Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

A redação nos exames - 2015

No description
by

Alexandre Marques

on 12 November 2018

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A redação nos exames - 2015

As provas discursivas
são compostas de duas dissertações em prosa, que deverão ser escritas pelo candidato, cada uma, em no mínimo dez e no máximo trinta linhas de uma folha pautada fornecida no exame para este fim. Serão apresentados os temas sobre os quais o candidato deverá obrigatoriamente compor a sua dissertação em língua portuguesa.
Será
anulada
cada redação que:

1. Fugir à proposta (tema ou tipo de texto).
2. Estiver em branco ou fora dos limites mínimo e máximo de linhas ocupadas na folha pautada fornecida após a entrega do cartão resposta.
3. Apresentar palavrões, desenhos ou outras formas propositais de anulação.
Critérios para Correção da Redação

A correção das provas de Redação será feita de acordo com cinco aspectos que a banca avaliará, tanto quanto possível, de forma independente.

Cada um dos cinco critérios detalhados a seguir será pontuado de 0 a 3, gerando uma pontuação de cada redação numa escala de 0 a 15:

Adequação ao tema proposto
(compreensão do tema, articulação de diferentes perspectivas para defesa de um ponto de vista) e ao tipo de texto solicitado.

Recursos argumentativos e discursivos
(seleção de argumentos sólidos e pertinentes, evidências, informatividade, intertextualidade).
Coerência
(externa e interna). Aspectos a serem considerados: unidade temática, clareza na apresentação de ideias, relações lógicas, não contradição, progressão textual.

Coesão textual
, considerando aspectos lexicais (uso de sinônimos e hiperônimos) e gramaticais (emprego de conectivos, relações anafóricas, conectores intersentenciais, interparágrafos, intervocabulares, etc.).

Uso da modalidade escrita em língua-padrão:
adequação de registro linguístico, norma gramatical, convenções da escrita.
Obrigatória para todos os cursos

A prova de Português e Redação é a primeira da segunda fase e vale 100 pontos, sendo 50 para as 10 questões (interpretação, literatura e gramática) e
50 para o texto
.
Unicamp promoverá mudanças em seu Vestibular 2015. A prova de Redação será aplicada na segunda fase e a primeira fase passa a ser composta por 90 questões de múltipla escolha (Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia, Filosofia, Sociologia, Física, Química, Biologia, Inglês, além de questões interdisciplinares).
A prova de Redação, composta de duas tarefas obrigatórias, com valor total de 48 pontos (24 para cada uma), busca
avaliar a habilidade do candidato no emprego de recursos que são necessários à produção de textos pertencentes a diferentes gêneros discursivos
. Cada tarefa é acompanhada de instruções que indicarão os interlocutores envolvidos, bem como o gênero e o propósito do texto a ser elaborado pelo candidato.
Para que um texto seja bem sucedido em seus propósitos,
o autor deve ter uma experiência de leitura
e
delinear um projeto em função de um ou mais objetivos específicos
, que deverão ser atingidos por meio da formulação escrita.
Assim, o candidato deve, no desenvolvimento das duas tarefas, atender a requerimentos relacionados:

1)
ao gênero e à interlocução:
o texto elaborado em cada uma das tarefas deve ser representativo do gênero solicitado e considerar os interlocutores nele implicados.

2)
ao propósito
: deve-se cumprir o propósito da tarefa solicitada, observando o tema, a motivação e as instruções de elaboração do texto.

3)
à leitura
: é esperado que se estabeleçam pontos de contato com o(s) texto(s) fornecido(s) em cada tarefa. Deve mostrar a relevância desses pontos para o seu
projeto de escrita
e não simplesmente reproduzir o(s) texto(s) ou partes dele(s) em forma de colagem.
4)
à articulação escrita
:

1.leitura fluida e envolvente
2. articulação sintático-semântica
3. emprego adequado de elementos coesivos e de outros recursos necessários à organização dos enunciados
4. habilidade na seleção de itens lexicais apropriados ao estilo dos gêneros solicitados e no emprego de regras gramaticais e ortográficas que atendem à modalidade culta da língua
Tem por objetivo, a partir de conhecimentos da realidade atual, verificar as habilidades de:

1. entender as orientações dadas para a elaboração da redação;

2. selecionar um tema a partir das propostas dadas para o desenvolvimento do texto;

3.organizar o texto de forma clara, coesa, coerente e crítica, seguindo os padrões da norma culta escrita da língua.

