Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

MODAL DE TRANSPORTE AEROVIÁRIO

No description
by

Luís A. S. de Melo Jr.

on 28 May 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of MODAL DE TRANSPORTE AEROVIÁRIO

Histórico do transporte de carga
Tipos de Cargas
Principais características
Modal de Transporte Aeroviário
Notes
Place your own picture
behind this frame!
Double click to crop it if necessary
San Francisco
Budapest
Important
Details
(cc) photo by Metro Centric on Flickr
(cc) photo by Franco Folini on Flickr
(cc) photo by jimmyharris on Flickr
Stockholm
(cc) photo by Metro Centric on Flickr
* Iniciou no Brasil em 22 Fev 1927
* com a empresa Condor Sindicat/Alemã
* Foi então em Junho deste mesmo ano, fundada a primeira companhia aérea Rio-Grandense (VARIG), para quem foi transferido o avião da Cia Condor Syndikat, disposto ao lado.
* transportou inicialmente no país entre Porto Alegre, Pelotas e Rio Grande.
O diferencial do modal aéreo está na rapidez, dispondo de embalagens mais frágeis e simples e prêmio de seguros bem mais baixos.
Segundo Noberto Jochmann, presidente da ABSA Cargo, tem algumas características, como:

# faz de produtos manufaturados de alto valor agregado ter uma participação de 25%;
# o setor manterá um crescimento de 6% a.a. nos vinte anos que seguem, onde a carga aérea triplica e a frota dobra de tamanho;
# dois terços da carga aérea vem em porões de aviões de passageiros - voos mistos;
# neutraliza no geral o atraso das cargas;
# recomendado para mercadorias de alto valor agregado, pequenos volumes e encomendas urgentes (principalmente produtos eletrônicos)
movimentação de carga varia de 1% a 2% no Brasil, sendo um grande trunfo em termos de rapidez, é um elemento essencial da logística para os embarques just-in-time.
1- Carga Geral: cargas normais ou comuns dispostas em sistemas porta-paletes ou racks de simples procedimentos de armazenagem e manuseio;

2- Carga Fracionada: aquela colhida em conjunto com as demais, no entanto tendo destinos diferenciados, utilizadas por empresas para satisfazer diferentes clientes com pequenos volumes;

3- Carga Expressa: são aquelas que oferecem maior grau de urgência, tais como as ligadas a saúde, no caso dos soros e vacinas, voltadas para a manutenção da vida humana. É o exemplo das cargas vivas e os produtos que necessitam de entregas urgentes, como equipamentos para máquinas de produção, para encontros, feiras, questões diplomáticas.

