Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

QuickBird

No description
by

Tarcísio Souza

on 6 October 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of QuickBird

QuickBird
Introdução
Satélite artificial é um sistema de equipamento modular que fica na orbita da terra ou de qualquer outro planeta com velocidade e altitude constante.
O Quickbird é um satélite comercial da empresa Digital Globe.
O Quickbird gira em volta da Terra a uma distância de 600 km. O sensor do satélite (uma câmara de alta resolução) reúne imagens da superfície da Terra durante o dia.

Dilmari Azevedo
Edmiller Oliveira
Fernando Eduardo
Paulo Ordener
Tarcísio Souza
Walterdario Macedo

Existem vários tipos de satélites para diversos fins, que vão desde o sistema de posicionamento global, conhecido como GPS, até satélites científicos.
Na altura do seu lançamento, era o satélite comercial de resolução mais elevada em funcionamento.

O satélite usa o sistema de aquisição de imagens 2000 (BGIS 2000) da Ball Aerospace que coleta imagens com a quarta maior resolução de imagens da Terra comercializada.

As empresas contratadas para esse projeto incluíram: a Ball Aerospace & Technologies, a Kodak e a Fokker Space.

História
Antes do lançamento bem sucedido do QuickBird-2, haviam dois lançamentos de satélites de imagem da empresa, ou seja, EarlyBird e QuickBird-1.

Em 1993, o Departamento de Comércio dos EUA concedeu à antecessora da Digital Globe, World View Imaging Corporation (World View), a primeira licença EUA permitindo que uma empresa privada para construir e operar um sistema de satélite para coletar imagens de alta resolução espacial digital da Terra para a venda comercial.

O Earlybird era uma nave de imagem projetada e construída pela Earth Watch Inc. (Earth Watch foi formada em 1995 pela Ball Aerospace e WorldView), juntamente com os seus principais parceiros: CTA Inc., de McLean, VA; Hitachi Ltd. de Tóquio, no Japão; e Telespazio de Roma, na Itália.

O lançamento do Earlybird-1 ocorreu em 24 de dezembro de 1997 com um veículo Start-1 lançamento do Svobodny Baikonur na Rússia Oriental.

Após o fracasso do Earlybird, um satélite de nova geração, o Quickbird-1, foi desenvolvido pela Ball Aerospace (financiado pela Digital Globe) com o objetivo de fornecer imagens comerciais a 1m (PAN) e a 4m de resolução (MS). O Quickbird-1 nave espacial e desenho do instrumento são praticamente idênticos ao design do Quickbird-2.

Características
O Quickbird-2 usa o design do veículo espacial BCP 2000 (Ball Commercial Platform 2000), da BATC (Ball Aerospace and Technologies Corporation).
O QUICKBIRD foi lançado em órbita em outubro de 2001 sobre um veículo Delta-2 da Boeing na VAFB (Base da Força Aérea de Vandenberg), CA, EUA. O sensor do satélite possui a mais alta resolução espacial para plataformas orbitais de uso comercial atualmente disponível.
Em 2001, o projeto Quickbird da Digital Globe optou por uma relativamente baixa altitude orbital de 450 km para obter uma resolução espacial de terreno, mais elevado.
Em meados de abril de 2011, Digital Globe levantou a órbita do Quickbird-2 a uma altitude de 482 km. A nova altitude dá a nave espacial uma vida mais prolongada.
A capacidade de armazenamento de dados de imagem a bordo de 128 Gbit é fornecida em memória de estado sólido. O downlink de todos os dados de imagem é fornecida em X-band com taxas de dados de até 320 Mbit/s para estações de recepção nos EUA, Europa e Ásia.
Especificações Técnicas
O QUICKBIRD possui sensores do tipo CCD (Charge Coupled Device), que realizam varredura eletrônica em fileira linear (pushbroom linear array) flexíveis para visadas off-nadir até 30º, ao longo do terreno (along-track) imageado (Petrie, 2002). A visada off-nadir permite a cobertura mais freqüente do terreno e que sejam adquiridas imagens com estereoscopia.

