Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Fungi_melos? A sustentabilidade na produção de cogumelos….

No description
by

89 87

on 7 May 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Fungi_melos? A sustentabilidade na produção de cogumelos….

Fungi_melos? A sustentabilidade na produção de cogumelos….

Tipos de Cogumelos
-
Estima-se que há cerca de 3.500 tipos de cogumelos:
•Venenosos
•Alucinogénios
•Ornamentais
•Comestíveis
•Medicinais
 
-
A sua distribuição pelo Mundo varia, no entanto os venenosos estão em maioria.
 
-
Em menor número, estão os medicinais, que são muito usados pela ação antibiótica.
 
-
A literatura especializada, cita aproximadamente 2 mil espécies potencialmente comestíveis, porém, apenas 25 delas são normalmente utilizadas na alimentação humana e um número ainda menor tem sido cultivado comercialmente.

-
Seres vivos que pertencem ao reino fungi, portanto, fungos.
-
Não são plantas (não fazem a fotossíntese) nem animais ou bactérias.

-
O Pleurotus ostreatus, é um fungo saprófita; isto é, depende de outros organismos para a sua alimentação, absorvendo nutrientes do material orgânico no qual residem. Alimentam-se dos nutrientes contidos em material orgânico .
Esta espécie existe na natureza essencialmente em troncos de árvores debilitadas ou mortas, geralmente folhosas.
Frutificam (produzem cogumelos) quando a humidade é elevada e as temperaturas são baixas, geralmente no Outono
Cogumelos…. O que são?
-
Espécie de fácil cultivo por se desenvolver numa grande diversidade de matérias-primas.
-
Pode ser cultivado em sacos de substrato, em canteiros ou em troncos de madeira.
-
Neste projeto, estamos a utilizar diversos substratos, matérias orgânicas que normalmente não são aproveitadas como: palha, serradura, borra de café, e algas.
-
O cogumelo quando maduro apresenta um chapéu em forma de concha com uma cor que varia do beije a cinzento-escuro, possui um pé lateral e normalmente frutificam agrupados em cacho.
-
O seu tamanho varia de 5 - 20 cm de diâmetro, com um aroma e textura bastante agradáveis.

Como é constituído um cogumelo
-
Os fungos propagam-se através da produção de milhões e milhões de esporos.
-
Quando um esporo se estabelece num ambiente apropriado, pode germinar e ramificar-se para formar um micélio.
-
Quando se encontram dois micélios sexualmente compatíveis, podem fundir-se formando um micélio secundário, que é capaz de formar corpos de frutificação.
 


Ciclo de vida dos fungos
-
Na prática do cultivo de cogumelos comestíveis não se utilizam esporos.
-
O seu tamanho reduzido faz com que sejam difíceis de manusear e as suas características genéticas podem diferir das do seu progenitor. Para além disso, os esporos de cogumelos precisam de algum tempo para germinar, enquanto outros fungos, como os bolores verdes, germinam e disseminam-se muito mais rapidamente.

-
O cogumelo desejado deve ser capaz de colonizar o substrato antes de outros fungos ou bactérias.
-
Para realizar tal processo, o micélio pré-cultivado do cogumelo (isento de quaisquer contaminantes) é inoculado num substrato estéril.

-
Este material tem a designação de semente. A utilização de semente dá uma vantagem de desenvolvimento ao cogumelo cultivado em comparação com outros fungos.

Desenvolvimento de micélio e semente
Colonização micelial ou incubação
-
Algumas espécies de cogumelos passíveis de ser encontradas nos nossos bosques ou mesmo nas prateleiras da maioria dos supermercados:
 

Ganoderma lucidum (Reishi)

-
possui propriedades anti-microbianas e anti-virais activas e estimulam a produção das células do sistema imunitário,

-
ajuda a reduzir os efeitos do envelhecimento, uma vez que reduzem os danos provocados pelos radicais livres , possuem propriedades anti-inflamatórias, anti-histamínicas e inibidoras da síntese de colesterol.

Pleurotus ostreatus (Repolga, Cogumelo-ostra)

-
produzem naturalmente isómeros de lovastatina, um composto utilizado no tratamento de problemas relacionados com o excesso de colesterol

-
possui compostos com propriedades anti-oxidantes, anti-virais e anti-tumorais

-
possui compostos ativos que atuam como modeladores das funções hepáticas e renais (tónicos hepáticos e renais).

Trametes versicolor (Yun zhi)
 
-
possui compostos que acuam diretamente como agentes antimicrobianos e anti tumorais inibindo o crescimento das células cancerígenas
 
-
possui compostos que atuam indiretamente estimulando a produção das células do sistema imunitário
 
-
um composto isolado a partir destes cogumelos demonstrou atividade como inibidor do mecanismo de replicação do vírus HIV.
Macrolepiota procera (Fradinhos, Púcaras)  

-
eficácia contra bactérias patogénicas, como por exemplo Staphylococcus aeureus e Enterococcus faecium.
   

Valor terapeutico de algumas espécies
-
Produto saudável em termos nutricionais: alimento fundamental nas dietas de emagrecimento , dado o seu grande teor em água.
 
