Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Ernesto Geisel

No description
by

Tatiane Antunes

on 19 October 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Ernesto Geisel

Ernesto Geisel
Ernesto Geisel foi um general e político brasileiro, presidente do Brasil de 15 de março de 1974 a 15 de março de 1979.
Seu nome foi lançado oficialmente a candidatura à presidência da república em 18 de junho de 1973, sendo eleito com 400 votos a favor, vencendo o anticandidato Ulisses Guimarães.
Governo de Geisel
Iniciou o mandato presidencial em 15 de março de 1974, seu governo durou até 15 de março de 1979, tendo como vice-presidente Adalberto Pereira dos Santos. Seu governo foi dedicado a abertura política, enfrentando forte oposição dos militares radicais.
Houve durante o seu governo, a necessidade de administrar as crises da ditadura e o amadurecimento da oposição dentro e fora do governo. Mario Henrique Simonsen foi indicado para o Ministério da Fazenda, que logo anunciou o II Plano Nacional de Desenvolvimento, na tentativa de retomar o crescimento econômico e conter o avanço da inflação.
O Plano falhou, o Brasil sofreu os efeitos da crise do petróleo que gerou crise econômica nas grandes nações do mundo. A crise econômica fortaleceu a oposição política oficial no cenário político nacional.
Em outubro de 1975, ocorreu a morte no jornalista Vladimir Herzog na prisão do II Exército de São Paulo, sob indícios apresentados pelo exército como suicida. O fato fortaleceu a pressão pela anistia aos presos políticos e a abertura de uma nova Constituinte.
O episódio acabou dando forças para que diversas entidades representativas se unissem em torno de duas grandes reivindicações: a anistia aos presos políticos e a realização de uma nova Constituinte.
Projetando uma ampliação da representação política dos setores de oposição, o Governo Geisel lançou, em 1977, o chamado pacote de abril. Esse pacote promoveu uma desarticulação política sustentada pelas premissas estabelecidas pelo Ato Institucional nº 5 (AI-5).

O Congresso Nacional foi fechado, ao mesmo tempo, o sistema judiciário e a legislação foram alterados. As campanhas eleitorais foram restritas, o mandato presidencial passou para seis anos e as leis seriam aprovadas por maioria simples.
Com o isso, a ditadura conseguiu garantir uma maioria de integrantes políticos favoráveis à situação.
Ao fim de seu mandato, Ernesto Geisel tomou uma última atitude que representou bem o tom conservador de sua abertura política: revogou o AI-5 e, logo em seguida, deu ao próximo presidente o direito de decretar Estado de Sítio a qualquer momento.
Full transcript