Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

As funções dos publicitários, Rádio e TV, Relações Públicas e Jornalistas

Aulas 8, 9, 10 e 11 da disciplina de Comunicação e Mídia
by

Maíra Bittencourt

on 2 March 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of As funções dos publicitários, Rádio e TV, Relações Públicas e Jornalistas

Aula Comunicação e Mídia
Publicitários
Rádio e TV
Relações Públicas
Jornalistas
Publicidade e propaganda
Relações Públicas
Jornalismo
1) Assessor de Comunicação
2) Agência

Assessoria de imprensa: Promover ações, Atenção ao cliente, Cerimonial e protocolo, Comunicação interna, Organizar Eventos, Pesquisa de opinião,
Planejamento estratégico)

As características das profissões do campo da comunicação
- TV e Rádio
- Jornal, Revista e editora
- Site
- Assessoria de imprensa
- Produtoras

Piso salarial São Paulo: R$ 980,00
Marketing
Empresas: (Eventos, análise de campanha, análise de mídia, entrada no mercado, possibilidades midiáticas...)
Salário Inicial: R$ 1571,00
Salário inicial R$ 1.800,00
Salário Médio: R$ 3.700,00

Rádio e TV
- Emissoras de TV e Rádio;

- Empresas de diversas áreas;

- Produtoras Audiovisuais;

- ONGs;

- Produção Cinematográfica;

- Agência de Publicidade;

- Autônomo
Salário inicial R$ 1.421,00
5 horas

Planejamento
- Trabalha com os planos de marketing, comunicação, utilização da verba, entre outros;

- Responsável por levantar, organizar e analisar informações sobre o produto, o mercado, a concorrência e o consumidor (seus hábitos, idade, sexo, preferências, gostos, freqüências e motivações de compra, percepções etc) e tudo o mais que possa viabilizar a estratégia da marca e o negócio do cliente;

- É o planejmento estratégico da campanha;

- O Atendimento e o Planejamento definem o posicionamento e as estratégias para potencializá-lo.

Pró-atividade;
Boa oratória;
Bom poder de persuasão;
Bom entendimento de marketing;
Senso crítico;
Criatividade estratégica;
Prazer em imergir no mundo de seus clientes;
Habilidades básicas em computação: pacote Office e Publicis (programa específico para gerenciamento de jobs).
Características de um profissional de atendimento:
Características dos profissionais de Mídia
É imprescindível a habilidade de lidar com cálculos e fórmulas.

Organização é superfundamental: calendários e agendas são essenciais para o profissional de Mídia.
Características de um RTV ou RTVC
Muita pró-atividade;
Apurado feeling para intervir diante de alguma “viagem”
Conhecimento de televisão, rádio, vídeo e cinema;
Gostar de assistir audiovisual;
Conhecer programas;
Características do profissional de Tráfego
- Organização;
- Bom conhecimento sobre todas as áreas da agência
- Trabalho com agendas, prazos e metas
Características do Arte-finalista
- Conhecimento em softwares de finalização;
- Bom gosto;
- Conhecimento de mercado;
- Fácil concentração;
- Capacidade de viver em uma "bolha"
Assessoria de comunicação
As assessorias são divididas em três partes:
Assessoria de Imprensa
Publicidade & Propaganda
Relações Públicas
As funções dos publicitários nas Assessorias:
Responsáveis por:

- Executar, planejar e/ou acompanhar:

