Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Aula 01 Teorias da Personalidade

UFRR - Teorias da Personalidade
by

Larisse Barbosa

on 1 February 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Aula 01 Teorias da Personalidade

Hipótesis, postulados y modelos que relacionan los datos empíricos de un sistema.
LAWRENCE A. PERVIN
· Características de las personas y
organización
· Modo de interacción entre los factores
genéticos y ambientales
· Comportamientos según situación y
explicación de los cambios de la conducta
TEORÍAS
Teorías psicodinámicas
inconsciente y funcionamiento
FREUD
personalidad.


Teorías de los rasgos
identificar rasgos personalidad y

EYSENCK
relación comportamiento.

Teorías humanistas
experiencia subjetiva privada y
ROGERS
crecimiento personal.


Teorías conductistas
ambiente externo y efectos
ROTTER
del condicionamiento y aprendizaje.
PSICOANÁLISIS DE FREUD
POSTULADOS BÁSICOS
Consciente
Inconsciente
Fuerzas + Mecanismos intrapsíquicos
PERSONALIDAD
IMPULSO
SEXUAL
ETAPAS DESARROLLO SEXUAL
- Oral
- Anal
- Fálica
- Genital
TERAPIA
Lo primero que acuda a la mente


Recuperar y librarse de recuerdos
y experiencias dolorosas de la
infancia
Asociación
libre
DESCUBRIMIENTO DEL INCONSCIENTE
- Nivel consciente
- Percepciones
- Pensamientos
- Recuerdos
- Preconsciente
- Pensamientos
- Recuerdos
- Aprendizajes
- Inconsciente
- Experiencias
· Desagradables
· Peligrosas
"Principio de realidad"
"Principio de placer"
de lo que somos
no conscientes
reprimidas.
El inconsciente es dinámico. Pueden permanecer acontecimientos de distintas etapas de la vida.
ESTRUCTURA DE LA PERSONALIDAD
INSTANCIAS PSÍQUICAS
Ello
primitiva. Satisfacer impulsos
inconscientes.
Yo
parte racional y realista. Elementos
conscientes e inconscientes.
Superyó
interiorización de las normas sociales
y culturales.
PULSIONES Y PRINCIPIOS
Pensamientos, reacciones y decisiones Pulsiones
Autoconservación del yo fisiología
Sexualidad sexo (libido)
Eros o pulsiones de vida

Thanatos o pulsión de muerte
PULSIONES
PRINCIPIOS
- Placer
- Realidad
TEORIAS DA PERSONALIDADE
FUNDAÇÃO FRANCISCO MASCARENHAS
FACULDADES INTEGRADAS DE PATOS
O Lugar da Personalidade na
História da Psicologia.
Prof. Ms. Larisse Helena Gomes Macêdo Barbosa
Disciplina: Teorias da Personalidade I
4º Período - Psicologia FIP
Aula 01
Fevereiro de 2016
O estudo do Comportamento
Na Psicologia Experimental de Wundt não havia espaço para um tópico tão multidimensional como a personalidade, pois ele não era compatível com os temas e métodos da nova psicologia.

PERSONALIDADE
“Dêem-me uma dúzia de crianças saudáveis, bem formadas, e um ambien- te para criá-las que eu próprio especificarei, e eu garanto que, tomando qualquer uma delas ao acaso, prepará-la-ei para tornar-se qualquer tipo de especialista que eu selecione – um médico, advogado, artista, comerciante e, sim, até um pedinte e ladrão, independentemente dos seus talentos, pen- dores, tendências, aptidões, vocações e raça de seus ancestrais”.
Nas primeiras décadas do século XX, o psicólogo norte-americano John B. Watson, provocou uma revolução contra o trabalho de Wundt.
O Estudo Científico da Personalidade
De 1930 até hoje, surgiu uma variedade de abrodagens para o estudo da Personalidade.

Além dos enfoques psicanalítico e behaviorista já mencionados, existem vários outros, tais como:

A abordagem do curso de vida (Hipótese de Rigidez e Plasticidade);

A abordagem dos Traços

Abordagem Humanista;

E a abordagem Cognitiva, por exemplo,


Em psicologia o campo da personalidade preocupa-se com o indivíduo como um todo, assim como com diferenças individuais.

Embora reconhecendo que todas as pessoas se parecem em algum aspecto, os estudiosos da personalidade estão especialmente interessados nas diferenças entre as pessoas.

O teóricos da Personalidade tentam compreender o comportamento através de complexas interações entre os diferentes aspectos do funcionamento do individuo (Pervin, 1978).
O que é Personalidade?
Em que se baseia uma
Teoria da Personalidade?
Todos têm uma personalidade, e a sua vai determinar os limites do sucesso, felicidade e realização na vida.
Sua personalidade é um dos seus patrimônios mais importantes
Sua personalidade pode limitar ou expandir suas opções ou escolhas ela restringe certas pessoas, e abre o mundo para outras.
Quando você descreve uma pessoa como tendo uma personalidade
maravilhosa:
você tá querendo dizer que ela é?
afável
agradável
boa companhia
alguém com quem é fácil se dar bem
Já conheceu pessoas cuja a personalidade descreveria como
péssima
?
indiferentes
hostis
descorteses
alguém com quem é difícil se dar bem.
Enquanto você julga a personalidade dos outros, eles também estão julgando a sua.
A quantidade e variabilidade de situações sociais que você vai se expor são determinados pela sua personalidade sua relativa
sociabilidade
ou
timidez
Descrevendo a sua personalidade
Apesar de ser muito rápido classificar o conjunto das características da personalidade de uma pessoa utilizando termos vagos como “
maravilhosa
” ou “
péssima
”.
É preciso ser mais preciso na linguagem para definir e descrever adequadamente a personalidade. Por esse motivo os psicólogos vêm se esforçando consideravelmente para elaborar testes que avaliem a personalidade.
Será que são necessários testes para lhe dizer como é a sua personalidade?
 Escreva a maior quantidade de adjetivos que você conseguir para descrever como você realmente é.

