Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Storyboard

No description
by

Katia Torcatto

on 16 October 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Storyboard

Design Instrucional: Produto e Processo
Disciplina de Educação a Distância
katia.torcatto@einstein.br Katia Torcatto
Analista de Projetos de Inovação Educacional Ao criar um Storyboard, o design instrucional materializa sua atividade, concretiza seu planejamento. Estrutura Tela de instruções de navegação do curso. Tela de plano do curso Telas com questões
de valiação ao início
do curso. Hipertextos explicativos internos
ao curso. Telas de conteúdo. Telas com questões de
avaliação ao final do curso. Tela de encerramento
do curso. Tela de avaliação
de satisfação. Tela de abertura de curso. Metodologia que será trabalhada como principal condição para que um projeto que venha a ser desenvolvido seja bem sucedido: Informações sobre o público-alvo. Linguagem Infraestrutura O storyboard é desenvolvido na forma de templates de Power Point , Flash, Captivate ou equivalentes, que podem ser convertidos em ferramentas de exibição aos alunos, tais como Adobe Connect Presenter ou Articulate, de modo que este, seja trabalhado para que não o deixe apenas textual, mas também visual.
Estruturação dos conteúdos em unidades temáticas;
Diagramação do conteúdo na tela;
Definição das atividades;

Aplicação do conteúdo às atividades propostas;
Utilização de recursos interativos;
Articulação dos recursos multimídia ao conteúdo;

Formato das telas;
Mapa de navegação de cada tela;
Criação de links, associando materiais complementares ao conteúdo das telas;

Sugestão de jogos didáticos de fixação;
Criação de legendas para as imagens e animações inseridas para garantir a acessibilidade do curso. A versão final do curso acaba por ser muito fiel ao storyboard, uma vez que ali já estão incluídas, tela a tela, ou melhor slide a slide, as imagens selecionadas, a posição do personagem e sua respectiva fala, o texto principal, os elementos e tudo mais que compõe o curso. A primeira validação do curso ocorre na fase de Storyboard, todos os ajustes necessários deverão ser feitos nessa fase para evitar retrabalhos. O Storyboard busca organizar a informação de modo a contribuir com a aprendizagem. Cada elemento da tela é estrategicamente pensado, possui um fim pedagógico e é trabalhado a partir de sólidos conceitos de design que passam por equilíbrio, harmonia, ritmo, clareza, simplicidade, contraste, enfim, princípios de usabilidade e ergonomia, aliados à inovação e criatividade. O Storyboard nada mais é do que um grande roteiro ou rascunho do curso a distância que será desenvolvido. No storyboard deve ser sugerida, de forma criativa, harmônica e equilibrada, a linguagem visual do futuro curso, de forma a permitir que o usuário, a partir de seu modelo mental, assimile o conteúdo proposto. Segundo PARKER, para além das competências pedagógicas, o design instrucional também precisa saber “ler”, selecionar ou criar parte visual dos cursos, ou seja, os objetivos finais do trabalho desse profissional devem estar voltados para a construção do conhecimento dos usuários dos cursos. (cc) photo by Metro Centric on Flickr
Se a linguagem do curso será mais formal ou informal. Trechos do conteúdo que são essenciais à compreensão do mesmo e trecho que poderão ser transformados em exemplos ou animações, textos que poderão ser transformados em falas de personagens. Com base nessas informações, uma série de decisões são tomadas. É definido se o conteúdo requer o uso de videos. Buscando explorar tanto a linguagem verbal como a não verbal, a elaboração do storyboard, envolve: Algumas questões devem ser consideradas na construção de um Storyboard: Identificação dos elementos motivadores; Clareza na representação de símbolos e ícones; Apresentação de telas explicativas e mensagens de erro; Diagramação adequada da tela quanto a títulos, imagens, textos menus e comandos; Apelo lúdico através de cores, imagens e animações; Legibilidade diante da presença de inúmeros elementos na tela; Nível de compreensão de uso. Apresentação de seqüências explicativas para respostas não adequadas; Adequação do vocabulário ao nível do usuário; Apresentação sequencial de telas que favoreça a leitura e compreensão do conteúdo;
Full transcript