- Campanhas publicitárias;
- Comerciais;
- Anúncios;
- Imagem da empresa perante seus clientes;
- Acompanhamento de mercados tendências para o segmento;
- Trabalho conjunto com os demais profissionais da assessoria;
Salários e condições de trabalho dos publicitários
Sindicato dos publicitários de SP
http://www.sindicatopublicitariossp.com.br/web/
Maiores Agências no Brasil
Levantamento do Ibope de 28/11/2012
O levantamento avaliou os investimentos publicitários dos anunciantes atendidos pelas empresas entre janeiro e outubro deste ano. Nove meios foram levados em consideração: TV, revista, jornal, rádio, outdoor, TV por assinatura, cinema, internet e mobiliário urbano.
- Nasceu em 1923, nos Estados Unidos;
- Fundadores: John Orr Young e Raymond Rubicam;
- Hoje tem sede em 81 países com 163 escritórios;
- Criou o modelo de publicidade das Casas Bahia;
- Presidência aqui no Brasil: Marcos Quintela
- Conta com mais de 450 colaboradores, entre os escritórios de São Paulo e de São Caetano do Sul;
- Clientes:
Young & Rubicam
AlmapBBDO
- É uma agência de publicidade brasileira;
- Fundada em 1954;
- Proprietários: 65% de José de Alcantara, 30% Alex Periscinoto e 5% Caio de Alcântara Machado;
Ogilvy & Mather Brasil
- A Ogilvy é uma empresa do grupo WPP, maior grupo de comunicação do mundo;
- presentes em mais de 168 cidades pelo mundo
The Coca-Cola Company
- Fundada em Atlanta por um farmacêutico chamado John Pemberton;
- Auxílio do contador Frank Robinson na comercialização;
- Em 1887 acontecem as primeiras vendas; Foram muito fracas;
- A marca foi vendida por 1.750 dólares a Frank Robinson;
- Frank revende a um outro farmacêutico: O empresário Asa Griggs Candler;
- O novo proprietário começou a investir em propaganda ainda no ano de 1893;
1909 – Nos Estados Unidos, cerca de 400 fábricas já produziam a Coca-Cola
1918 – No final do ano, Candler vende a empresa por 25 milhões de dólares para um grupo de investidores liderados por Ernest Woodruff e WC Bradley
- Na primeira Guerra mundial a Coca-Cola já era a maior consumidora de açúcar do mundo;
- Com a guerra, começou a ter racionamento, colocando em perigo os negócios.
- Houve a recessão que quase faliu com a companhia este fato fez o conselho que comandava a The Coca-Cola Company escolhesse um novo presidente, sendo eleito Robert Woodruff;
- O mesmo dirigiu a companhia pelos próximos 60 anos
Quando os EUA entraram na Segunda Guerra Mundial, a Coca-Cola desenvolveu "fábricas" móveis que foram enviadas para as frentes de batalha;
- Garantiam a produção e a distribuição da bebida para os soldados. Apesar dos custos de produção na frente de batalha serem elevados, a companhia decidiu arcar com os mesmos, numa tática de marketing;
- Este fato ajudou a abrir caminho para a internacionalização da Coca-Cola, que, durante e após a guerra acabou sendo licenciada nos diversos países em que acompanhou o exército americano, incluindo o Brasil
1942 – No dia 18 de abril foi inaugurada a primeira fábrica da Coca-Cola no Brasil, localizada no bairro de São Cristovão, no estado do Rio de Janeiro. Também, no mesmo ano começou a produção de embalagens de vidro com 185 ml. Até então, a comercialização da Coca-Cola no país, era exclusiva aos soldados americanos. A partir desta data, começa a comercialização para o mercado brasileiro
A década de 1950 inicia com a Copa Mundial de Futebol sendo realizado no Brasil, com placas publicitárias ilustradas espalhadas pelo estádio do Maracanã, sendo até mesmo, recomendada pelos médicos para que fosse bebida pelos jogadores. 1952 – Acontece o lançamento do slogan “isso faz um bem.”
1954 – Foi lançado o primeiro cartaz de Natal da Coca-Cola no Brasil, trazendo o Papai Noel com o slogan “isso faz um bem”.
1955 – A Coca-Cola lançou o primeiro comercial da marca apresentado na televisão brasileira, intitulado “Coca-Cola faz um bem”. O comercial tinha como tema o samba e Carmem Miranda. O locutor Carlos Henrique anuncia o comercial que é protagonizado pela cantora e atriz Dóris Monteiro
"Alegria, Alegria", Caetano 1967
Em 1986 Tom Jobim cedeu por 6 meses os direitos sobre a música: "Águas de março" para Coca-cola
O mundo caiu sobre a cabeça de Tom Jobim. Entre muitos outros, Jards Macalé o descascou publicamente. Foi chamado de traidor, por vender (alugar, vá lá) um pedaço do patrimônio brasileiro a uma multinacional que é por si um símbolo do capitalismo norteamericano etc. Entrevistado pela Veja em março de 1988, desabafou:
Tom Jobim: A Coca-Cola se aproximou de mim para fazer um anúncio, eu achei ótimo, achei que não fazia mal a ninguém, pois vejo todo mundo tomando Coca-Cola. Aí esses meus amigos – entre aspas, Jards Macalé, Antônio Houaiss e Luiz Carlos Vinhas – começaram a dizer que eu tinha vendido o Brasil à Coca-Cola. Essas pessoas resolvem que fazer anúncios para a Coca-Cola é pecado. Eu posso anunciar cachaça, Brahma Chopp, mas não posso cometer o pecado mortal que é anunciar Coca-Cola. Eu não vendi nada para a Coca-Cola. Eu apenas licenciei o mote de Águas de Março. Todo o Brasil pode cantar tranqüilamente esta música. O primeiro contrato foi por seis meses e por aquele anúncio em que eu aparecia, aqui no Brasil, recebi 280.000 cruzados.
Em 1989 as loiras Norte-americanas deram espaço a negra no anúncio Coca-Cola
Case de Empresa que cresceu em cima de grandes campanhas publicitárias
As funções dos publicitários, jornalistas, Rádio e TV e Relações Públicas
Agência
01-Atendimento

