Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

politicas natalistas

No description
by

raquel tavares

on 1 April 2011

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of politicas natalistas

POLÍTICAS DEMOGRÁFICAS NATALISTAS Surgem na tentativa dos diferentes países, com baixas taxas de natalidade, regularem o crescimento da sua população. Estas servem para incentivar as famílias a ter filhos e, assim, aumentar a população jovem e a taxa de natalidade. Na Alemanha, como forma de incentivo à fecundidade, o governo passou a oferecer 25 mil euros por criança às futuras mães alemãs. Não deveria Portugal seguir este exemplo e tentar aumentar a sua fraca baixa de natalidade? Os casos O Índice Sintético de Fecundidade representa o número de crianças que, em média, cada mulher tem durante a sua vida fecunda. Sabias que para manter a estabilidade da população, o ISF deveria ser de 2,1 filhos por mulher? Sabias que para manter a estabilidade da população o ISF deveria rondar os 2,1 filhos por mulher? “Baixa natalidade não garante a renovação das gerações”
Países como a Espanha, Itália, Alemanha, Rússia e França, têm promovido políticas natalistas que contemplam, por exemplo, as seguintes medidas:
• Aumento do abono de família;
• Alargamento da licença de maternidade e paternidade;
• Subsídios de nascimento;
• Benefícios fiscais para famílias numerosas;
• Aumento de impostos para os jovens de uma certa idade que ainda não tenham filhos. Alguns países europeus, como a Espanha, Alemanha, Itália, Rússia e França, têm promovido políticas natalistas, que contemplam, por exemplo, as seguintes medidas:
• Aumento do abono de família;
• Alargamento da licença de maternidade e paternidade;
• Subsídios de nascimento;
• Benefícios fiscais para famílias numerosas;
• Aumento de impostos para os jovens de uma certa idade que ainda não tenham filhos. POLÍTICAS DEMOGRÁFICAS NATALISTAS O Índice Sintético de Fecundidade corresponde ao número de crianças que, em média, cada mulher tem durante a sua vida fecunda. “Baixa natalidade não garante a renovação das gerações” Na Alemanha, o governo oferece 25 mil euros por criança às futuras mães. Não deveria Portugal, de modo a tentar aumentar a taxa de natalidade, implementar também medidas natalistas? As políticas demográficas natalistas surgem na tentativa dos diferentes países, com baixas taxas de natalidade, regularem o crescimento da sua população. Estas servem para incentivar as famílias a ter filhos e, assim, aumentar a população, tornando-a mais jovem.
Full transcript