A nota da prova com questões objetivas e analítico-expositivas classificará os candidatos pela ordem decrescente da soma das notas padronizadas em Redação/Língua Portuguesa/Literatura, História/ Geografia, Matemática/ Física, Biologia/ Química e Língua Inglesa.
Cada redação é lida e pontuada por dois professores.

A pontuação resultante é a média das duas avaliações e tem peso 3 (três),
num total de no máximo 30 pontos.

A redação
será anulada
(nota zero) se:

Estiver totalmente em branco;
Fugir do tema proposto;
Não apresentar estrutura de dissertação.

Estrutura Requerida na Redação

Introdução
, na qual se apresenta o assunto e propõe-se uma tese;

Desenvolvimento
, em que se mostram argumentação, citações e exemplos;

Conclusão
, que é um fechamento
coerente com os argumentos apresentados
.


1. Manifestação do grau de maturidade e de informatividade
presentes no texto;
2. Capacidade de escolher e utilizar o vocabulário sem usar frases feitas;
3. Unidade de sentido e coerência;
4. Domínio do padrão culto escrito da língua;
5. O texto deve constituir-se num conjunto harmônico, com
progressão lógica.

Os candidatos deverão elaborar um texto dissertativo, por meio do qual sejam capazes de demonstrar as seguintes competências:

conhecimento do tema; domínio da estrutura dissertativa;
articulação adequada dos elementos linguísticos e discursivos;
argumentação coerente e consistente;
expressão clara e correta, tendo em vista as normas da língua escrita padrão; pertinência da seleção lexical.
Para a atribuição dos pontos, a avaliação agrupará as referidas competências em três diferentes quesitos:

1) tema e estrutura;
2) articulação e argumentação;
3) correção gramatical e adequação léxica.


REDAÇÃO EM LÍNGUA PORTUGUESA - MÓDULO DISCURSIVO

Orientação da banca examinadora

O texto a ser elaborado pelo candidato deverá ser do tipo dissertativo-argumentativo, em prosa, e conter no mínimo, 20 e, no máximo, 30 linhas escritas, devendo ser apresentado a tinta e de forma legível. As redações que não atenderem a essas exigências não serão corrigidas, recebendo, portanto, nota zero.
Para a avaliação do texto serão considerados os seguintes aspectos:

• Adequação ao tema proposto e ao tipo de estrutura solicitado. Aos textos totalmente inadequados quanto a um desses aspectos será atribuída a nota zero.

• Coerência/coesão reveladas na organização macroestrutural do texto, na concatenação de suas partes, na progressão temática e no uso correto de conectivos.
• Argumentação, presente na capacidade de selecionar argumentos
consistentes e de organizá-los de modo a deles extrair conclusões pertinentes.

• Domínio da norma padrão (culta) da modalidade escrita da Língua
Portuguesa e seleção lexical adequada.
A Proposta

A prova de redação exigirá de você a produção de um texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo sobre um tema de ordem social, científica, cultural ou política. Os aspectos a serem avaliados relacionam-se às “competências” que você deve ter desenvolvido durante os anos de escolaridade. No desenvolvimento do texto, deverá ser defendida uma tese, uma opinião a respeito do tema proposto, apoiada em argumentos consistentes estruturados de forma coerente e coesa, de modo a formar uma unidade textual. Seu texto deverá ser redigido de acordo com a norma padrão da Língua Portuguesa e, finalmente, apresentar uma proposta de intervenção social que respeite os direitos humanos.

Critérios de Correção

Os critérios de avaliação da redação têm como referência as cinco competências da Matriz do Enem, transpostas para produção de texto escrito com base em uma situação-problema (proposta de Redação) e desdobradas, cada uma, em quatro níveis (critérios de avaliação da competência).

Cada avaliador atribuirá uma nota entre 0 e 200 pontos para cada uma das cinco competências, e a soma desses pontos comporá a nota total de cada avaliador, que pode chegar a 1000 pontos. A nota final do participante será a média aritmética das notas totais atribuídas pelos dois avaliadores
.

Competências e Critérios para Avaliação da Redação do Enem


I. Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita;

II. Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas do conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo;

III. Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista;

IV. Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação;

V. Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, demonstrando respeito aos direitos humanos



#DÚVIDAS?
Bem-Vindos!
A Redação merece uma correção especial. Logo que as provas chegam à FUVEST, procede-se a uma leitura eletrônica do texto preparado pelo candidato. Em seguida, são feitas duas cópias desse texto, sem identificar o candidato pelo nome, que são encaminhadas a dois corretores independentes, previamente treinados, que deverão atribuir nota a essa Redação, levando em conta três características:

1. Tipo de texto e abordagem do tema;
2. Estrutura;
3. Expressão.

Cada uma de tais características recebe notas 0, 1, 2, 3 ou 4 de cada avaliador. A atribuição de nota 0 ou máxima na Redação deverá necessariamente ser avalizada pela coordenação de sua equipe.