02-Planejamento

03-Criação


04-Mídia

05 - RTV (ou RTVC)

06 - Trafégo

07 - Arte-Finalista

08 - Produção Gráfica
Agência Grande ou pequena?
Vantagens
Agência Grande
Agência Pequena
- Possibilidade de contato com os maiores nomes da Publicidade brasileira.
- Possibilidade de trabalhar com grandes marcas, grandes clientes.
- Possibilidade de projeção;
- Ideal para estudantes que ainda não têm uma definição sobre qual setor da Publicidade desejam atuar.
- Mais liberdade de atuação nos diferentes setores.
- Facilidade de interação com o pessoal: equipe menor, pessoal mais presente.
- Facilidade de acompanhar o desenvolvimento do job do começo ao fim.
- É comum o profissional possuir mais de uma função e isso geralmente é bem visto na hora da disputa por algum lugar ao sol.
- Possibilidade de ousar, de conseguir resultados expressivos para pequenos clientes.
Atendimento
- É a parte responsável pela ligação entre cliente e agência;
- É responsável por trazer todas as informações (briefing) do cliente;
- É o atendimento quem mostra ao cliente o trabalho pronto. (normalmente acompanhado do responsável pela criação);
- Lembra o gerente de uma loja: é cortês com o cliente, exigente com seu time;
- À primeira vista é o sujeito mais estressado de uma agência;
- É o Atendimento que alinha as expectativas, influencia sem autoridade, apresenta e defende campanhas, segura os prazos, segura os mal entendidos...
Características de um profissional de Planejamento
Praticamente são as mesmas de um Atendimento.
Pró-atividade;
Boa oratória;
Bom poder de persuasão;
Bom entendimento de marketing;
Senso crítico;
Criatividade estratégica;
Prazer em imergir no mundo de seus clientes;
Habilidades básicas em computação: pacote Office e Publicis (programa específico para gerenciamento de jobs).
Criação
- Responsável pela elaboração das idéias que serão utilizadas nas campanhas (anúncios impressos, filmes para televisão, etc.).
- Materializa, ou seja, dá vida aos anúncios em outras palavras coloca os neurônios para funcionar e desenvolve anúncios, spots de rádio e filmes publicitários voltados para o público-alvo.
Funções nesse setor:
Diretor de Criação:
coordena as duplas de criação. Normalmente, trata-se de um profissional gabaritado, que coloca toda a sua experiência a favor da qualidade criativa das peças.
Redator:
encarrega-se de conceber campanhas e desenvolver conceitos, títulos, slogans, chamadas, roteiros. A parte textual é com ele mesmo. Geralmente utiliza um profissional de Revisão para a correção dos textos.
Diretor de Arte:
é o responsável pela concepção visual das campanhas e peças. Trabalha em conjunto com o Redator e manda e desmanda nas questões relacionadas à imagem.
Mídia
- Área onde se estuda e indica os melhores meios, veículos, volumes, formatos e posições para veicular as mensagens publicitárias;

- O profissional de Mídia encontra as melhores maneiras de colocar esse público em contato com os anúncios, spots e filmes produzidos;

- Cálculos, gráficos, pesquisas relacionadas à audiência por grade de programação, quais os meios ideais, qual intensidade de comunicação, siglas, termos técnicos e convites para festas patrocinadas por revistas e canais de televisão fazem parte da rotina desse profissional;

- O profissional de Mídia é o grande responsável por colocar as campanhas no ar;
RTV (ou RTVC)
Arte-Finalista
Trafégo
É o responsável pelo fluxo de trabalho do pessoal de Criação e faz um pouco de tudo. Fotolitos, prints, provas, clippings, idas e vindas dos jobs, são só alguns dos materiais sob cuidados desse profissional.