4- Cargas Específicas: São aquelas que possuem características típicas e demandam um procedimento diferenciado. É o caso das perecíveis, restritas, refrigeradas, de alto valor e cargas vivas.
map
doodles
notes
outlook
photo frame
Conceitos de Logística Empresarial
A logística de suprimento controla e coordena o transporte de materiais dos fornecedores para a empresa, descarregamento e armazenagem das matérias primas, embalagens, etc. '
A logística de distribuição é a administração do centro de distribuição, localização de unidades de movimentação, abastecimento da área de separação de pedidos, expedição, transporte de cargas entre fábricas e coordenação de roteiros.
A logística de manufatura lida com a movimentação para abastercer os postos de conformação e montagem, segundo ditames da programação de produção, como também desova de peças conformadas que se traduzem em semi-acabados e componentes presentes nos almoxarifados de semi-acabados, sendo guardados nos armazéns de produtos acabados os itens advindos do processo final da linha de montagem.
Segundo Ballou (2005) trata de todas as atividades de movimentação e armazenagem, objetivando facilitar o fluxo de produtos e informações, desde o ponto de aquisição da matéria prima até atendimento do consumidor final, com o firme propósito de atingir níveis de serviços adequados a uma satisfação completa dos clientes, dentro de um custo razoável. Subdividindo-se em logística de suprimento, logística de manufatura e logística de distribuição.
Combi: transporte misto. Utilizadas para transporte conjunto de passageiros e cargas, podendo ser tanto no andar inferior quanto no superior, conforme layout e figura abaixo.
FullPax: avião destinado a transporte de passageiros. O deck superior (upper deck) é utilizado exclusivamente para transporte de passageiros com toda a estrutura necessária (assentos, sanitários e compartimento para preparo de alimentação), e o inferior (lower deck), destinado ao transporte de bagagem. Na eventual sobra de espaço é preenchido com carga, conforme layout e figura abaixo.
All Cargo ou Full Cargo: uso exclusivo para transporte de carga, pois apresenta uma capacidade maior de transporte de mercadorias, utilizando o deck superior e inferior. Existem dois estilos, os que já vem de fábrica para esse fim e os full pax transformados em full cargo, reaproveitando o upper deck pela retirada dos assentos, alargamento das portas e revestimento interior.
Tipos de Aeronaves
carga geral
carga fracionada
carga específica
carga expressa
(cc) photo by Metro Centric on Flickr
(cc) photo by Franco Folini on Flickr
(cc) photo by jimmyharris on Flickr
(cc) photo by Metro Centric on Flickr
Sistema Aeroportuário brasileiro
“Existem cerca de 4000 AEROPORTOS e aeródromos no Brasil, sendo 721 com pistas pavimentadas, incluindo as áreas de desembarque. O país tem o SEGUNDO maior número de aeroportos em todo o mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. O Aeroporto Internacional de São Paulo, localizado nas proximidades de São Paulo, é o maior e mais movimentado aeroporto do país, grande parte dessa movimentação deve-se ao tráfego comercial e popular do país e ao fato de que o aeroporto liga São Paulo a praticamente todas as grandes cidades de todo o mundo. O Brasil tem 34 AEROPORTOS INTERNACIONAIS e 2.464 AEROPORTOS REGIONAIS. Conforme dados fornecidos pela LOGÍSTICA DESCONPLICADA (2012)”
Segundo a APEXBRASIL (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) o Brasil dispõe um projeto em desenvolvimento em nosso país, no que diz respeito aos AEROPORTOS INDUSTRIAIS que propicia benefícios de redução de custos de armazenagem, impostos e segurança, estando estes aeroportos numa ZONA DE NEUTRALIDADE FISCAL, sem pagar impostos na importação de componentes e na exportação de produtos. QUATRO AEROPOTOS podem ser considerados neste projeto, que são os aeroportos de Galeão (RJ), Tancredo Neves (MG), São José dos Campos (SP) e Petrolina (PE). Além de participar de uma concorrência pública os aeroportos devem evitar atividades que comprometam o meio ambiente ou prejudiquem a segurança das operações portuárias.
Place your own picture
behind this frame!
Double click to crop it if necessary
A Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária – Infraero, tem sua SEDE em Brasília (DF), porém encontra-se presente em todo o território nacional, tem por OBJETIVO prover infraestrutura e serviços aeroportuários e de navegação aérea. Sendo responsável por uma REDE de 67 Aeroportos, 80 unidades de Apoio a navegação aérea e 34 terminais de logística de carga (TECA), como se percebe os aeroportos da Infraero CONCENTRAM 97% do transporte aéreo brasileiro, para se ter uma idéia, isso corresponde a 2,7 milhões de pousos e decolagens nacionais e estrangeiras, movimentando em 2010, 1,13 milhão de TONELADAS DE CARGA, o que representa em termos financeiros o percentual de 19% de suas receitas.
Infraero e seus Equipamentos
Empilhadeiras
Rack fixos, transelevadores, transportadores
Loaders
Câmera Frigorífica
Docas com Plataforamas niveladoras
(cc) image by nuonsolarteam on Flickr
Aparelhos de Raio X
“Há 18 anos, na colônia de pescadores de Brasília Teimosa, no Recife, uma peixaria ousou, a partir da adoção do nome do rei dos mares, buscar a liderança no emergente mercado de pescados. Em menos de duas décadas, a Netuno conquistou o público nacional e, há cinco anos consecutivos, é a maior exportadora de pescados do Brasil. A produção anual atinge 35 mil toneladas de 140 variedades, com destaque para a lagosta, o camarão e a tilápia. As exportações representam 40% das vendas da empresa, a maior parte para os Estados Unidos, chegando também à Europa, China, Japão, Chile e Canadá.(CAIS DO PORTO, 2008).
Histórico
Criação de Tilápia
Fazenda de Camarão
camarão da Netuno
“ O Grupo Netuno conta com a mais completa unidade industrial de processamento e beneficiamento de tilápia do Brasil. Localizada na Região do Rio São Francisco, sertão pernambucano, a estrutura é composta por um centro de alevinagem, fazendas de cultivo, unidades de beneficiamento do pescado, fábrica de farinha e óleo de peixe, centro de apoio aos pequenos produtores e central de armazenagem e distribuição.A produção de camarão da Netuno conta com um moderno laboratório responsável pela produção e seleção das larvas de camarão que são cultivadas nas fazendas do Grupo. Quando atinge a idade ideal os camarões são enviados para as indústrias de processamento, onde são preparados para chegar até você (NETUNO PESCADOS, 2012). “
Full transcript