Se as duas avaliações independentes não convergirem (discrepância detectada pelos computadores), a Redação é encaminhada a uma “banca superior”, que analisa tudo novamente e atribui a nota definitiva. A
fuga ao tema proposto anula a Redação, que receberá nota zero
.
Critérios de correção

A redação deverá ser, obrigatoriamente, uma dissertação, na qual se espera que o candidato demonstre capacidade de mobilizar conhecimentos e opiniões, argumentar coerentemente e expressar-se de modo claro, correto e adequado.

Na correção da redação, serão avaliados três aspectos (Tipo de texto e abordagem do tema, Estrutura e Expressão), sendo que a cada um deles poderão ser atribuídos 0, 1, 2, 3 ou 4 pontos.

Tipo de texto e abordagem do tema

Verifica-se se o texto do candidato configura-se como uma dissertação e se atende ao tema proposto. Pressupõe-se, então, que o candidato demonstre a habilidade de compreender a proposta de redação e, quando esta contiver uma coletânea, que ele se revele capaz de ler e de relacionar adequadamente os trechos que a integram. A simples paráfrase da coletânea, da proposta e/ou das instruções não é, em princípio, um recurso recomendável para o desenvolvimento adequado do tema.

A elaboração de um texto que não seja dissertativo ou a fuga completa ao tema proposto farão com que a redação não seja objeto de avaliação em qualquer outro de seus aspectos, recebendo, portanto, nota zero em sua totalidade. No que diz respeito ao desenvolvimento, verificar-se-á, além da efetiva progressão temática, também a capacidade crítico-argumentativa que a redação revele.
Estrutura

Avaliam-se, conjuntamente, os aspectos de coesão textual (nas frases, períodos e parágrafos) e de coerência das ideias. O grau de coerência reflete a capacidade do candidato para relacionar os argumentos e organizá-los de forma a deles extrair conclusões apropriadas e, também, sua
habilidade para o planejamento
e a construção significativa do texto.

Aspectos negativos:

1.
cópia e transposição de elementos da proposta
2.
presença de contradições entre frases ou parágrafos
3.
a falta de encadeamento das ideias
4.
a circularidade ou quebra da progressão argumentativa
5.
a falta de conclusão ou a presença de conclusões que não decorram do que foi previamente exposto
6.
estabelecimento de relações semânticas impróprias entre palavras e expressões
7.
uso inadequado de conectivos
Expressão

1. domínio do padrão culto escrito da língua
2. clareza na expressão das ideias
3. competência para expor com precisão os argumentos selecionados para a defesa de seu ponto de vista
4.utilizar expressivamente o vocabulário, evitando o uso de clichês ou frases feitas

Serão examinados aspectos gramaticais como: ortografia, morfologia, sintaxe e pontuação.

A prova de redação terá a atribuição de nota de 0 a 28 pontos e tem o objetivo de
avaliar

a
capacidade de fundamentação
e
de conclusão
, o respeito ao tema definido, a
clareza da exposição de ideias
e o domínio da
norma culta
na modalidade escrita da língua portuguesa na elaboração de uma
dissertação
.
Proposta e Abordagem do Tema


A leitura da Proposta e da Coletânea é o ponto de partida para a
elaboração do projeto de texto
.

1.
candidato cumpre o que é solicitado,
posicionando-se frente à proposta
e considerando os elementos da Coletânea.
2. o candidato compreende as
ligações de sentido existentes entre Tema e Coletânea
.

Gênero/Tipo de Texto e Coerência

1. desenvolvimento do tipo de texto dissertativo e como a argumentação é construída.
2. o candidato sustenta sua tese em termos argumentativos e como esta argumentação está organizada
3. macroestrutura do texto dissertativo (introdução, desenvolvimento e conclusão).
4. a presença de introdução (apresentação do assunto abordado ou do ponto de vista a ser defendido), de desenvolvimento (argumentação que sustente a posição tomada) e de conclusão (término decorrente da argumentação apresentada).
5. a qualidade e a pertinência dos argumentos.
O autor
deve analisar, explicar, avaliar e interpretar uma questão específica de modo a convencer seu interlocutor de que o seu ponto de vista é o melhor possível
, faz-se necessária uma ficcionalização construída a partir da interlocução entre
um enunciador que se mostra como a voz do bom-senso/da verdade/da razão
e um co-enunciador representado como um auditório universal.
Elementos Linguísticos (Modalidade e Coesão)

1. o uso dos recursos formais da língua portuguesa expressos na superfície textual: as regras do padrão culto escrito da língua (regras ortográficas, morfológicas, sintáticas).
2. a escolha lexical (precisão vocabular) e o grau de formalidade/informalidade expressa em palavras e expressões.
3. o texto deve ser escrito em norma-padrão da língua portuguesa.
4. a capacidade de o candidato utilizar os recursos coesivos da língua de modo a tornar a relação entre frases e períodos e entre os parágrafos do texto mais claras e precisas.