Hoje em dia ainda existem pessoas específicas que coordenam o fluxograma de trabalho da Criação e da Finalização, mas é mais comum essa função ser atribuída a alguém organizado de um desses setores.
Sua principal atividade refere-se à finalização gráfica das peças, antes delas entrarem em produção.

Retoques em imagem e adaptação de peças aos mais variados formatos constituem basicamente o seu dia a dia de trabalho.
Sua principal atribuição é o desenvolvimento das peças eletrônicas, os chamados spots, jingles e comerciais de TV. Daí o nome RTV (Rádio e Televisão) ou RTVC (Rádio, Televisão, Cinema).
O profissional de RTV trabalha em total sintonia com o departamento de Criação e fornecedores, como as produtoras de áudio, as produtoras de vídeo e as finalizadoras.
Na verdade, o RTV também trabalha em conjunto com o Atendimento, que solicita as peças, e com a Mídia, que vai colocar as peças no ar.
Fica fácil entender que trabalhar sob pressão é a sua maior virtude.
Características dos profissionais de criação
Geralmente são despojados;
Mais emocionais do que racionais;
Têm pleno domínio de informática: softwares de imagem e editoração, animação, Internet, produção etc.
Produção Gráfica
Assim como o RTV é o responsável pela gestão das peças eletrônicas, o Produtor Gráfico é o responsável pela gestão das peças gráficas;
Em se tratando de anúncios, folders, outdoors, folhetos, cartazes, tudo o que foi desenvolvido pela Criação e finalizado pelo pessoal da arte-final cai nas mãos do Produtor Gráfico.
É ele o profissional que contata e negocia com gráficas e ainda assegura a qualidade dos trabalhos, dentro dos prazos e custos estabelecidos.
Características de um profissional de Atendimento
- Pró-atividade;
- Boa oratória;
- Bom poder de persuasão;
- Bom entendimento de marketing;
- Senso crítico;
- Criatividade estratégica;
- Prazer em imergir no mundo de seus clientes;
- Habilidades básicas em computação: pacote Office e Publicis (programa específico para gerenciamento de jobs).
Características do profissional de produção gráfica
- Ser bom de negócios;
- Conhecer a área de gráficas e empresas de impressão;
- Ter conhecimentos em softwares de produção gráfica;
- Ser organizado
- A graduação capacita o aluno para atuar na redação audiovisual, produção de gêneros e formatos, edição em áudio e vídeo, pós-produção, direção em mídia eletrônica, locução e apresentação;
- A base teórica tem disciplinas como: realidade sociopolítica e econômica brasileira, administração e planejamento, ética e legislação em audiovisual...
- As aulas práticas compõem mais da metade do currículo e englobam matérias como produção, edição e apresentação para TV e para rádio.
Áreas de trabalho
Funções
Criação:
Elaborar roteiros de programas, vinhetas e chamadas de programas para rádio e TV.

Coordenação de programação:
Organizar a grade de programação da emissora, determinando os programas que serão produzidos e os horários que entrarão no ar, segundo critérios comerciais e de audiência.

Direção:
Liderar a equipe de produção. Supervisionar a produção de um programa e a criação de quadros, cuidando do conteúdo e da qualidade técnica.
Funções
Edição:
Selecionar sons, imagens e textos que farão parte de cada programa radiofônico ou televisivo.

Gestão:
Administrar o funcionamento de empresas do setor ou de áreas específicas, como comercial, financeira, marketing, além de gerir dados, como os de audiência.

Produção:
Providenciar a infraestrutura necessária para que o programa seja realizado e transmitido, preparando entrevistados, providenciando material de apoio, cuidando de cenários e equipamentos e solicitando o suporte técnico e logístico para as gravações.
Funções

Roteiro:
Escrever narrativas e diálogos para novelas, minisséries ou filmes. Preparar blocos de programas em emissoras de rádio e TV.

