Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Prosa Romântica

No description
by

Mônica Silva

on 12 June 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Prosa Romântica

Prosa Romântica

Procurou definir nação, povo, língua e cultura brasileira;
Classe consumidora: burguesia;
Primeiro romance romântico: "O filho do pescador - Antônio Gonçalves Teixeira e Sousa - 1843;
Primeiro romance romântico em folhetim: "A moreninha"- Joaquim Manuel de Macedo - 1844;
Os personagens são idealizados e com os quais os leitores, principalmente jovens e mulheres, identificavam-se;
Algumas obras fugiram um pouco desse esquema geral: Memórias de um Sargento de Milícias e Inocência.
Prosa urbana

Os romances tematizavam a descrição dos costumes urbanos e correspondiam às projeções dos conflitos emocionais dos leitores;
Ambiente: normalmente o Rio de Janeiro (corte);
Retrata a vida social;
Cenas de saraus, bailes;
Vida citadina;
Principais autores: Joaquim Manuel de Macedo, José de Alencar, Manuel Antônio de Almeida.
José de Alencar:
1829 - 1877;
Cearense;
Cursou Direito;
Foi deputado estadual, ministro da justiça, romancista, dramaturgo;
Suas obras relatam mitos, lendas, tradições, festas religiosas, usos e costumes observados por ele, com o objetivo de dar a feição do Brasil aos seus textos;
Perfis de mulheres alencarianas em 3 livros: Lucíola, Diva e Senhora;
As mulheres retratadas são fortes, decididas, heroínas - fora dos padrões da época.
Prosa indianista / histórica

Índio = autência expressão da nacionalidade; símbolo da pureza e da inocência, forte, perfeito;
Trata do período colonial e também pré-cabralino;
mito do "Bom selvagem";
semelhante ao herói medieval;
Ambiente: vida primitiva;
principal autor: José de Alencar.
Prosa regionalista

Proporcionou ao país uma visão de si mesmo;
buscou compreender e valorizar as características linguísticas, culturais, sociais de cada região do Brasil;
atração pelo pitoresco;
vida rural;
principais autores: Visconde de Taunay (Inocência); José de Alencar (O Gaúcho); Franklin Távora (O cabeleira); Bernardo de Guimarães (O Ermitão de Muquém).
Patrono da cadeira de número 23 na ABL;
ressalta uma linguagem mais nacional;
Prosa urbana = critica a sociedade da época, a desigualdade social. Os escravos são reduzidos ou quase não aparecem;
Prosa indianista = o europeu é vilão e o índio é puro e idealizado, um herói e símbolo da raça . Entretanto, ainda europeizado.
Prosa regionalista = Inaugurada por Alencar. Foco = realidades, culturas, falares regionais do Brasil.
Títulos de obras com referências a mulheres:
A viuvinha;
Lucíola;
Diva;
Iracema;
A pata da Gazela;
Til;
Senhora;
Encarnação;
Mãe (teatro).
Full transcript