Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Copy of PLANEJAMENTO DE PRODUÇÃO

No description
by

Marcio Antonio Kowalski

on 26 February 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Copy of PLANEJAMENTO DE PRODUÇÃO

DIRETA COM MEDIAÇÃO
Onde a presença do entrevistador é representada pelo repórter, que faz a chamada e dá continuidade à entrevista junto ao entrevistado.

PLANEJAMENTO DE PRODUÇÃO
PARA EXTERNAS

Abordagens e Formatos
Entrevistas podem ser realizadas com diferentes formatos, e cada um requer uma técnica diferenciada do entrevistador e recursos técnicos adequados.

Procurar agendar as entrevistas com as fontes realmente relevantes para o vídeo. Fontes para levantamento de dados podem ser trevistadas por e-mail/ telefone.

Realizar uma pré entrevista por telefone ou e-mail para alinhar o conteúdo

Ao agendar uma externa com realizaçao de sonora, informar-se sobre a disponibilidade de tempo da fonte para a gravação em questão, e se programar para realizar no tempo disponível.

Sempre levantar todos os contatos das fontes
PLANEJAMENTO
" PAUTA"
A definição de uma pauta bem realizada oferece as informações necessárias para o encaminhamento logistico e técnico da externa.
Levantar pela decupagem de imagens da matéria toda imagem em potencial a ser realizada na externa.

Conforme o planejamento, pode-se fazer a captação de imagens para cobertura enquanto a produção ( pauteiro ) realiza a conversa preliminar com a fonte.

Captar as imagens em potencial, sempre em mais de um enquadramento e movimento de câmera.

Ao captar imagens em pan ou tilt, não prolongar o movimento além de 3 a 4 segundos.

Para aumentar as opções de imagens, captar a fonte conversando ou realizando suas funções cotidianas
Itens fundamentais:
Câmeras ( dependendo da linguagem um segunda câmera é requisitada.
Cartão.
Microfones - ( Dependendo do formato de captação, levar microfones específicos) Sempre levar Back-up.
Pilhas para microfone.
Kit de Luz ( setlight/ minifresneis/ caixas PL)
Teste de tensão eletrica
Kit de gelatinas e difusores
Pregadores
Fita crepe
Tripés de luz e câmeras
Cases
Não basta ter o equipamento e o tema da matéria definidos, o sucesso de uma gravação em externa passa pelo planejamento das ações e de um rigoroso cuidado técnico.
INDIRETA

Neste formato de captação o entrevistador não aparece em cena.
O mais adequado usar-se o microfone de lapela

Quanto ao formato de captação a entrevista pode ter o formato os seguintes formatos.

Direta mediada
direta sem mediação
indireta

CENTRADA

As entrevista centrada, ou focused interview, tem como objetivo analisar uma experiência que o entrevistado tenha vivido ou assistido. O entrevistador não dispõe de nenhum roteiro com perguntas preestabelecidas, mas sim de uma lista de tópicos relativos ao tema estudado.

Os métodos de abordagem se dividem em três categorias

Diretivas
Semi-diretivas
Centrada
Se preparar para a captação da matéria , estudando a pesquisa levantada.

Sempre fazer uma conversa preliminar com a fonte para alinhar os objetivos da entrevista e repassar as perguntas.

Neste contato, verificar se há outras questões importantes que possam ser levantadas na entrevista.

Não abordar assuntos que não estão referenciadas na pauta sem prévio conhecimento da fonte.
DEFINIÇÃO DAS FONTES
LOGÍSTICA
Procurar agendar as entrevistas com as fontes das mátérias, pelo menos com uma semana de antecedência.

Não marcar mais de uma pauta por diária, a não ser que seja no mesmo local ( dependendo da complexidade da matéria)

Se possível realizar uma visita técnica ao lugar de gravação, ou pelo menos levantar quais são as limitações e potenciais técnicos e logísticos ( Tensão elétrica, tomadas. espaço livre)

Sempre conseguir tranporte prívado para a realização da externa, com espaço para a equipe e equipamento de captação. ( não usar transporte público!!!)
PESQUISA e PERGUNTAS
DECUPAGEM DE IMAGENS
Check list
ENTREVISTAS
DIRETIVAS

É a entrevista que determina o tipo de resposta desejada, conduzindo as perguntas objetivamente sendo estas feitas à critério do entrevistador.
SEMI-DIRETIVAS


A entrevista semi-diretiva é a mais utilizada em investigação social. É semi-diretiva pois é encaminhada por uma série de perguntas guias, relativamente abertas e não muito precisas, que não obedecem necessariamente à ordem que está anotada no roteiro,

Em geral se utiliza o microfone de mão

É comum o repórter ficar posicionado de costas para a câmera para compor um contra plano.

O entrevistado neste caso pode olhar também para a câmera


DIRETA SEM MEDIAÇÃO
O entrevistado é colocado, em geral em frente à câmera e faz a sua fala olhando diretamente para as lentes.






Neste caso não é necessária a presença de um entrevistador.

Costuma-se usar o microfone de lapela ou boom para esta captação

Posiciona-se o entrevistado em um dos extremos do vídeo. ( Regra dos terços)

Compor um fundo nos terços que estão sem massa

O entrevistado neste formato é orientado a não olhar para a câmera e sim para o entrevistador.



FONTES

JESPERS, Jean-Jacques. (1998). Jornalismo Televisivo. Coimbra-Portugal: Minerva

MACIEL, Pedro (1995). Jornalismo de Televisão. Porto Alegra: Sagra - DC Luzzato

SOUZA, Jose Carlos Aronchi de. (2004). Gêneros e formatos na Televisão Brasileira.Sao Paulo: Summus Editorial
Full transcript