Técnica:
Operar equipamentos de gravação de imagem e som, iluminação e edição.

Apresentação:
Apesar do curso não ter um foco específico em apresentação o Rádio e TV poderá apresentar porgramas de entretenimento.
Conhecimentos e habilidades necessários
- Língua portuguesa;
- Informática (softwares específicos para a função);

- Conhecimentos sobre os programas televisivos;

- Conhecimentos sobre prgramas de rádios;

- Conhecimentos sobre cinema e audiovisual;

- Criatividade, paciência e determinação;

- Organização
O Rádio e TV
NÃO
será:
- Repórter;
- Apresentador de telejornal;
O que faz um profissional Radialista?
Algumas grandes produtoras audiovisuais do país
Fundada em 1991 por Claudio Torres, José Henrique Fonseca, Arthur Fontes, Andrucha Waddington e Lula Buarque. Já produziu 22 filmes desde 1997: "Dois filhos de Francisco" (2005, 5,3 milhões de espectadores), "A Mulher Invisível" (2009, 2,4 milhões de espectadores), "Eu Tu Eles (2000, exibido no Festival de Cannes e indicado como representante brasileiro no Oscar 2001). A primeira coprodução internacionai da Conspiração com a Espanha foi "Lope" (2010), com um orçamento de 12 milhões de euros e recebeu sete indicações para o Prêmio Goya 2011.
Conspiração Filmes:
- Conspiração Filmes;

- Lereby;

- Morena Filmes;

- O2 Filmes;

- Vinny Filmes;

- Zazen Produções.
Fundado por Daniel Filho a partir de 1998. Seus filmes produzidos, coproduzidos e dirigidos já tiveram um alcance de 45 milhões de espectadores. Como "Chico Xavier" (2010) de Daniel Filho; "Carandiru" (2003) de Hector Babenco; "Cazuza" (2004) de Sandra Werneck e Walter Carvalho; "Divã" (2009) de José Alvarenga Jr.; e "Se eu Fosse Você" (2006) de Daniel Filho.
Lereby
Morena Filmes
Morena Filmes: De Mariza Leão em associação com o diretor Sergio Rezende em 1975. Seus últimos filmes de grandes bilheterias: "De Pernas pro Ar" (2010), de Roberto Santucci com 3,9 milhões de espectadores, e "Meu Nome não é Johnny" (2007), de Mauro Lima com 2,2 milhões de espectadores.
A produtora completou em 2011, 20 anos e tem mais de 18 longas produzidos e coproduzidos entre ficção e documentários. Entre os projetos da produtora há coproduções com Uruguai, Espanha, Canadá, Japão, Reino Unido, Áustria, França e Portugal. "Ensaio Sobre a Cegueira" (2008) de Fernando Meirelles, e "O Jardineiro Fiel" (2005), "Cidade de Deus" (2002).
O2 Filmes
Distribuidora de Wilson Feitosa, distribuidor e sócio da Europa Filmes, diretor da União Brasileira de Vídeo e membro do Conselho Superior de Cinema do Ministério da Cultura. Investiu em produções como: "Pequeno Dicionário Amoroso", de Sandra Werneck; "Menino Maluquinho 2 – A Aventura", de Fernando Meirelles e Fabrizia Pinto Alves; "Central do Brasil", de Walter Salles; "Olga", de Jayme Monjardim; e "Lula – O Filho do Brasil", de Fábio Barreto. A Vinny Filmes foi fundada em 2011 e atualmente é comandada pelo filho Vinicius Feitosa. Foi responsável pelo lançamento em home vídeo de "Tropa de Elite 2", recorde de venda com 200 mil unidades vendidas em DVD e Blue Ray.
Vinny Filmes
Fundada em 1997 pelos cineastas José Padilha e Marcos Prado. A Zazen já produziu e distribuiu de forma independente o filme "Tropa de Elite, o Inimigo agora é Outro" (2010), o maior recorde de bilheteria da história brasileira com 11 milhões de espectadores.
Zazen Produções
Mercado de editais
Alguns editais abertos
Valor do edital: R$ 100.000,00
Alguns editais abertos
BNDES:
Exigências dos projetos para editais públicos
Caderno I