 Quantas palavras selecionou?


Um teste de palavras amplamente utilizados – a Lista de Conferência de Adjetivos – oferece uma quantidade surpreendente de 300 adjetivos para descrever a personalidade.

O lugar da Personalidade na Historia da Psicologia Social
O estudo da personalidade nem sempre ocupou um lugar de destaque na psicologia.

Por mais da metade da história da psicologia como ciência, no entanto os psicólogos deram pouca atenção a personalidade.
Nasceu no final do século XIX, na Alemanha, e foi em grande parte obra de Wilhelm Wundt, que criou o primeiro laboratório de psicologia em 1879, na Alemanha.
A nova ciência da psicologia concentrou-se na análise da experiência consciente nas suas partes fundamentais.
A nova ciência da psicologia concentrou-se na análise da experiência do consciente nas suas partes fundamentais.
Os seus métodos tiveram como modelo o enfoque utilizado nas ciências naturais.
Eles acreditavam que se o mundo físico poderia ser compreendido sendo desmembrado em elementos, a mente ou o mundo mental não poderia ser estudado do mesmo modo?
Wundt e outros psicólogos da época foram muito influenciados pelo enfoque das ciências naturais e continuaram a aplicar no estudo da mente.
O movimento de Watson, denominado
behaviorismo
, opunha-se ao foco de Wundt na experiência consciente
Watson concentrar somente nos aspectos tangíveis da natureza humana
Só o comportamento evidente, e não o consciente, poderia ser tópico legitimo da Psicologia
Segundo Watson a consciência, não pode ser vista ou experimentada, não tendo assim significado para a ciência.
O behaviorismo apresenta uma visão mecanicista dos seres humanos como maquinas bem reguladas que respondem automaticamente a estímulos externos.
O que acontece com a nossa consciência enquanto estamos acordados?

Onde estão as forças inconscientes que às vezes parecem nos levar a agir de uma maneira sobre a qual sentimos não ter controle?
Sigmund Freud 1890.
Psicanálise
Psicanálise e Psicologia não são sinônimos, ou termos permutáveis.
Freud não era psicólogo, era médico, que não usava o método experimental, em vez disso
elaborou a sua teoria da personalidade
com base na observação clínica de seus pacientes.
Neopsicanalistas
Behavioristas
aceitavam a existência de forças conscientes e inconscientes
a existência apenas do comportamento observável
Assim, os primeiro teóricos da personalidade eram especulativos em seus trabalhos, fundamentando-se mais em deduções baseadas na observação do comportamento de seus pacientes do que na análise quantitativa dos dados de laboratório.
A psicologia experimental e o estudo formal da personalidade começaram em duas tradições separadas.
1930
o estudo da personalidade foi formalizado e sistematizado na psicologia norte americana, principalmente com o trabalho de Gordon Allport.
"Personalidade" vem da palavra latina Persona, que se refere a máscara.
Já na década de 1930, Gordon Allport atentava para a dificuldade de se definir personalidade, ao dar 50 diferentes definições ao termo.
A partir de uma revisão da literatura, Lundin (1977) assinala que há uma grande variedade de definições para personalidade propostas pelos psicólogos.
O que faz você ser quem você é?
Certamente uma grande variedade de fatores contribuem para a pessoa que você é hoje, incluindo a sua genética, sua educação e suas experiências de vida.
Muitos argumentam que o que realmente o torna único é seus próprios padrões característicos de pensamentos, sentimentos e comportamentos que compõem a sua
personalidade
.
A Psicologia da personalidade é um dos maiores e mais populares ramos da psicologia.
Os psicólogos se esforçam para entender como personalidade se desenvolve, bem como a forma como ela influencia a nossa forma de pensar e se comportar.
Esta área da psicologia procura entender a personalidade e como ela varia entre indivíduos, bem como a forma como as pessoas são semelhantes em termos de personalidade.
Embora não exista uma única definição de personalidade é importante pensar:






Afinal o que é personalidade?
Em se tratando do senso comum, frequentemente tal termo é usado para referir-se à imagem pública de alguém, com expressões como:
“Aquela pessoa tem uma personalidade terrível”







“Se ela tivesse uma personalidade mais dinâmica...”.
Como assinala Pasquali (2003), a expressão “personalidade” é tão ampla em seu significado, ou mesmo, tão vaga, que praticamente todo psicólogo a entende de um modo particular.
Já na psicologia ...
A personalidade é um agrupamento permanente e peculiar de características que pode, todavia, sofrer modificações em detrimento às diferentes situações vivenciadas pelo indivíduo (Schultz & Schultz, 2006).
A personalidade é frequentemente entendida como a combinação de diferentes sistemas relacionados aos atributos psicológicos (Allport, 1937; Mayer, 2005).
Full transcript