Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Aula 1 - Tópicos Especiais em Jornalismo Digital

No description
by

Natália Flores

on 2 August 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Aula 1 - Tópicos Especiais em Jornalismo Digital

Tópicos Especiais em Jornalismo Digital
UFPE/Natália Flores

Jornalismo e Convergência
Convergência dos meios
A convergência não ocorre por meio de aparelhos, mas dentro dos cérebros de consumidores individuais e em suas interações sociais com os outros.
Cultura participativa
Novos e velhos meios de comunicação: interação mais complexa
Novas oportunidades e desafios para o jornalismo
Produção de conteúdo
Exploração de novos recursos para contar uma história (infográficos, vídeos, etc.);

Desenvolvimento de novas linguagens para novos meios (twitter, facebook, celular, etc.)

Quantidade enorme de informações (ampliação do campo de trabalho do jornalista*)
Público
Produção de conteúdo (Jornalismo participativo)*;
Interação com o conteúdo (imersão na narrativa)*;
Público como "vigilante" (opinião, mídias sociais)
Cultura do texto impresso para uma cultura visual (como contar uma história usando apenas imagens?)

Qual o lugar do jornalismo num cenário de abundância de informações que podem ser produzidas por qualquer um?*
jornaldigitalufpe.wordpress.com


usuario: jornallaboratoriodigital
senha: jornaldigitalufpe


e-mail: jornaldigitalufpe@yahoo.com.br
senha: 1426UFPE
Produção de um jornal laboratório
Reposicionamento do jornalismo
Texto aula 1 - O Webjornalismo (MIELNICZUK, 2003)
Contextualização: utilização a partir dos anos 1990 da web para fins jornalísticos.
Fenômeno em transformação que agrega cada vez mais possibilidades (blog, twitter, facebook, etc.)
Descrição do objeto de pesquisa: o webjornalismo
Revisitação de conceitos de outros autores
Díaz Noci (2001) - jornalismo eletrônico multimídia interativo (p.23)
Bastos (2000) - jornalismo eletrônico (jornalismo online + jornalismo digital) p.24
Gonçalves (2000) - jornalismo digital (características do suporte) p.24
Proposta de sistematização de Mielniczuk
Privilegia os meios tecnológicos para pensar a prática jornalística na web (p.28).
Jornalismo eletrônico
Jornalismo digital ou jornalismo multimídia
Ciberjornalismo
Jornalismo online
Webjornalismo
Etapas de evolução do jornalismo na Web
John Pavlik (2001) - sistematização segundo produção de conteúdo.
1ª fase - sites publicam material produzido para edições impressas (modelo-mãe)
2ª fase - criação de conteúdos originais para a rede (hiperlinks);
3ª fase - experimentações de novas formas de storytelling (narrativas imersivas).
Sistematização de Silva Jr (2002) (p.30)
1ª fase - transpositivo (seguia modelo do impresso);
2ª fase - perceptivo (novos recursos);
3ª fase - hipermidiático (multimodalidade).
Classificação de Mielnikzuk (p.31)
1ª fase - produtos de primeira geração ou fase da transposição;
2ª fase - produtos de segunda geração ou fase da metáfora;
3ª fase - produtos de terceira geração ou fase do webjornalismo.
Webjornalismo de primeira geração
Reproduções de jornais impressos (transposição);
Atualização do material a cada 24 horas, de acordo com o fechamento do impresso;
Rotinas de produção atreladas ao modelo do jornalismo impresso.
Não há exploração do espaço da web.
Webjornalismo de segunda geração
Fase da metáfora;
Experiências: exploração de algumas características da rede (p.34);
Ainda há a vinculação ao jornal impresso e às empresas jornalísticas
.
Webjornalismo de terceira geração
Surgimento de sites jornalísticos não atrelados a empresas proprietárias no jornalismo impresso;
Exploração das potencialidades da web (p.36) e de espaços de interatividade com o leitor.
Pergunta-chave:
Podemos pensar em um webjornalismo de 4ª geração? Que características ele teria?
Trabalho para a próxima aula (dia 18/01):
Selecionar um site de notícias e observar as características do webjornalismo elencadas por Mielniczuk. Apresentar um powerpoint na aula do dia 18/01.
Jornalismo multimídia + texto (principal)


X


Jornalismo imersivo (imersão na narrativa)
Cultura impressa
Cultura de imagem
Internet: novas oportunidades
"Uma mídia flexível, barata e inclusiva nos oferece agora oportunidades de fazer todo tipo de coisas que não fazíamos antes. No mundo da 'mídia', éramos como crianças, sentadas quietas nas margens de um círculo, consumindo o que quer que os adultos, no centro do círculo, produzissem. Isso criou um mundo no qual muitos tipos de comunicação, pública e provada, estão de alguma forma à disposição de todos" (SHIRKY, 2011, p.61).
Cultura que adquire nova roupagem tecnológica com a internet.
Emergência da cultura do amador
Convivência de amadores e profissionais na produção de conteúdo na rede;
Possuem motivações diferentes (desejo de participação, compartilhamento, conexão e generosidade);
Produção social é apenas uma das alternativas que pode ser aproveitada pelo jornalismo.
Full transcript