Será atribuída nota zero à prova de redação que:

a) fugir ao tema ou gênero/tipo de texto propostos;
b) for escrita em outra língua que não a portuguesa;
c) for assinada ou redigida fora dos locais apropriados;
d) apresentar qualquer sinal que, de alguma forma, possibilite a identificação do candidato;
e) for escrita a lápis, em parte ou em sua totalidade;
f) estiver em branco;
g) apresentar letra ilegível e/ou incompreensível;
h) apresentar o texto definitivo em menos de 7 linhas efetivamente escritas.

O objetivo da prova de redação é
avaliar a capacidade de o candidato expressar seu pensamento por escrito, utilizando-se da norma culta da língua portuguesa
. Isso significa avaliar as
habilidades de ler e interpretar dados do enunciado, relacionando-os logicamente, posicionando-se frente a eles e argumentar na defesa de seu ponto de vista.

A banca analisará a redação levando em conta:

a) a estética (legibilidade, alinhamento, asseio, recuo do parágrafo);
b) a expressão (utilização da norma culta da língua portuguesa);
c) a organização (adequação à proposta temática e discursiva, unidade, coesão,
coerência, concisão, clareza, paragrafação adequada);
d) o conteúdo (argumentação pertinente e significativa, criticidade).

A banca atribuirá nota zero às redações que:

a) fugirem à proposta temática e/ou discursiva;
b) apresentarem acentuada desestruturação e/ou divagação no desenvolvimento das ideias;
c) forem consideradas ilegíveis;
d) forem estruturadas em verso ou em código alheio à língua portuguesa;
e) forem escritas a lápis.

Redação (pontuação: até 50 pontos)

Partindo da reflexão suscitada pelo tema, espera-se que o candidato redija um texto dissertativo de forma clara, concisa e objetiva, em acordo com a norma culta, com satisfatório grau de informatividade e expressividade.

A avaliação levará em conta os seguintes critérios:

a) adequação ao tema proposto;
b) progressão discursiva (hierarquização e correlação de ideias, além de encadeamento argumentativo);
c) coerência e coesão textuais;
d) correção gramatical;
e) propriedade e pertinência do léxico empregado;
f) capacidade crítica e argumentativa do candidato.

A parte de Redação consistirá de 2 (dois), 3 (três) ou 4 (quatro) textos a serem produzidos conforme as instruções dadas, inclusive quanto à sua extensão. O candidato deverá ler atentamente o enunciado e os textos que servirão de base para a sua resposta. Os textos/respostas deverão ser escritos em prosa e de acordo com a norma padrão do português brasileiro, salvo se o enunciado da questão propuser algo específico. O candidato poderá ser avaliado quanto às atividades de analisar, resumir, comentar, comparar, criticar, completar, etc. um texto verbal ou não. Aspectos discursivos, textuais, estruturais e normativos deverão ser levados em conta.
Cada redação é corrigida por dois corretores diferentes, sem que um saiba a nota atribuída pelo outro (correção dupla e cega). Nenhuma marcação ou anotação é feita no corpo das respostas a fim de que uma correção não influencie a(s) outra(s). As duas notas são, então, processadas pelo sistema, que registra esse resultado.

Os corretores trabalham com uma escala de 0 (zero) a 6 (seis). Cada média, posteriormente, é convertida em outra escala, de 0 (zero) a 12 (doze), mediante a aplicação do fator multiplicador 2

Prof. Alexandre Marques
http://www.curso-objetivo.br/vestibular/resolucao_comentada/unicamp/unicamp2015_2fase.asp?img=01
http://www.curso-objetivo.br/vestibular/resolucao_comentada/unesp/unesp2015.asp?img=01
http://www.curso-objetivo.br/vestibular/resolucao_comentada/unesp/unesp2015_2.asp?img=01
http://www.curso-objetivo.br/vestibular/resolucao_comentada/fuvest/fuvest2015_2fase.asp?img=01
Full transcript