Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Introdução à Fotografia - Aula 14

Aula teórica sobre os conceitos e linguagem da fotografia de imprensa, moda e publicidade para o curso de Publicidade da Faculdade de Comunicação Social da Unoeste
by

Rubens Cardia

on 2 June 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Introdução à Fotografia - Aula 14

Jornalismo
Publicidade
Publicidade
de Moda

Experiência
Editoriais
Para Começar
Criticas
Fotojornalismo
.
.
ESTÉTICA
Social
Código
SEO
CMS
Imprensa, moda e publicidade.
Imagens de:
Seja no Jornalismo
As imagens na fotografia-expressão, como o próprio nome diz, exprimem mais do que descrevem

Na fotografia expressão já não é tão importante o rigor técnico, como na fotografia documental, e isso é quebrado com fotos desfocadas, sujas, cortes abruptos, uma fotografia mais livre – pode ser manipulada

Desde a invenção da fotografia existe manipulação

Era possível acrescentar personagens nas imagens, por meio de montagens, retocar o negativo, e como câmeras reflex analógica é possível “puxar” o ISO, fazer revelação cruzada, ou seja tipos de manipulação







Não é possível criar uma divisão pois uma mesma fotografia pode ser documental e expressar ideias (expressão, arte)

Jornalismo – fotografia documental, busca representar o real sem distorções

Publicidade, moda – fotografia expressão, tem mais liberdade, não tem compromisso com a realidade

Algumas fotografias fotojornalísticas portanto podem ser consideradas expressão
Quem fotografa, quer dizer algo

Arte ou Documento?
Na arte, como expressão
Com os softwares a manipulação da imagem digital fica mais “escancarada”
Manipulação

na Publicidade
A fotografia surge no período do positivismo, ou seja, do raciocínio lógico e das provas

Surge como representação da realidade, prova do real

Porém, só é aceita como documento pela História na década de 1970

Ou seja, a fotografia é um objeto novo.
Muitos autores criticam que a fotografia não pode ser considerada a realidade pois é apenas um recorte

Outros levantam ainda a questão ideológica do fotógrafo, que imprime nas imagens suas ideias

Existe ainda a questão da manipulação, que vamos falar mais adiante

A maioria dos fotógrafos quer passar uma mensagem através de sua fotografia, seja ela documento ou arte


Arte X Documento
A diferença entre a fotografia documental (fotojornalismo) e a fotografia expressão (arte, publicidade e moda) está na intenção do autor
A fotografia expressão não tem compromisso em representar a realidade, por isso possui códigos de produção e estética mais livres.
"Phanton"
é a foto mais cara do mundo, arrematada em dezembro de 2014 por US$ 6,5 milhões
Rhein II é a 2ª fotografia de maior valor comercial. A fotografia retrata o Rio Reno e foi tirada pelo fotógrafo Andreas Gursky e foi arrematada, em novembro de 2011 por US$ 4.338.500
Outra foto de Andreas Gursky,
99 Cent II Diptychon
, e que mostra o interior de um supermercado.
Foi vendida em um leilão da Sotheby’s, em fevereiro de 2007, por 3,3 milhões de dólares.
Autorretrato da fotógrafa americana Cindy Sherman, feito em 1981. Foi vendido em um leilão da Christie’s, em maio de 2011, por 3,89 milhões de dólares.


De autor desconhecido, Retrato de Billy the Kid, o mais célebre fora-da-lei norte-americano, foi vendida em um leilão em junho de 2011, por 2,3 milhões de dólares.

Código: é um conjunto de signos convencionais e sua compreensão deve ser total ou parcialmente comum ao emissor e ao receptor.

Código fotográfico é culturalmente determinado.

A mensagem na fotografia deve trabalhar dentro de suas possibilidades, por exemplo, a luz, composição, corte etc, ou seja dentro de seu código

Podemos considerar estética como a teoria da sensibilidade.

Aquilo que é apreendido pelos sentidos.

Ou seja: A estética como uma ciência, um modo específico de apropriação da realidade vinculado a outros modos de apropriação humana do mundo, com as condições históricas, sociais e culturais em que ocorre.

FOTOGRAFIA
A mensagem fotográfica, de acordo com a intenção do autor, fala ao seu receptor por meio de um código, o fotográfico (composição, iluminação), e de uma estética, apreendida pelos sentidos (cores, sensações)

Em cada segmento (imprensa, publicidade e moda), os códigos e estética são próprios.

FOTOGRAFIA
Trabalha com jogos de metáforas, com o repertório imagético

Dentro de seu código, busca passar mensagem

Permite uma infinidade de interpretações

Portanto que vá além do senso comum, mas mantenha uma semelhança com o que conheço
Na publicidade, a mensagem fotográfica pode ser atrelada a um texto ou não.

Busca vender um conceito, e, em última instância, estimular o consumo do bem.

Por vezes, faz uso do humor, de figuras conhecidas, de ideias do senso comum para surpreender o leitor, trabalhar com suas imagens mentais, prendendo sua atenção.

As imagens são trabalhadas e lidam com estereótipos e arquétipos (mãe, liberdade)

Nicole Kidman

Catherine Deneuve

Na Moda
A fotografia de moda nasceu no começo dos anos 20.

A intenção era vender mais rapidamente criando todo um mundo idealizado pela fotografia.
De uma maneira geral, toda vez que vemos uma fotografia de moda, de alguma maneira entramos em contato com algo que vai além do mero produto, além da informação.

Experimentamos uma possibilidade de comportamento, ou a imaginamos, a desejamos.

A imagem nos impõe uma proposta de vida, uma experiência de estilo, de forma de ser.

Na fotografia de moda, o cuidado estético é grande, ela deve prender a atenção e vender o conceito da marca e seus produtos.

Saturação de cores, usos inusitados da câmera, assim como na publicidade é permitido ousar.

No fotojornalismo, existem padrões pré-concebidos para a produção das imagens como planos, enquadramentos

Alguns fotógrafos, entretanto, fogem dos clichês

O que determina o resultado na fotografia, mais do que a preocupação estética, são as condições nas quais essa imagem foi produzida: invasão, correria

Deve apresentar a realidade, sem distorções que comprometam a compreensão do leitor
No fotojornalismo está atrelado a realidade e por isso deve representá-la de modo mais fidedigno possível


O fotógrafo busca passar (ou às vezes reforçar) a mensagem informativa através da imagem



No Fotojornalismo
Surge na contemporaneidade uma nova estética

Imagens tomadas por aqueles que participaram da notícia passam a ser utilizadas, mesmo que tenham pouca qualidade ou nenhuma preocupação estética ou de composição

Qualquer imagem é melhor que imagem nenhuma

Considerações
O que sabemos pelos vários estudos teóricos da imagem é que ela cumpre funções sociais

Existem formas que a sociedade gosta de ser representada. E a fotografia ajuda a concretizar estas representações.

Os meios de comunicação – no nosso caso a fotografia – não são meros transmissores de informação ou conteúdo simbólico, mas são também criadores de novas formas de ação e interação no mundo social.

Ao perceber uma imagem eu entro num processo de produção e intercâmbio de informações
Full transcript