-
Valor Nutritivo
Proteínas - 4,5%
Hidratos de Carbono - 4,8%
Minerais - 1 %
Água - 85-95%
Fibra - 0,8%
Valor calórico (100g) - 34 cal

Valor nutricional do cogumelo
Fase 1: Preparação do substratos
 
ALGAS:
 
-
Lavar as algas para lhes retirar o excesso de areias e sal, deixar secar ao ar cerca de 24h para retirar o excesso de humidade e cortá-las em pedaços pequenos (aproximadamente 15 cm);
-
Colocar um resguardo de plástico sobre a banca de trabalho e depositar sobre este as algas.
-
Espalhar por cima algum hidróxido de cálcio (cerca de 1% da massa das algas) para fazer subir o pH do substrato e assim eliminar outros possíveis fungos, misturar bem e deixar atuar durante 24h.
 
BORRA DE CAFÉ:
 
-
Colocar um resguardo de plástico sobre a banca de trabalho e depositar sobre este a borra de café que deve ser o mais fresca possível ( no máximo com três dias)
-
Espalhar por cima algum hidróxido de cálcio (cerca de 1% da massa da borra de café) para fazer subir o pH do substrato e assim eliminar outros possíveis fungos, misturar bem e deixar atuar durante 24h.
 

 PALHA OU SERRADURA:

-
Ferver a palha (ou serradura) previamente cortada em pedaços de cerca de 10 cm, durante 20 minutos para eliminar fungos indesejados, como bolores, que possam competir com o fungo do cogumelo. 
-
Deixar escorrer bem para retirar o excesso de humidade, de um dia para o outro.


Fases da Cultura de cogumelos
Fase 2: Inoculação do substrato
 
-
Manter o ambiente de trabalho muito limpo para controlar contaminações.
-
Calçar luvas de borracha e desinfetá-las com álcool para diminuir o risco de contaminação a partir do momento em que se abre o saco que contem o micélio;
-
Espalhar as “sementes de cogumelos” (grãos colonizados com micélio) - cerca de 3% a 8% da massa de algas/borras de café/…, e cima do substrato;
-
Misturar bem e colocar a mistura em sacos de plástico;
Efetuar pequenos golpes nos sacos, com o X-ato, por forma a permitir a circulação de ar.

Continuação
Fase 3: Acondicionamento dos sacos de cultivo para incubação
 
-
Acondicionar os sacos produzidos num local com luminosidade reduzida, não expostos à luz direta e bastante húmido;
-
A humidade do substrato deverá ser suficiente para permitir o desenvolvimento do micélio,
-
Em 3 a 4 semanas, os sacos deverão ficar recobertos de um material branco correspondente ao micélio (fungo a partir do qual frutificam os cogumelos);
-
Realizar a monitorização da temperatura (cerca de 20ºC) e da humidade (cerca de 80%).
 

-
Quando os sacos estiverem todos repletos de micélio (material branco) devem ser levados para um local arejado com bastante humidade, pois os primórdios (fase inicial do crescimento do cogumelo) começam a perfurar o saco para saírem para o exterior;
-
Regar os cogumelos com bastante frequência.
 

Fase 4: Frutificação

Continuação
-
Quando os cogumelos atingirem cerca de 8 cm de diâmetro podem ser colhidos, removendo-se pelo pé com algum cuidado;
-
Cada saco produzido deve frutificar cerca de três vezes.
 
Fase 5: Colheita

 Temperatura
 Humidade relativa
 Luminosidade
 Arejamento
 
Incubação
-
Sala escura e fechada, luminosidade mínima.
-
Temperatura entre 18 e 22ºC.
-
Ventilação de 1m3 de ar por hora.
-
HR aproximadamente 80%.
-
Humidade do substrato é normalmente suficiente para incubação.
-
Tempo de Incubação varia entre 22 a 30 dias.
 
Frutificação
-
Sala com 12h de luz indireta (200 a 500 lux).
-
Temperatura 12 a 15ºC.
-
Ventilação tal que os valores de CO2 sejam inferiores a 0.06%.
-
Humidade relativa de 85 a 95%
-
Três frutificações com intervalos de 14 a 21 dias.
 

Parâmetros ambientais a controlar
Resultados Finais
Substrato :ALGAS
Boas culturas!!!!
O EcoClube de Ciências agradece a vossa atenção

Catarina Inês, Sofia, Luís, Inês e Cristiana


-
Durante o seu desenvolvimento, o micélio coloniza o substrato, usando os nutrientes disponíveis. Esta fase é referida, geralmente, como colonização micelial ou incubação. Quando alguns nutrientes se esgotam, ou quando há uma mudança de clima, o micélio atinge outra fase: a reprodução.





-
Na maioria das espécies de cogumelos, a temperatura ótima para a colonização micelial é de, aproximadamente, 25 °C. Um maior desenvolvimento do micélio desejado também pode ser provocado por uma modificação do ambiente, p.ex. uma concentração alta de CO₂ pode ser favorável ao crescimento do micélio (mas não para a produção da cultura).

-
Depois de ter colonizado o substrato, o micélio é capaz de produzir corpos de frutificação. O número e a qualidade dos corpos de frutificação dependem do ambiente.

Visitem o nosso blog: http://fungimelos.wix.com/fungimelos
Full transcript