Caderno II

Caderno III
Caderno I
* Argumento
No caso de projetos do gênero Ficção, argumento do filme, com no mínimo 3 (três) e no máximo 6 (seis) páginas, contendo breve perfil de cada personagem;
No caso de projetos do gênero Documentário, descrição detalhada do tema a ser tratado e da abordagem cinematográfica pretendida, com no mínimo 3 (três) e no máximo 6 (seis) páginas;

* Roteiro
No caso de projetos do gênero Ficção, roteiro;
No caso de projetos do gênero Documentário, roteiro ou descrição detalhada do tema a ser tratado e da abordagem cinematográfica pretendida;
Caderno II
- Formulários de Inscrição.xls
- Plano de Negócios.pdf
Descrição contendo o plano estratégico da produtora proponente e apresentação do projeto, conforme modelo existente no Anexo I (DOC - 134 kB).
- Plano de Produção ou de Finalização.pdf (conforme a categoria de inscrição)
- Orçamento.pdfCópia do orçamento detalhado do projeto aprovado pela Ancine.
- DFs: Demonstrações financeiras da produtora dos últimos 3 (três) anos, com respectivo parecer de auditoria, quando houver.
- Formulários de Inscrição impressos em papel A4, posição retrato, assinados e rubricados em todas as folhas pelo representante da empresa produtora e pelo diretor do filme;

- Cópia do Contrato Social da empresa produtora cinematográfica e suas alterações, devidamente registrados;- Fichas cadastrais preenchidas e assinadas referentes à proponente e a todos os seus sócios (confira o modelo de ficha cadastral de pessoa física (DOC - 83 kB) e o modelo de ficha cadastral de pessoa jurídica (DOC - 59 kB));

- Cópia de documento expedido pela ANCINE que comprove:
i) o protocolo de entrada do pedido de aprovação do projeto na ANCINE até o dia 15.03.2012;
ii) a aprovação do projeto pelo referido órgão e suas atualizações até ao dia 15.04.2012;- Comprovação da autorização concedida pela Ancine para captação de recursos através do Art. 1º A da Lei 8.685/93 e respectiva legislação regulamentadora, no caso de obras do gênero Documentário;

- Cópia de Ofício da CVM que comprove o deferimento do Registro de Distribuição de Certificados de Investimento Audiovisual, acompanhado dos últimos formulários de Informação Mensal Audiovisual
- IMA e Informação Física Audiovisual
- IFA disponíveis, ou cópia do protocolo de entrada na CVM da solicitação do referido Registro, no caso de projetos dos gêneros Ficção e Animação;

- Se houver, cópia de contratos de co-produção;

- Se houver, cópia de contratos de distribuição ou exibição no território nacional, ou ainda cartas de intenção de distribuição ou exibição no território nacional, firmados por empresas de distribuição;

- Se for o caso, cópia dos instrumentos de cessão de direitos autorais envolvidos no projeto;

- Nos projetos na categoria Produção, declaração do diretor comprovando sua disponibilidade para dirigir o filme na data prevista;

- Impressão de tela de Consulta de Operações Audiovisuais do sítio da Ancine comprovando a captação de recursos.
Projeto Audiovisual

1) Roteiro completo;

2) Orçamento;

