Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Aula 1 e 2 LI - Logística Internacional

No description
by

Silvio Vasconcellos

on 7 July 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Aula 1 e 2 LI - Logística Internacional

A formação de preços no comércio internacional
Embalagem, armazenagem e abastecimento
INCOTERMS: a gestão do risco e a logística
Fluxos logísticos
Gestão da demanda e roteirização
Logística Internacional
Logística Internacional
Análise dos custos logísticos na formação dos preços de exportação/importação - INCOTERMS. Transportes internacionais, agentes da cadeia de distribuição física internacional, riscos e seguros de transporte internacional. Modais de transportes, regimes especiais e estratégias competitivas de utilização, bem como os tipos de transportadores e operadores logísticos. Roteirização e o controle de frotas. Operações de recebimento, armazenagem, abastecimento, atendimento de pedidos, embalagem e expedição.
Apresentações
Alunos
Professor
Doutor e mestre em administração pela UNISINOS, graduação em Administração, com habilitação em Comércio Exterior e em Formação Pedagógica.
Gestor sócio-fundador da CONEXO Assessoria em Comércio Exterior (1990).
Professor licenciado da IENH (Novo Hamburgo)
Aula 1
A formação de preços no comércio internacional
Qual é a fórmula para estabelecer o preço?
Custo + Lucro = preço
Preço - lucro = custo
Métodos de determinação de preço
Preço de markup
- O markup é um padrão, mas pode variar de acordo com as categorias de produtos. A utilização de markups-padrão não têm muito sentido. Qualquer negócio que não levar em consideração a
demanda atual, o valor percebido e a concorrência, provavelmente não desenvolverá um preço ótimo.
Preço de retorno alvo
: consiste em conseguir um retorno justo sobre os investimentos. Todavia, é fundamental levar em consideração os preços praticados no mercado pela concorrência.
Preço de valor percebido
: de acordo com as percepções dos compradores.
Preço de valor ao cliente:
preço relativamente baixo para uma oferta de alta qualidade, preços baixos todos os dias. Postula que o preço de valor deve representar um alto valor para os consumidores.
Preço de mercado
: preço baseado nos preços dos concorrentes.
Preço de leilão:
que tem por objetivo desovar excessos de estoques ou comercializar artigos de segunda mão. (Portal HSM, mar/2011)
O custo portuário
Estima-se que 95% das exportações brasileiras se deem via marítima, motivo pelo qual o custo portuário seja relevante (Keedi, 2004).
Por outro lado, o custo de chegar até o porto também corrobora na formação do custo de embarque, independentemente do INCOTERM utilizado.
Existe opção para calcular o preço?
No comércio exterior, é o mercado que determina o preço de venda. O fabricante deve deduzir do preço o lucro almejado e adaptar seu custo a essa realidade (Keedi, 2004)
Custos Logísticos
Perguntas básicas:
Trata-se de mercadoria convencional?
Como a carga será transportada?
Necessitará de armazenagem na origem e/ou destino?
A carga será unitizada?
Haverá custo extra de estufagem?
Como será o deslocamento até o local de embarque?


Custos circunstanciais
pallets
containers
big bags
O risco do demurrage
O frete
Cotação de frete:
Normalmente, o frete é cotado em peso e/ou volume.
Embarque por container segue preço por equipamento. Observar limitações de peso e medidas internas.
Fatores que influenciam o valor do frete:
valor da mercadoria
peso/volume
manuseio especial
natureza do produto (perecível, perigoso)
grau de suscetibilidade a furto e avaria
milhagem a ser percorrida
quantidade de itens
Exemplo:
1 caixa medindo 80cm x 70cm x 60cm, com peso de 40 Kg, ter o cálculo:
80 x 70 x 60cm = 336.000/6000 = 56 kg cubados
Mercadorias muito leves, que tomam espaço em aeronaves, seguem o critério do volume para cálculo do frete. Usualmente o fator é 6.000 cm3 para cada quilo.
Fator densidade
Ludovico (2010)
Logística Internacional
Prof. Sílvio Vasconcellos
container de 20 pés
Aula 1
Explanação sobre o tema
Análise do caso proposto para avaliação
Exportando cachaça para Rússia
atividade em trios
Aula 2
Noções de Unitização e Estudo do Processo de Conteinerização de Cargas
agenda
Roteiro Básico
Operações Primitivas e o Processo de Unitização de Cargas
Contêiner – Definição
Histórico
Contêiner – Estrutura Básica
Tipos de Contêineres
Padrões Usuais
Equipamentos para Contêineres
Formas de Utilização dos Contêineres
Recomendações para “ovação” e “desova”
Movimentação de Contêineres: Principais Portos
Operações Primitivas e o Processo de
Unitização de Cargas
Fase de manejo de carga – estiva e desestiva
Manejo volume por volume, com ou sem
equipamento
Desvantagens: tempo; custo; mão-de-obra excessiva
O processo de unitização de cargas
Pré-lingadas (pré-slings) e pallets
Vantagens
Os contêineres como a forma mais evoluída de
unitização
Container /contêiner
Contêiner deriva da palavra inglesa container, que tem a acepção genérica de ‘recipiente’, ‘caixa’, ou ‘engradado’.
Em transporte, é um equipamento construído de acordo com normas técnicas reconhecidas internacionalmente e com as medidas padronizadas, de forma que torna-se possível o seu uso repetido no decorrer de largo tempo. O contêiner permite, ainda, que a transferência de uma para outra modalidade de transporte ocorra com total proteção à carga nele acondicionada, garantindo sua segurança e inviolabilidade”
Tipos de Contêineres
• Unidades de carga geral: convencional; open-top;
open-side; half; ventilados
• Unidades térmicas: isolantes; refrigerados e de
calefação
• Unidades tanque
• Unidades de granel seco: pressão ou gravidade
• Contêineres de plataforma: gaiola
UNIDADES DE CARGA GERAL
Contêiner open-top
UNIDADES TANQUE
Equipamentos para contêineres
• Faixa de operação: guindastes; portainers etc.
• Transporte: chassis; empilhadeiras (*) etc.
• Faixa de armazenagem: empilhadeiras; transtainers;
• pórticos etc.
Transtainers
tracking do SS BF
http://www.marinetraffic.com/pt/ais/details/ships/shipid:3664517/mmsi:235114033/imo:9706891/vessel:CMA_CGM_BENJAMIN_FRANKLIN
https://www.flightradar24.com/-29.68,-51.13/7
Radar aéreo
Full transcript