Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Aula de Hipermídia I

Conceitos de hipermídia e discussão sobre linearidade de leitura em um hipertexto.
by

Rodrigo Gonzatto

on 11 February 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Aula de Hipermídia I

Introdução http://inmaps.linkedinlabs.com/ Aula de Hipermídia Hipermídia Rodrigo Gonzatto
Design Digital, PUCPR a AMSTEL, Frederick M. C. van. Do Hipertexto a Hipermídia. In: Usabilidoido (Blog). 2006. <http://usabilidoido.com.br/do_hipertexto_a_hipermidia.html>

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia. São Paulo: Ed. 34, 1995. v. 1-2.

LAPUENTE, María Jesús Lamarca. Hipertexto: El nuevo concepto de documento en la cultura de la imagen. <http://icesecurity.org/conceptos/aportacion.htm>

MONTEIRO, Silvana. O ciberespaço e os mecanismos de busca: novas máquinas semiótica, 2006. <www.scielo.br/pdf/ci/v35n1/v35n1a04.pdf>

MOURA, Mônica. O design de hipermídia. Tese (Doutorado). São Paulo: PUC-SP, 2003

LÉVY, Pierre. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamiento na era da informática. Rio de Janeiro, Ed. 34, 1993. Hibridismo Não-linearidade Interatividade Navegabilidade Hipertextualidade Mistura de diferentes tipos de linguagem
Re-significação das informação Oferta de diferentes caminhos
O usuário não precisa seguir uma sequência pré-determinada
Possibilita desvios e favorece descobertas Usuário é provocado para ter um papel ativo
Multiplicidade de construção de sentidos REFERÊNCIAS Qual é a grande diferença? Permitir exploração
Movimentação por vários caminhos
Usuário pode ir aonde quiser, encontrar seu rumo ou se perder Uma malha de possibilidades formando uma rede sem fim? As 5 características da hipermídia,
segundo Mônica Moura (2003).... Os 6 princípios do hipertexto,
segundo Pierre Lévy (1993).... Metamorfose: processo de constante transformação
Heterogeneidade: diferentes tipos de nós que podem ser acessados por caminhos diferentes
Multiplicidade: cada nó ou conexão pode revelar uma rede de novos nós ou conexões e cada novo nó pode apresentar outro universo de conexões.
Exterioridade: a construção, definição e manutenção da internet dependem de múltiplas interações, conexões entre pessoas e equipamentos.
Topologia: permite construção de caminhos.
Princípio da mobilidade dos centros: a rede tem uma estrutura com múltiplos e móveis centros, que se reorganizam a cada leitura. A famosa enciclopédia colaborativa:
wikipedia.com Um hipertexto experimental:
www.eldiablito.net O imageboard mais famoso
do mundo:
www.4chan.org www.uol.com.br www.qq.com www.orkut.com.br www.milliondollarhomepage.com Gmail www.beonlineb.com www.neonbible.com Encontrar um site que explore todos os elementos de Hipermídia apresentados nesta aula. Para o próximo encontro: Onde está Wally? http://www.dicadeamiga.com.br/ Gmail www.beonlineb.com www.neonbible.com Experimente estes
elementos e desenvolva
uma história com eles: www.milcasmurros.com.br Nuestro Legado, de Victor Cauduro Entre o Texto e a Imagem: Este é o labirinto de Creta. Este é o labirinto
de Creta cujo centro foi o Minotauro. Este é o labirinto
de Creta cujo centro foi o Minotauro que Dante imaginou como
um touro com cabeça de homem e em cuja rede de pedra se perderam tantas gerações. Este é o labirinto de Creta cujo centro foi o Minotauro, que Dante imaginou como um touro com cabeça de homem e em cuja rede de pedra se perderam tantas gerações como Maria Kodama e eu nos perdemos. Este é o labirinto de Creta cujo centro foi o Minotauro, que Dante imaginou como um touro com cabeça de homem e em cuja rede de pedra se perderam tantas gerações como Maria Kodama e eu nos perdemos naquela manhã e continuamos perdidos no tempo, esse outro labirinto. Jorge Luis Borges Encontre um site que explore as cinco características
da hipermídia apresentadas.
Full transcript