Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Copy of Kids TV

No description
by

Sthefany Moreira

on 13 May 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Copy of Kids TV

Comunicação de Massa e Poder Político:


O atual discurso da Rede Globo revelando seu empenho por uma nova imagem Hipóteses: - Preocupação em se recuperar;

- Globo e Collor;

- Muito além do cidadão Kane;

- Batalha como politicamente confiável; - Rede Globo e o Governo Militar;

- Uma prova da relação da Globo com o Governo Militar está na frase de Médici (1973); “Sinto-me feliz, todas as noites, quando ligo a televisão para assistir o jornal. Enquanto as notícias dão conta de greves, agitações, atentados e conflitos em várias parte do mundo, o Brasil macha em paz, rumo ao desenvolvimento. È como se tomasse um tranqüilizante após um dia de trabalho.” Kehl (1986a) define a TV Globo como um eficiente veículo de integração nacional, de uma população unificada não enquanto povo, mas enquanto público; uma imensa rede, transmitindo uma única programação para milhões de telespectadores.

A integração se daria ao nível do imaginário, já que, apenas parte da população teria realmente condições de participar da distribuição de bens, de integrar-se de fato. A Globo não omitiu ou manipulou fatos, nem dispensou tratamento desigual a políticos e partidos? -Estreita relação com políticos era considerada natural;

-Intervenção em processos eleitorais;

-A queda do presidente Collor: denúncias de omissão e manipulação de fatos; -A estratégia de autodefesa: omissão seguida de confronto implícito;

-Eleições presidenciais de 89: debate Collor X Lula; - Globo adota novo modelo de debates; As novelas da Globo não "alienam", ao contrário, remetem à realidade? -Discurso: novelas remetem à realidade brasileira;

-Autopropaganda disfarçada de responsabilidade social;

-Novelas: traduz os anseios populares por valores como a liberdade de expressão, a igualdade e a justiça social. Telenovelas: para elas, o tempo não pára, ou assistimos a um museu de "grandes" novidades? - Ficção x Realidade;

- A busca da Globo em destacar o caráter inovador e/ou contestador;

- Investimentos em projetos; - Espaços gratuitos;

- Mershandising social;

- O peso da influência. OBRIGADO! Bruna Castro
Rízya Santana
Sthefany Moreira Cid Moreira e Sérgio Chapelin - Tema da vida real;

- Discurso ligado ao governo;

- Formação de uma nova imagem; Elementos mais presentes nos discursos recentes: - A Globo não recebeu favores do governo, e nem foi criada com apoio dos militares;

- A Globo não omitiu ou manipulou fatos, nem dispensou tratamento desigual a políticos e partidos, conforme as conveniências do momento;

- As novelas da Globo não alienam, ao contrário, remetem à realidade; - Transformação da Televisão;
- Concorrência; Mudanças; - A globo não recebeu favores do goveno, nem foi criada com apoio dos militares?

- Globo: estrutura de poder;

- Consolidou na ditadura militar; Emplacou por três fatores: - Os fortes investimentos;

- O auxílio do governo;

- E os médodos de administração modernos e racionais; - Desvinculação com o passado recente;
- Consumo de massa através das telenovelas;
Full transcript