Os dados coletados pelo QUICKBIRD são captados por duas estações em Terra, Fairbanks localizada no Alasca, EUA e em Tromsφ situada ao norte da Noruega. A partir dessas estações, os dados são enviados para o centro de processamento da DigitalGlobe, com sede em Longmont, no Colorado, EUA. A empresa disponibiliza as imagens no modo PAN e MS e a “Pan-Sharpened” (resolução espacial de 0,70m).
Aplicações
O satélite Quickbird tem grande diversidade de aplicações, e grande parte dessas aplicações deve-se às suas imagens de alta resolução.
Possui aplicações diretas na área de mapeamentos urbanos e rurais que necessitam de alta precisão dos dados (cadastro, redes, planejamento, telecomunicações, saneamento, transportes), além de aplicações voltadas à área ambiental, dinâmica de uso e cobertura das terras, agricultura e recursos florestais.
Mapeamentos básicos e aplicações gerais em Sistemas de Informação Geográfica
Uso da Terra (com ênfase em áreas urbanas)
Estudo de áreas verdes urbanas
Pontos e Eventos Históricos
Desastres Naturais
Devido a essa grande aplicabilidade do Quickbird, ele pode ser uma ferramenta muito interessante para se realizar pesquisas cientificas e levantamento de informações. Como, por exemplo, o artigo “Dados do satélite QUICKBIRD para o mapeamento do uso e cobertura da terra numa seção da Mata Atlântica no Estado do Rio Grande do Sul” de Hermann Johann Heinrich Kux e Eduardo da Silva Pinheiro, que permitiu o mapeamento de uma área.
Aquisição de Imagens
Cada satélite possui especificações comerciais próprias acerca do cálculo das imagens (número de cenas ou área nominal), disponibilidade (acervo ou nova coleta), tipos de imagens (monoscópicas oupares estéreos/composição de bandas ou pancromática/resolução espacial), restrições quanto áreas e faixas mínimas comercializadas, ângulos de aquisição das imagens e restrições quanto a cobertura de nuvens.
De acordo com a Global Geo, para realizar uma cotação para um polígono de interesse específico, deve-se enviar um arquivo KMZ ou SHP (de preferência em projeção geográfica e datum WGS84) com a delimitação do polígono e informando os seguintes dados:

Satélite, sensor, escala de trabalho e aplicação das imagens;
Período (intervalo de datas) que necessita da disponibilidade das imagens
Tipo de imagens
Monoscópicas ou pares estéreos
Composição de bandas

São consideradas como aptas para utilização, todas as imagens a serem adquiridas mediante programação do satélite (nova coleta) que apresentem percentual de nuvens não superior a 15% em relação a área total do polígono de interesse.

Os produtos podem ser comprados diretamente da Digital Globe ou um dos seus muitos revendedores.

Os valores das imagens variam de acordo com:
- área nominal do polígono de interesse;
- disponibilidade;
- os tipos de imagens.

No caso dos produtos obtidos com sensores a bordo do satélite Quickbird, o preço é de 35 reais por quilômetro para imagens coloridas com resolução espacial de 60 centímetros, com as bandas R, G e B. Para produtos com bandas espectrais R, G, B e IR, o preço vai para 42 reais por quilômetro quadrado.
Conclusão
O satélite Quickbird consegue captar anualmente mais de 75 milhões de quilômetros quadrados de dados de imagens (mais de três vezes o tamanho da América do Norte). Os dados contribuirão para aplicações de cartografia, planeamento agrícola e urbano, investigação meteorológica e vigilância militar.
Sua importância no mundo atual é extrema, e pode ser citado o fato de que, para as grandes potências, um país que domina a tecnologia de lançamento de satélites é um país já “desenvolvido”, uma vez que a maioria dos meios de comunicação utilizam os satélites como meio de propagação de suas ondas.
No início de 2014, Quickbird-2 está operando a uma altitude menor que 450 km e vai continuar em uma descida gradual até ao fim da sua missão a uma altitude de aproximadamente 300 km. A missão é estendida através de meados de 2014.
https://directory.eoportal.org/web/eoportal/satellite-missions/q/quickbird-2

http://www.globalgeo.com.br/imagens-de-satelite/informacoes-comerciais-quickbird/

http://www.geoimage.com.au/satellite/quickbird

http://wiki.landscapetoolbox.org/doku.php/remote_sensor_types:quickbird

http://www.digitalglobe.com/index.php/85/QuickBird

http://www.satimagingcorp.com/satellite-sensors/quickbird/

http://www.dhi-gras.com/~/media/Microsite_GRAS/Files/QuickBird.ashx

http://www.airforcemag.com/MagazineArchive/Magazine%20Documents/2008/August%202008/0808space.pdf

Referências
http://www.n2yo.com/?s=26953
Bom Dia e Obrigado !!
Full transcript