3) Planejamento de Pós-produção e finalização

4) Ordem do dia

5) Cronograma (Datas e prazos);
Roteiro
Ideia

Conflito

Personagem

Ação Dramática

Tempo dramático

Unidade dramática
Roteiro de ficção
Ideia
- Algo mais abstrato;
- Um ponto de partida
- Não se deve ficar esperando a ideia "surgir" é preciso procurar a ideia.
- É o início do trabalho
Conflito ou Story line
- Criar um coflito-matriz a partir da ideia;
- O conflito-martiz deve ser concretizado por palavras (escrito)
- Faz-se um esboço para começar a imaginar a história (story line)
- Uma boa história deve ser resumida em uma frase;
Ex.: O drama de uma mulher que mata seus quatro filhos e depois enlouquece.
- Uma story line não deve ultrapassar 5 linhas
- Ela concretiza o que vamos desenvolver.
Personagem ou sinopse
- Nessa fase vamos pensar os personagens e situá-los no tempo;
- Construção do argumento ou sinopse;
- Existem sinopses de 5 linhas e outras de 80 páginas;
- A sinopse situa o local do acontecimento e conta a história dos personagens;
Ex.: Minha história acontece na Catalúnia nos anos 1000. Arnau é um cavaleiro medieval, dono de terras, que provoca inveja em outros nobres... por isso o cunhado tenta matá-lo...
- A sinopse é o reino da personagem, quando e onde a situamos.
Ação dramática ou estrutura
- É a maneira como vamos contar esse conflito vivido pelos personagens;
- Ou seja, já falamos: O que? Quando? Quem? Onde? e agora vamos falar o Como?
- O modo como vamos contar essa história chamamos de ação dramática;
- Vamos montar uma estrutura, ou seja, uma organização do enredo em cenas;
- Cada cena tem uma localização no tempo, no espaço e na ação;
- Não faremos ainda os diálogos, apenas a descrição das cenas
Tempo dramático ou primeiro roteiro
- O tempo é essencial paa o drama e para a comédia;
- Nessa etapa colocamos o tempo de cada cena através dos diálogos;
- Escrevemos as falas e delimitamos um tempo de acontecimento;
- Colocamos aqui as emoções, os problemas de cada personagem, a cena se desenrola;
- é o primeiro rascunho do roteiro;
- Depois deve passar pelas mãos do diretor, produtor... serão feitos o segundo rascunho, terceiro...
Unidade dramática ou roteiro final
- O roteiro deve estar pronto;
- Roteiro final; Em filme chamado de screenplay, em TV chamado de televisionplay ou teleplay ou tv script;
- As cenas devem estar numeradas e prontas;
- Este será o guia da gravação;
Entrevista com o roteirista Leonardo Gudel
Reportagem;
Apresentação;
Produção;
Edição de texto;
Edição de imagens;
Cinegrafia
Chefia de reportagem
Gestão de equipes
Reportagem;
Edição de textos;
Diagramação;
Fotografia;
Produção...
Reportagem;
(Escrita, em vídeo, em áudio ou infográfico)
Edição;
Produção;
Fotos;
Infografia
Quem representa a categoria?
FENAJ
Sindicatos estaduais
O jornalista é o profissional da notícia. Ele investiga e divulga fatos e informações de interesse público, redige e edita reportagens, entrevistas e artigos, adaptando o tamanho, a abordagem e a linguagem dos textos ao veículo e ao público a que se destinam. Senso crítico, capacidade de expressão, domínio do português e de técnicas de redação são fundamentais no exercício da profissão.
TV e RÁDIO
JORNAL REVISTA E EDITORA
Site
ASSESSORIA DE IMPRENSA
Promover o contato entre determinada organização com a imprensa e outros públicos-alvo, como funcionários, fornecedores, clientes, governo, entidades, a fim de divulgar o nome da empresa, seus valores e produtos.
- Releases;
- Fotografia;
- Assessoria aos funcionários;
- Vídeos;
- Cobertura para sites...
Jornalismo no Brasil
Existem 316 cursos de graduação em jornalismo no Brasil.
255 privados e 61 públicos.

Mais de 40 mil vagas para formação de jornalistas por ano
São 145 mil profissionais em todo o país
Mais de 60% são mulheres

55% trabalham em Mídia

5% em docência

40% trabalham fora da mídia
Jornalismo lá fora
- Muitos cursos de jornalismo foram fechados nos EUA e Canadá;

- Agora as Universidades investem em pesquisa para percorrer novos caminhos;

- Universidade de Missouri (EUA) - Como estruturar economicamente pequenas empresas jornalísticas

- Universidade de Columbia - Trabalho em conjunto com as Ciências da Computação
Jornalismo lá fora
Munk School Toronto: Jornalismo com especialistas de áreas;

American (Carolina do Norte) - Alunos escolhem o currículo

George Washington - O que a audiência quer
Como ficamos perante essas realidades?
- Precisamos de jornalistas intelectuais;
- Curiosos Natos;
- Observadores;
- Inovadores;
- Técnicos preparados;
- Cabeça no futuro.
http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2013/03/primeira-coisa-que-faria-era-tomar-um-banho-bem-tomado-sonha-sertaneja.html
Exemplo de narrativa de história
- Estágios
- Freelancer
- PJ
- Oportunidades em Multimídia
- Pesquisa em Comunicação
- Docência
Outras questões:
Full transcript