes no capítulo, seguindo-se a localização na estrutura global da obra, e tentaremos explicar a critica social feita neste Capítulo dos Maias, e actualiza-la aos dias de hoje. Introdução Capítulo X
Este capítulo inicia-se dando-nos a impressão de que Carlos já esta farto da Gouvarinho, pois já encontra-se com ela à três semanas e começa a enjoar a relação. Talvez devido a Maria Eduarda, mulher pela qual sente uma forte atracção, que o faz preparar um plano, em que Dâmaso o convidaria a visitar a quinta do Craft nos Olivais, afim de poder conhecer Maria Eduarda.
Chega o dia da Corrida de Cavalos, em Belem, e Carlos está de mau humor mas com esperança de ver Maria Eduarda, pois Dâmaso ainda não tem uma resposta dos Castro Gomes acerca da sua visita à quinta do Craft, no Hipódromo é lhe feita uma proposta da Gouvariho para passar com ela uma noite em Santarém, que acaba por aceitar.
Carlos aposta tudo o dinheiro que tinha disponível no momento num cavalo, que contra todas as expectativas acaba por vencer a prova, fazendo assim Carlos ganhar uma pequena fortuna, e sabe, por Dâmaso, que o Castro Gomes parte para o Brasil, deixando a mulher em Lisboa, e que esta vive num andar arrendado da casa do Cruges. Carlos informado disto, resolve passar por casa de Cruges, com a desculpa de querer falar com ele, com a esperança de ver Maria Eduarda, facto que acaba por não acontecer, e Carlos regressa ao Ramalhete.

Resumo Personagens Carlos Craft Condessa de Gouvarinho Dâmaso Ega Castro Gomes Cohen Taveira Cruges Afonso da Maia Steinbroken Alencar Vilaça Maria Eduarda Criticas Sociais Desinteresse generalizado: havia um clima humano sem motivação nem vitalidade.
ex.: “Um garoto ia apregoando desconsoladamente programas das corridas que ninguém comprava”.

Espaço inadequado:
A entrada: “Á entrada para o hipódromo, abertura escalavrada num muro de quintarola.”
As tribunas: ” Para além, dos dois lados da tribuna real forrada de um betão vermelho de mesa de repartição, erguiam-se as duas tribunas públicas, com o feitio de traves mal pregadas, como palanques de arraial. A da esquerda, vazia, por pintar, mostrava á luz as fendas do tabuado. Na da direita, besuntada por fora de azul-claro, …”
A falta do balcão de apostas;
O bufete: “O bufete estava instalado debaixo da tribuna, sob o tabuado nu, sem sobrado, sem um ornato, sem uma flor.”

Comportamento desajustados das senhoras: “havia uma fila de senhoras quase todas de escuro…”
“A maior parte tinha vestidos sérios de missa.”

O ridículo das roupas: “ a civilização fica curta nas mangas, é em segunda mão e ainda por cima é caríssima”.

A desordem: originada pelo jóquei que montava o cavalo “Júpiter” e que insultava Mendonça, o juiz das corrida, pois considerava ter perdido injustamente em detrimento do Pinheiro, que montara o Escocês e que obtivera a vitória por ser íntimo de Mendonça. Isto foi resolvido por Vargas, depois de ter havido insultos dos dois lados, dando uma ideia de os dois lados desafiarem o jóquei. Ouviram-se expressões como “Morra e “Ordem”.

Desejo de imitar o estrangeiro:

A sociedade da época pensava que o que era “chique” tinha de vir de fora e tentava, assim, imitar o estrangeiro.




Adultério:

A Gouvarinho representa, aqui, o adultério. Podemos aplicar esta realidade ao presente, pois nos nossos dias existem inumeros casos de traição.

O que é nacional não e bom:

Ainda nos dias de hoje, não ligamos ao que é nosso e pensamos que o que é bom tem de vir de fora e não damos valor a muitas coisas boas no nosso pais; deixando escapar, alguns talentos e oportunidades de nos afirmar-mos.
Actualidade Critica Este capítulo pertence ao título e ao subtítulo.
No que diz respeito ao título fala-nos do romance de Carlos com Maria Eduarda.
Quanto ao subtítulo é demonstrada a crítica que Eça de Queiros faz à sociedade dessa época.
Localização na estrutura global da obra FIM
Full transcript