Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

O reforçamento segundo a teoria de Skinner é toda conseqüênc

No description
by

on 7 September 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O reforçamento segundo a teoria de Skinner é toda conseqüênc

PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO - REFORÇAMENTO
PUNIÇÃO E DISCRIMINAÇÃO
REFORÇAMENTO
O reforçamento segundo a teoria de Skinner é toda conseqüência que, seguindo uma resposta tem uma alternativa para uma ação.
Representada por R-S o R representa a ação do individuo e o S o reforço. O comportamento operante refere-se a quem pratica a ação dentro do ambiente que se encontra, seja reforço positivo ou negativo, vai avaliar se é bom ou ruim.
O reforço é uma força extra para alcançar o que deseja. Dentro do reforço podemos citar: REFORÇO POSITIVO e REFORÇO NEGATIVO. E dentro desses dois existe a ESQUIVA e a FUGA e também a EXTINÇÃO e a PUNIÇÃO, a DISCRIMINAÇÃO e finalmente a GENERALIZAÇÃO.

Processo formulado pela analise experimental do comportamento. A extinção é um procedimento em que a resposta deixa de ser reforçada. E com isso a resposta poderá deixar de ser emitida, dependendo do reforço envolvido (da historia e do valor).
Com o tempo a criança pode progredir deixando algumas atitudes erradas ou regredir insistindo em um ato que ela sabe que não é certo.
Ex. quando uma criança desobedece a mãe, e reforça a atitude errada e a mãe passa um castigo e a criança não volta a fazer o que desobedeceu a mãe. Essa atitude é uma extinção do reforçamento do comportamento.

EXTINÇÃO
GENERALIZAÇÃO
REFORÇAMENTO POSITIVO, NEGATIVO E ESQUIVA
Reforçamento Positivo
Reforço Negativo
Esquiva
Na esquiva o individuo adota um comportamento para prevenir a ocorrência ou reduzir a magnitude do segundo estimulo que também é aversivo (é algo que causa desprazer, algo que cause incomodo, como dor física, constrangimento, dor emocional, etc.) o estimulo aversivo pode gerar ansiedade e mudança fisiológica, reflexos tais como aumento da pressão sanguínea, da respiração e da tensão muscular, pode também desencadear comportamento agressivo. Ex. quando escutamos o chiado que procede do estouro de rojões, tapamos o ouvido para evitar ou reduzir o barulho dos estouros, quando ouvimos o barulho do “motorzinho” usado pelo dentista sabemos que este barulho precede a dor de dente, conseqüentemente, desviamos o rosto da broca.
A esquiva se reduz é reforçada pelo condicionamento operante.
O segundo processo é a fuga, quando se evita o estimulo aversivo, mas se foge dele depois de iniciado. Ocorre quando, por exemplo, os rojões começam a estourar e só depois o individuo apresenta comportamento para evitar o barulho que incomoda fechando a porta, indo embora ou tampando os ouvidos.

ESQUIVA
PUNIÇÃO
É o processo que envolve a conseqüência de uma resposta, quando ocorre um estimulo contrario ou é retirado o reforçador positivo presente, é só mudar o comportamento se a punição for extremamente intensa.
As punições que ocorriam na educação foi questionada pelos Behaviorismo, ta tentativa de acabar com aquela punição de ficar de joelhos no milho, fazer varias copias de textos, reguadas e o isolamento, eles propuseram a mudança de punição pelo procedimento de instalação de comportamentos desejáveis, e pode ser usado em vários espaços que trabalhe para instalar comportamentos desejáveis.
Dependendo a ação a punição não faz com que a pessoa mude seu comportamento, ai invés de se adequar ao certo, se esquivam, fugindo da punição.

DISCRIMINAÇÃO
É o que nos da limite, nos faz entender e saber como se portar diante dos fatos e acontecimentos diários. Somos maquininhas treinadas, tudo em nossa vida é controlado. Fomos estimulados a ser gentil, a discriminação esta em dizer que o contrario disso é feio é ser mal educado, isto é, um mal comportamento.
Na aprendizagem é importante que o estimulo esteja funcionalmente relacionado ao comportamento. Ocorre quando um organismo responde a um estimulo particular que se apresenta juntamente com outro estimulo semelhante.

GENERALIZAÇÃO
Em nosso dia a dia recebemos muitos estímulos e a generalização se aplica justamente em perceber os estímulos similares e responder a eles de forma semelhante. Graças a nossa capacidade de generalização no aprendizado de regras e normas sociais aprendemos a nos comportar em diferentes situações sociais.
Uma norma ou regra aprendida em uma situação não precisará ser reaprendida em situação semelhante.
Ao se aprender a fazer as contas de adição, subtração, divisão e multiplicação generalizamos esse aprendizado escolar, trazendo-o para o dia a dia ao efetuar uma compra por exemplo.
Assim sendo a generalização e a capacidade que se tem de aplicar o que se aprendeu em determinada situação a uma situação semelhante, não sendo necessário um reaprendizado.

Acadêmicos: Denise Marques, Denise Zimerman, Elaine Vanessa, Cleidiane, Catiane, Aurinéia, Eula.

Formatação: Elaine Vanessa
Formatação Slides: Denise Marques
Full transcript